Ícone do site Rádio São Luiz FM 100.9

Engenheiro Agrônomo destaca projeções positivas para a safra de trigo de 2023

Colheita Biotrigo. Foto: Gui Benck

Gustavo Posser, Engenheiro Agrônomo e Supervisor Comercial da Biotrigo Genética, empresa sediada em Passo Fundo e que tem mais de 15 anos de atuação focados no melhoramento genético, falou nesta segunda-feira, 13, sobre as boas perspectivas para a safra de trigo deste ano.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Posser iniciou a entrevista lembrando que até pouco tempo o estado sofria com a dificuldade de vender o trigo a um preço satisfatório, mas que isso mudou nos últimos seis, sete anos. Ele avalia que a contribuição da Biotrigo Genética foi importante nesse sentido, pois as novas variedades, que a cada ano agregam mais segurança a fatores climáticos e de difícil controle no campo, melhoraram bastante a qualidade do trigo industrial gaúcho, garantido maior liquidez do produto.

Consolidado como a principal cultura do inverno, o trigo deverá superar, neste ano, a safra recorde de 2022. Segundo Posser, mesmo que estejam previstas mais chuvas para a época da floração e da colheita, as ferramentas existentes dão segurança no manejo e a previsibilidade de uma boa produtividade.

O engenheiro acrescenta que atualmente a Biotrigo Genética está presente em mais de 70 locais da América do Sul, incluindo São Luiz Gonzaga, onde mantém rede de ensaio para validar dentro da região os melhoramentos aplicados, garantido que o resultado seja efetivo, observando as condições climáticas de cada área. “Temos grande investimento na rede experimental, somos, por essência, uma rede de pesquisa, oferecendo ferramentas aos produtores”, destacou.

A Biotrigo Genética convida os produtores a conhecer novas tecnologias que agregam produtividade e segurança na lavoura, como a XBIO, primeiro mix de cultivares de trigo para consumo humano do Brasil que chega ao agricultor em 2023.

Fonte: Rádio São Luiz

Sair da versão mobile