Ícone do site Rádio São Luiz FM 100.9

Governo Federal confirma a operacionalização de R$100 milhões anunciados em Hulha Negra

Foto: Fábio Pozzebom/Agência Brasil

A Famurs recebeu informações mais detalhadas sobre como os municípios vão acessar os recursos destinados pelo Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional

A Famurs obteve a confirmação do governo federal, através da Defesa Civil Nacional, nesta quinta-feira, dia 02/03, que estão assegurados os recursos para que os municípios busquem socorro humanitário, através do sistema S2ID. O repasse para auxílio emergencial será disponibilizado para aquisição de cestas básicas, aluguel de carro pipa e combustível. No total, R$100 milhões serão repassados pelo Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Conforme dados obtidos pela área técnica da Agricultura da entidade, estão disponíveis para auxílio aos municípios gaúchos os seguintes itens e valores: Cestas Básicas: 1 cesta por família de até 4 pessoas por 3 meses com valor teto de R$248; Aluguel de Carro Pipa: até 2 carros pipa por 3 meses por município, com valor teto de R$ 18 mil reais por veículo/mês e Combustível: Até R$20 mil reais mês por município, limitado a 3 meses.

Segundo o secretário Institucional da secretaria de comunicação do governo federal, Maneco Hassen, o governo federal está priorizando o RS nos repasses por reconhecer a necessidade dos municípios, que têm atuado para atenuar os efeitos da falta de água, especialmente garantindo socorro para as famílias oriundas da agricultura familiar. “Quero salientar o papel fundamental da Famurs nessa intermediação com os municípios, para orientar as equipes, facilitando o acesso aos recursos”, afirmou.

O presidente da Famurs, Paulinho Salerno, ressaltou a importância da agilidade nos repasses emergenciais anunciados pela esfera federal. “Estamos trabalhando em conjunto com o governo federal para conseguir um fôlego para os municípios nesse momento tão crucial”, pontuou. A orientação é que os prefeitos direcionem as suas equipes a buscar os recursos através da plataforma S2ID, tendo os decretos de situação de emergência reconhecidos pelo governo federal.

O governo federal anunciou além dos R$100 milhões provenientes do MDR, R$24 milhões, do Ministério Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome serão repassados para famílias de baixa renda da região como um pagamento de até R$2.400 para famílias de pequenos agricultores cadastradas no programa Fomento Rural, e R$300 milhões, do Ministério do Desenvolvimento Agrário, em crédito para pequenos agricultores em duas linhas de créditos, totalizando R$430 milhões.

Fonte: FAMURS

Sair da versão mobile