Ícone do site Rádio São Luiz FM 100.9

Vereador Valmir Silveira fala sobre a necessidade de concurso público e comenta sobre a defasagem no salário de servidores

Valmir Silveira. (Foto: Kelvin Morais/Rádio São Luiz)

São Luiz Gonzaga – O vereador Valmir Silveira, líder do MDB na Câmara de Vereadores de São Luiz Gonzaga, falou nesta terça-feira, 21, sobre algumas pautas em discussão na sessão passada. Entre os assuntos está o entendimento de que é necessário o concurso público em 2022. Valmir comentou que há “demandas em todas as secretarias” do município.

Receba as nossas notícias no WhatsApp

Outra preocupação expressa pelo parlamentar foi quanto à remuneração. Ele disse que “do nível um ao nível sete praticamente (todos) estão com salários abaixo do mínimo”.

Como o assunto já está em discussão no Executivo, Valmir entende que até a Câmara de Vereadores “poderá criar um plano de cargos e salários e aproveitar essa licitação e acrescentar um item para que a empresa realize (o concurso) também na Câmara”. “É uma demanda que se arrasta há muito tempo”, lembrou.

A necessidade de repor postos de trabalho, no entanto, esbarra na questão financeira. Valmir informou que categorias como a dos odontólogos estão em falta nas ESF’s, pois os vencimentos não estão de acordo com o piso, o que levou os profissionais a ingressar na Justiça. Isso, inclusive, impede que o município faça contratação emergencial. “Preocupa, porque na realização do concurso tudo isso tem que estar definido: salários, atribuições, número de cargos”, comentou Valmir.

O parlamentar ainda lembrou que o município, como dito pelo prefeito Brondani na segunda-feira, precisa obedecer o teto de 51,3%, que é o limite que o Executivo pode gastar em vencimento e remunerações. “São demandas que agora estão sendo discutidas na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) e no orçamento do ano que vem”, disse.

O líder do MDB concluiu destacando que na sessão passada foram aprovados os valores de R$ 451 mil para aquisição de uma retroescavadeira para a Secretaria de Obras e também a inclusão – no orçamento da Secretaria Municipal de Educação e Esporte – de um recurso para que as escolas executem projetos visando a instalação de energia solar. Também foi aprovado, conforme Valmir, um acréscimo nas atribuições da Secretaria de Administração para que a pasta cuide do aeroporto, pois tornou-se necessário na medida em que o município sinaliza investir na área, caso seja autorizado pelo estado.

Fonte: Rádio São Luiz

Sair da versão mobile