Atraso no repasse da segunda dose da Coronavac afeta cerca de 7 mil pessoas na região

(Divulgação)

Na próxima semana outros 5.300 vacinados também entram no período previsto para segunda aplicação

O atraso no repasse de novas doses da vacina Coronavac pelo Ministério da Saúde afeta cerca de 7 mil pessoas na área de abrangência da 12ª Coordenadoria Regional de Saúde. São idosos que receberam a primeira aplicação e já completaram o período previsto de 28 dias para a segunda dose.

Segundo o coordenador regional de saúde, Iury Sommer Zabolotski, a demora será de cerca de 12 dias até que cheguem novos imunizantes na próxima semana. Contudo, como está prestes a vencer o período de outros 5.300 vacinados é possível que não cheguem doses suficientes para a segunda aplicação em todos, pois seriam mais de 12 mil.

Iury ressalta que os especialistas já informaram que não há riscos em fazer a segunda dose com atraso, o importante é fazer para completar o ciclo de imunização. Ele lembrou que havia uma orientação do Ministério da Saúde para aplicar todas as doses assim que chegassem e por isso não há reserva técnica para a segunda aplicação.

Nesta semana devem chegar mais vacinas para a primeira aplicação. Serão imunizantes da Astrazeneca. Ainda não foi divulgado o quantitativo por região e nem o público-alvo.

Fonte: Rádio São Luiz