Secretária de Ação Social de São Luiz Gonzaga fala sobre planejamento para distribuição das cestas básicas

(Divulgação)

Pasta vai estabelecer critérios para beneficiar pessoas mais necessitadas

A Secretaria de Ação Social e Comunitária de São Luiz Gonzaga deve realizar, nos próximos dias, a licitação para compra de cestas básicas que serão distribuídas para famílias necessitadas do município. Conforme levantamento da pasta, são 466 famílias cadastradas no CadÚnico em situação de extrema pobreza, ou seja, com renda per capita de menos de R$ 93,00 por mês.

A estimativa, segundo Nélvia Tavares, titular da secretaria, é que com os R$ 60 mil repassados pela Câmara de Vereadores – valor que será dividido em três parcelas de R$ 20 mil – seja possível comprar um pouco mais de 500 cestas. O cálculo é feito com base na licitação mais recente, a qual teve o valor de R$ 140,00 por unidade. Além dos alimentos, a cesta vem com kit higiene junto.

Como a quantidade é pequena comparada ao número de pessoas, a pasta vai estabelecer critérios. Assim, a família que necessitar de alimentos deve procurar a Ação Social ou o CRAS para que uma assistente social faça a entrevista. Ela é quem vai determinar quem pode receber.

Além disso, quem receber em um mês não receberá no próximo. “É uma ajuda emergencial”, reforça Nélvia. No início do ano a pasta comprou cerca de 700 cestas e agora conseguirá pouco mais de 500. Este é quantitativo para todo o ano, por isso a necessidade de um controle mais rigoroso na distribuição.

A orientação é que as famílias entrem em contato por telefone para tirar dúvidas sobre os serviços, com o intuito de evitar a circulação de pessoas.

Fonte: Rádio São Luiz