Rescisão de contrato de empresa falida vai atrasar obra da Ponte Internacional de Porto Xavier

Divulgação

A Associação dos Municípios das Missões (AMM) está em Brasília e ontem, 20, participou de uma reunião no Ministério dos Transportes, com o ministro Renan Filho.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Durante o encontro, o ministro informou que um novo edital será necessário para definir a empresa responsável pela obra da Ponte Internacional de Porto Xavier, o que está previsto para ocorrer até o mês de maio.

Para isso, será necessário realizar a rescisão do contrato da Coesa, empresa que venceu a primeira licitação, pois ela decretou falência. Este processo de rescisão deve ser concluído em março.

É importante ressaltar que a construção da Ponte Internacional é uma das pautas principais da região, devido aos benefícios que poderá trazer para as comunidades. No entanto, é uma luta que se arrasta há décadas, até o momento sem início efetivo das obras.

Fonte: Rádio São Luiz