Região das Missões se destaca na 46ª Expointer e reforça potencial turístico

Fotos: Patrick Siede | Ascom/Turismo São Miguel das Missões

A Região das Missões está marcando presença na 46ª Exposição Internacional de Animais, Máquinas, Implementos e Produtos Agropecuários (Expointer), que acontece em Esteio. A maior feira agropecuária da América Latina evidencia o potencial turístico dessa região, famosa por abrigar o único patrimônio mundial da UNESCO no Sul do Brasil: as Ruínas de São Miguel das Missões.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Com destaque não somente em aspectos históricos e culturais, o município também ressalta seu papel como destino para o Turismo de Eventos. O Réveillon nas Missões, com atividades místicas e uma deslumbrante queima de fogos, o Festival Internacional do Balonismo e a Páscoa nas Missões compõem uma agenda atraente. Recentemente, São Miguel das Missões sediou o Encontro Nacional das Cidades Patrimônio Mundial, reafirmando sua relevância no cenário nacional.

Durante a Expointer, a secretária de Turismo, Desenvolvimento e Cultura de São Miguel das Missões, Márcia Reck, participou de uma reunião na Casa Famurs, com Dirigentes municipais de turismo, Coditur/RS, SEBRAE Nacional, SENAR e do Governo do Estado, com a presença do Secretário Estadual de Turismo em exercício Luiz Fernando Rodrigues Junior. O encontro teve como objetivo discutir o desenvolvimento do turismo no Rio Grande do Sul, com enfoque especial no turismo rural.

São Miguel das Missões sai à frente nesse aspecto ao oferecer experiências pioneiras na região. Como, por exemplo, o Borraio Minhas Origens, este ponto turístico, na comunidade interiorana de Mato Grande, proporciona aos visitantes a imersão no turismo rural, possibilitando vivências autênticas da cultura gaúcha. Com um museu de peças antigas da tradição, contato com animais e refeições típicas gaúchas, como churrasco e carreteiro, o turista pode explorar profundamente a essência local.

Além disso, o Ateliê Vó Angelina é um tesouro que mantém uma tradição de mais de quatro gerações, trabalhando com a lã de ovelha desde 1984. E a Aldeia Tekoa Koenju oferece a oportunidade de resgatar a história das missões jesuíticas, com apresentações do Coral Guarani, confecção de artesanatos em madeira e trilhas pela aldeia.

A participação de São Miguel das Missões na Expointer e a presença marcante na discussão do desenvolvimento turístico no estado demonstram o compromisso da região em promover um turismo enriquecedor e autêntico, que valoriza suas raízes históricas e culturais.

Por Patrick Siede | Ascom/Turismo São Miguel das Missões