Deputado Marcon defende que agricultores familiares recebam auxílio emergencial

(Divulgação)

Parlamentar também diz que valor precisa ser ampliado para R$ 600,00

O deputado federal Dionilso Marcon, do Partido dos Trabalhadores (PT), falou hoje, 26, sobre o Projeto de Lei 823, do qual é coautor, que trata de apoio aos agricultores familiares. O parlamentar destacou que o objetivo é ajudar na produção de alimentos, garantir fomento, crédito e renegociação de dívida, além de dar acesso ao auxílio emergencial.

Marcon lembrou que também busca legalizar aqueles que “buscaram” o auxílio no ano passado, pois no futuro isso pode gerar “entraves na hora da aposentadoria”. Ele insistiu que os agricultores familiares não foram incluídos no benefício e defende que isso seja feito agora, com valor de R$ 600,00, o qual precisa ser ampliado para os “agricultores familiares, assentados, pescadores e todo aquele trabalhador desempregado”.

O parlamentar falou ainda sobre os preços elevados dos produtos de alimentação, enfatizando que para resolver é necessário que o país volte a produzir em larga escala. “Milhões de brasileiros estão com dificuldades de fazer três refeições por dia, porque os alimentos estão mais caros no mercado”, comentou.

Marcon concluiu defendo a Corsan e cobrando que o governador “cumpra com sua palavra”. Além da Corsan, o deputado ainda disse que é preciso manter o Banrisul e fortalecer a Emater que, segundo ele, está sendo sucateada. Por fim, o parlamentar destacou que a economia só sairá da crise quando o país tiver a ampla vacinação.

Fonte: Rádio São Luiz