Após três horas de negociação, acusado pelo feminicídio em Santo Antônio das Missões é preso pela Brigada Militar

Arma utilizada no crime (Divulgação/BM)

Crime ocorreu no Bairro São Jorge. Ocorrência iniciou às 21h30min de ontem e encerrou às 5h30min de hoje,12/4

A prisão do acusado pelo feminicídio ocorrido ontem, 11, em Santo Antônio das Missões envolveu grande efetivo da Brigada Militar e exigiu muita negociação. Após ter efetuado os disparos de arma de fogo contra a companheira, identificada como Ana Claudia Lopes Gonçalves, 38 anos, que morreu a caminho do Hospital São Luiz Gonzaga, ele fugiu com um dos filhos do casal, um menino de três anos. A filha ficou com a mãe no local do crime.

Após levantamento de informações, os militares identificaram que ele estava em uma residência no Rincão Santa Maria, interior do município. A partir daí, foi feito cerco da residência, acionado o SAMU e teve início da negociação. O clima foi tenso, pois ele estava “bastante perturbado e a todo tempo segurando o seu filho no colo”. A conversa ocorria por uma janela da casa. Foram cerca de três horas até que ele se entregou e foi preso.

A arma que teria sido usada no crime, um revólver calibre 38, foi apreendida debaixo do colchão do quarto. Ela estava com duas munições intactas e uma deflagrada. O preso confessou o crime.

O homem preso ontem é o mesmo envolvido em um homicídio ocorrido em maio do ano passado na localidade de Vila Santa Rosa. Ele alegou, na época, legítima defesa.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Brigada Militar