Luis Grings, presidente do MDB, defende a coligação com o Progressistas

Foto: Arquivo/Rádio São Luiz

O presidente do MDB em São Luiz Gonzaga, médico Luis Grings, falou, nesta quarta-feira, 02, sobre a coligação com o Progressistas. Ele abordou o tema, após ser questionado sobre um descontentamento que teria surgido durante a campanha para as eleições deste ano.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Para Grings, isso faz parte do “calor do momento e da política”.

Como o Progressistas defendia o nome de Luís Fernando Cavalheiro Pires e o MDB tinha os seus próprios postulantes para o mesmo cargo, as lideranças de lado a lado passaram a defender os seus. Grings afirmou que o trabalho de seus correligionários foi pautado pela ética, acrescentando que sempre respeitou aqueles que diziam que iriam votar no candidato do Progressistas.

“Fizemos sem atropelar, respeitando. Isso faz parte da política”, afirmou.

O emedebista reiterou que a coligação já dura 10 anos e que “está dando certo para São Luiz”. Grings ainda assegurou que o candidato natural do MDB para as próximas eleições majoritárias municipais é o atual vice-prefeito Piti Werle, e disse que espera que os quatro partidos da coligação entendam isso. “Depois de 2024 é a vez do MDB”, afirmou, lembrando que seu partido indiciou o vice nas últimas três eleições.

Fonte: Rádio São Luiz