Caminhão com placas de São Luiz Gonzaga é retido no Porto de Rio Grande por suspeita de fraude em carga de soja

(Reprodução)

Além das 29 toneladas de soja estavam carregadas no caminhão, os fiscais da Receita Federal encontraram mais de 5 mil quilos de areia

Receita Federal, que atua no Porto de Rio Grande, conseguiu impedir que uma carga de soja adulterada deixasse o Brasil, com destino à Ásia.

Um caminhão, com placas de São Luiz Gonzaga chamou a atenção dos funcionários do porto no momento de inspeção da carga. Os fiscais da Receita Federal foram chamados e descobriram que o veículo não transportava apenas soja. As 29 toneladas de soja estavam separadas por uma barreira de borracha, onde havia embaixo um carregamento de 5.890 quilos de areia.

A descoberta aconteceu no dia 19 de fevereiro, mas só agora a Receita Federal liberou as informações porque estava apurando o caso.

Segundo o auditor fiscal da Receita Federal, Marcos Gonçalves Colares, a preocupação foi com a contaminação da carga, pois o silo de armazenagem é o mesmo para todo o carregamento de um navio. “Além da própria contaminação de uma carga com areia, a areia também pode estar poluída ou contaminada. Como era uma carga para exportação, ainda teria um impacto negativo no nosso comércio exterior”, explica Colares.

Polícia Federal está investigando o caso para identificar os responsáveis pela fraude. O caminhão segue retido para perícia.

Fonte: Canal Rural