Estatísticas preliminares indicam que 1 a cada 10 são-luizenses teve contato com o coronavírus

Estudo tem como base testes sorológicos realizados no Laboratório Municipal. (Divulgação)

Estudo é desenvolvido pela Secretaria Municipal de Saúde e tem como base testes sorológicos que são realizados pelo Laboratório Municipal  

Conforme levantamento preliminar, a Secretaria Municipal de Saúde estima que 11,25% da população de São Luiz Gonzaga já teve contato com o coronavírus. Seriam 3.711 pessoas com anticorpos da covid-19, o que significa que 1 a cada 10 são-luizenses já teve contato com o vírus. O estudo é uma continuação do programa “Testa São Luiz”, iniciado em 2020.  

A pesquisa é coordenada pelo Laboratório Municipal e tem como base os testes sorológicos rápidos para anticorpos contra a covid-19 realizados de forma gratuita e sem necessidade de indicação médica. No total, 800 testes serão realizados (todos estão agendados para aplicação).  

Até 30 de março, de acordo com o biomédico da Secretaria de Saúde, Günther Sott, 409 testes foram realizados. “Com uma população estimada em 33 mil habitantes, nossa pesquisa precisava de uma amostra de 380 pessoas para ter um índice de confiança de 95% e uma margem de erro de 5%. Com isso, dos 409 testes realizados, 46 deram positivo. Isso dá 11,25%. Sendo assim, é estatisticamente possível projetar que 11,25% da população do município já teve contato com o vírus, o que significa 3.711 pessoas com anticorpos”, explicou. Os dados são um registro do momento atual, os quais tendem a mudar com o passar do tempo.   

Subnotificações

De acordo com o boletim epidemiológico nº 247, de 29 de março, o município registrava 2.192 casos confirmados de covid-19. “Realizando uma comparação da estimativa com o número de casos notificados, dá uma diferença de 40,9%. Este percentual é a média de casos subnotificados em São Luiz Gonzaga”, destacou Günther.  

O biomédico ressaltou que o percentual está abaixo da média estadual. “É uma taxa relativamente alta, mas não tão alta como a do Estado. Ao longo de 2020, foi realizado o projeto Epicovid, que mostrava a taxa de subnotificações em cerca de 70% no RS. Mesmo assim, precisamos continuar atentos. Essas pessoas, sem saber o diagnóstico, seguem circulando e transmitindo o vírus. Segundo relatos de quem fez o teste no laboratório, alguns pacientes não tiveram sintomas ou apresentaram sintomas muito leves, nem imaginaram ser covid-19. Por isso precisamos redobrar a atenção. Não sabemos quem está contaminado”. 

A pesquisa deverá ser concluída no final de abril. Os dados levantados serão utilizados para calcular o número de testes necessários para ampliar o programa de testagem no município, fortalecendo as ações de prevenção e combate a pandemia em São Luiz Gonzaga. Com a ampliação dos testes no Laboratório Municipal, os resultados são divulgados de forma mais rápida, diminuindo a dependência do município quanto à testagem realizada pelo LACEN. 

Por Larissa Dorneles / AI da Prefeitura de São Luiz Gonzaga com informações do Laboratório Municipal