Ícone do site Rádio São Luiz FM 100.9

Pompeo de Mattos quer 14º salário para aposentados e o fim da prova de vida

(Arquivo/Divulgação)

O deputado federal Pompeo de Mattos, do PDT, falou nesta quinta-feira, 26, sobre liberação de recursos para São Luiz Gonzaga, posicionamento quanto ao fundão eleitoral, 14º salário para aposentados e a marcha dos vereadores a Brasília, da qual participa o vereador são-luizense Edmar Matos.

Receba as nossas notícias no WhatsApp

Ele iniciou comentando os recursos destinados para o município, elencando os mais R$ 150 mil para a agricultura, R$ 500 mil de recurso direto para o Hospital São Luiz Gonzaga e R$ 2,6 milhões – também para a casa de saúde, mas voltados à reforma. “O hospital é importante para a microrregião; nunca recebeu tanto recurso como agora. Nenhum outro recebeu essa quantia. Estamos juntos nesta parceria, pois quem faz pela saúde faz pela vida”, disse o deputado.

Pompeo falou também sobre o fundo eleitoral, destacando que mobilizou a bancada do PDT a votar contra o aumento de R$ 2 bilhões para R$ 5,7 bilhões, acompanhando o posicionamento de veto do presidente Jair Bolsonaro. O político disse que apesar das divergências, não tem problema em acompanhar decisões que partam de alguém contra quem há conflito ideológico, desde que avalie como correta.

O parlamentar destacou ainda que luta pelo 14º salário para os aposentados, pois considera que “assim como a vacina é a saída para a saúde, o 14º é a saída para a economia”. O valor seria de no máximo dois salários mínimos e teria caráter excepcional neste ano.

Pompeo ainda acrescentou que luta pelo fim da prova de vida, justificando que a medida expõe os idosos a riscos e o considera uma “maldade”. Ele justificou lembrando que o INSS tem como saber quando a pessoa morre, citando como exemplo a própria pandemia e a contagem dos óbitos pela doença.

Por fim, o vereador Edmar Matos, que está em Brasília acompanhando a “marcha dos vereadores”, destacou que na próxima semana trará novidades sobre as reivindicações que estão sendo encaminhadas na Capital Federal.

Fonte: Rádio São Luiz

Sair da versão mobile