Paulo Pires fala sobre a eleição para novo mandato como presidente da Coopatrigo

(Divulgação)

Ele foi eleito ontem, 25, durante Assembleia Virtual da cooperativa

Paulo Cezar Vieira Pires, que assumiu ontem, 25, um novo mandato como presidente da Coopatrigo, disse, em entrevista para a São Luiz nesta sexta-feira, 26, que está bastante motivado e orgulhoso.  Ele revelou que não tinha o objetivo de retornar, mas acrescentou que este período “fora” lhe permitiu “ampliar a visão do todo” e que isso pode trazer contribuições.

Ele comentou que o agro vem de um período muito positivo, mas ressaltou que a “ressaca” da pandemia deve, de alguma forma, atingir o setor. “A questão pandêmica é mundial. Ela vai diminuir o poder aquisitivo das pessoas e mais lá na frente pode trazer impacto em alguns setores da cadeia, como exemplo a proteína animal”, comentou o presidente.

Paulo lembrou que o agronegócio foi um dos únicos setores que não parou, pois é indispensável para alimentação. “Em qualquer lugar do mundo a pessoa precisa fazer refeições. O produtor tem que trabalhar conforme plantio, colheita. Não pode parar. A mídia noticiou muita coisa ruim, mas nunca falou em desabastecimento”, enfatizou.

O gestor destacou ainda que está assumindo uma administração que tem lideranças que estão na cooperativa há muito tempo. “Não estamos entrando em uma aventura. A Coopatrigo será gestada por pessoas que conhecem e isso traz tranquilidade para o associado”, afirmou.

O presidente frisou que dará continuidade, com responsabilidade, à pujança da cooperativa. Assim como já havia dito ontem, durante a posse, ele reforçou que é preciso haver equilíbrio entre o colaborador, o associado e a comunidade. “É a sustentabilidade, o resultado ao longo do tempo. Essa é a função do gestor de uma cooperativa. Vamos ter projeto de expansão, mas dentro das condições”, comentou.

Paulo Pires, que deve realizar a transição da presidência da Fecoagro – entidade que ainda preside – no próximo dia 30, concluiu afirmando que o foco atual da Coopatrigo está na colheita da safra, cujos números se aproximam de 7%. Ele também manifestou a importância da digitalização – citando a própria assembleia virtual realizada ontem – sinalizando que este também será um dos pontos observados na sua gestão.

Por Kelvin Morais

Fonte: Rádio São Luiz