Ícone do site Rádio São Luiz FM 100.9

Covid-19: Dose de reforço é aplicada em idosos e trabalhadores da saúde que realizaram a 2ª dose há seis meses ou mais

(Divulgação)

Imunossuprimidos graves também podem receber a 3ª dose do imunizante após 28 dias da conclusão do esquema vacinal contra o vírus  

São Luiz Gonzaga – As unidades de saúde do município seguem mobilizadas no combate à COVID-19. Atualmente, podem realizar a aplicação da dose de reforço da vacina, pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde (os quais realizaram a 2ª dose do imunizante há mais de seis meses) e imunossuprimidos graves (que receberam a 2ª aplicação há mais de 28 dias e mediante a apresentação de documentos comprobatórios).

Receba as nossas notícias no WhatsApp

O município segue com a vacinação de pessoas com 18 anos ou mais (1ª dose) contra a COVID-19. Já a imunização de adolescentes (15, 16 e 17 anos) está temporariamente suspensa, sendo retomada após o recebimento de mais doses pelo município destinadas a esse público-alvo.

Trabalhadores da Saúde

Conforme nota técnica nº 47/2021, do Ministério da Saúde, são considerados trabalhadores da saúde indicados para receber a dose de reforço, os indivíduos que trabalham em estabelecimentos de assistência, vigilância à saúde, regulação e gestão à saúde; ou seja, que atuam em estabelecimentos de serviços de saúde (a exemplo de hospitais, clínicas, ambulatórios, unidades básicas de saúde, laboratórios, farmácias, drogarias e outros locais). Dentre eles, estão os profissionais de saúde, agentes comunitários de saúde, agentes de combate às endemias, profissionais da vigilância em saúde e os trabalhadores de apoio (recepcionistas, seguranças, trabalhadores da limpeza, cozinheiros e auxiliares, motoristas de ambulâncias, gestores e outros), além de trabalhadores de serviços de interesse à saúde.

Também estão inclusos aqueles trabalhadores que atuam em cuidados domiciliares em programas ou serviços de atendimento domiciliar, como por exemplo cuidadores de idosos, doulas e parteiras. Além disso, incluem-se os familiares diretamente responsáveis pelo cuidado de indivíduos gravemente enfermos ou com deficiência permanente que impossibilite o autocuidado, de forma que não estão incluídos todos os contatos domiciliares destes indivíduos, apenas o familiar diretamente responsável pelo cuidado.

A dose de reforço deve ainda ser aplicada em estudantes de graduação e pós-graduação das profissões de saúde, desde que estejam em atividade de exposição ao coronavírus em razão de estágios curriculares e outras modalidades de prática acadêmica.

2ª Dose

As unidades de saúde seguem com a aplicação da 2ª dose das vacinas AstraZeneca e Pfizer, conforme o cronograma:

Sexta-feira (8 de outubro) – pessoas que receberam a 1ª dose até 30 de julho;

Sábado (9 de outubro) – pessoas que receberam a 1ª dose até 31 de julho (no Centro de Saúde, das 8 horas até às 11 horas);

Quarta-feira (13 de outubro) – pessoas que receberam a 1ª dose até 2 de agosto;

Quinta-feira (14 de outubro) – pessoas que receberam a 1ª dose até 3 de agosto;

Sexta-feira (15 de outubro) – pessoas que receberam a 1ª dose até 4 de agosto.

Para a 2ª dose da vacina CoronaVac, devido ao número de doses por frasco e o prazo de validade, é solicitado as pessoas que receberam essa vacina que entrem em contato com a unidade de saúde onde ocorreu a 1ª aplicação para agendar a data da 2ª dose.

Para a imunização, a pessoa deve apresentar os documentos padrões: documento de identificação, cartão SUS e a caderneta de vacinação (ou o comprovante das doses anteriores). Para mais informações sobre o cronograma de vacinação nas unidades de saúde, os ESFs realizam expediente das 7 horas ao meio-dia e das 13 horas até às 16 horas. Nesta sexta-feira, o Centro de Saúde realiza atendimento em turno único, das 7h30min. até às 13 horas.

Por Larissa Dorneles / AI da Prefeitura de São Luiz Gonzaga com informações da SEMSA

Sair da versão mobile