Rose Grings integra a “Frente Parlamentar dos Vereadores pela Tradição Gaúcha”

(Divulgação)

A são-luizense é a única mulher a participar do grupo de 15 vereadores gaúchos. Lançamento da Frente Parlamentar será nesta quinta-feira.

Uma Frente Parlamentar formada por vereadores de diversas cidades gaúchas vai defender os interesses dos tradicionalistas perante o Poder Público do Rio Grande do Sul, especialmente junto aos municípios. A iniciativa do Movimento Tradicionalista Gaúcho será coordenada pelo conselheiro do MTG e vereador pela cidade de Farroupilha (25ª RT), Tiago Ilha.

A “Frente Parlamentar dos Vereadores pela Tradição Gaúcha” será instalada nesta quinta-feira, a partir de uma “live” na página do Movimento, no Facebook, e no canal do Eco da Tradição, no YouTube. Quinze vereadores formam, inicialmente, o grupo, que irá abrir espaço para que outros parlamentares municipais participem da iniciativa.

“Em 2018, foi criada a Frente Parlamentar Nacional, em Brasília. Agora, queremos nos aproximar dos municípios e fazer com que os vereadores, além de criarem legislações em favor do tradicionalismo, possam destinar emendas parlamentares e servir de ponte entre entidades e coordenadorias para resolver problemas junto aos órgãos públicos, e acima de tudo, proteger nossos símbolos e nossas raízes”, afirma o vereador Tiago Ilha.

O grupo de vereadores-fundadores da Frente se reuniu, pela primeira vez, na semana passada. Além do coordenador, Tiago Ilha, participaram do encontro virtual, Ricardo Daneluz (Caxias do Sul), João Alberto Ferreira de Lima (Santiago), Rose Grings (São Luiz Gonzaga), Evandro Meirelles (Passo Fundo), Patrício Antunes (Dom Pedrito), Ricardo Bordignon (Guaporé-suplente), Pablo Milani (Formigueiro) e Renato Gonçalves (São Gabriel).  Ainda fazem parte da fundação deste movimento, os vereadores, Marcus Vigolo (Tapes), Elvio Luiz Feltrin (São Borja), Rogério Ustra (Rosário), Cléo Trindade (Alegrete), Sérgio Airoldi (Santo Antônio da Patrulha) e Pingo Rezende (Vacaria).

A entrada de novos vereadores para o grupo seguirá critérios que levam em conta o comprometimento com a cultura gaúcha e a participação efetiva em atividades tradicionalistas, durante a trajetória do parlamentar. Segundo Rose Grings, “para mim, é uma honra iniciar este grupo, que engrandece tanto as nossas tradições, e fiquei muito feliz em fazer parte deste movimento de 15 vereadores que lutará pela cultura gaúcha. E ser a única mulher é um privilégio, e ainda representando São Luiz Gonzaga e as Missões, que sempre defendi a cultura e as entidades tradicionalistas, que foram grandes apoiadoras em minha eleição como vereadora. Espero agora poder retribuir com muito trabalho esta confiança à mim dada, e levar ao movimento, a força e a garra da mulher missioneira!”, completou  a vereadora.

(Divulgação)

Por Márcio Greff

Fonte: Assessoria de Comunicação