Ícone do site Rádio São Luiz FM 100.9

Presidente da Fetag fala sobre a importância da agricultura familiar para a soberania alimentar do brasileiro

(Foto: Divulgação)

Esta é a Semana Nacional da Agricultura Familiar e nesta quinta-feira, 28, é comemorado o Dia do Agricultor. As datas festivas, que ainda contemplam a Década da Agricultura Familiar, decretada pela Organização das Nações Unidas (ONU), chamam atenção para a importância do trabalho e para as lutas vivenciadas por estes profissionais do campo.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Para o presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag), Carlos Joel da Silva, “a data é importante como espaço para debater e dialogar a construção de políticas públicas de desenvolvimento”.

Joel acrescenta que a agricultura familiar representa a soberania alimentar do brasileiro. Segundo dados apresentados por ele, 70% do alimento vêm da agricultura familiar. “São hortifrutigranjeiros, leite, frango, parte de suínos, parte do arroz. Produções que contemplam, inclusive, commodities de exportação”.

O presidente defende a importância de solucionar problemas para que o homem e a mulher continuem produzindo. Exemplos citados por ele incluem melhorias nas estruturas das propriedades, estradas, energia elétrica e qualidade de sinal de telefone e internet.

Para ele, o principal desafio atualmente é a renda, pois quando tem produção não tem preço, e quando tem preço as intempéries do tempo acabam com a produção. Custos de produção como o preço do óleo diesel, que já foi menos de três reais o litro e hoje está acima de sete, além do preço da energia elétrica e da suba de mais de 50% em dois anos no preço dos insumos, são outros exemplos.

Fonte: Rádio São Luiz

Sair da versão mobile