Salvador das Missões receberá investimento para construção de moradias para famílias de baixa renda

Governo também sancionou a nova Política Estadual de Habitação de Interesse Social – Foto: Jorge Fuentes/Ascom-GovRS

O município de Salvador das Missões está na lista de municípios contemplados pelo governo estadual na fase 3 do programa “A Casa É Sua”. A previsão é de que sejam construídas 20 moradias definitivas para famílias de baixa renda, em um investimento previsto de R$ 2.28 milhões, sendo R$1,6 de repasse do governo gaúcho e o restante de contrapartida do município.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Os investimentos em Salvador das Missões foram anunciados na última sexta-feira, 7 de junho, em ato do Executivo em Porto Alegre. No total, serão R$ 86,7 milhões para investimentos em moradias definitivas e temporárias voltadas as famílias de baixa renda no estado. Na ocasião, o governador Eduardo Leite (PSDB) sancionou a Lei Estadual 16.138/2024, que institui a Política Estadual de Habitação de Interesse Social (Pehis).

O projeto de lei autoriza a criação do programa Porta de Entrada: através dele o Estado pretende repassar o valor da entrada de imóveis para que famílias de baixa renda e servidores públicos elegíveis possam adquirir a casa própria. Agora, o governo estadual passará à definição dos critérios do programa, que ainda será regulamentado.

De acordo com o programa, as casas construídas em Salvador das Missões terão 44 metros quadrados, 2 dormitórios, sala e cozinha conjugadas, banheiro e lavanderia externa. As moradias beneficiarão pessoas de baixa renda selecionadas pelas prefeituras.

Parte dos recursos anunciados pelo governo serão destinados para reconstrução de moradias destruídas pelas enchentes de maio. A previsão é de que sejam construídas 500 casas provisórias em três regiões afetadas pelas enchentes: Eldorado do Sul (250), Região Metropolitana (100) e Vale do Taquari (150).

Modelo das casas definitivas construídas pelo programa “A Casa é Sua” – Divulgação/GovRS

Fonte: Rádio São Luiz com informações de Secom – GovRS