Meio Ambiente

Prefeitura deve construir pavilhão de Reciclagem de Lixo no Bairro Loureiro

(Ilustrativa/Divulgação)

Na sessão de segunda-feira, Câmara de Vereadores autorizou abertura de crédito adicional especial até o limite de R$ 655 mil

São Luiz Gonzaga – A prefeitura de São Luiz Gonzaga deverá construir, em período ainda não informado, um pavilhão de Reciclagem de Lixo no Bairro Loureiro, nas imediações do Horto Florestal. Na segunda-feira, a Câmara de Vereadores autorizou a abertura de crédito adicional especial até o limite de R$ 655 mil no orçamento de 2021 para a obra.

Receba as nossas notícias no WhatsApp

Laureano Castilho, presidente do Legislativo, disse que sua preocupação é com a organização e fortalecimento de uma associação que representes os catadores dos recicláveis. Ele disse que existe um representante, mas entende que o grupo precisa de apoio para se organizar melhor.

Fonte: Rádio São Luiz

Associação Preserva Inhacapetum será instalada nesta sexta-feira

(Divulgação)

Grupo já conta com 34 sócios-fundadores; objetivo é preservar o rio

São Miguel das Missões – Nesta sexta-feira, às 14h, na Câmara de Vereadores de São Miguel das Missões, será realizada reunião de instalação da Associação Preserva Inhacapetum (API). O grupo, que conta com 34 sócios-fundadores, visa preservar este afluente do Rio Piratini, que nasce em Tupanciretã e, ao longo de quase 120 quilômetros, passa por Capão do Cipó, Bossoroca e São Miguel das Missões.

Receba as nossa notícias no WhatsApp

O jornalista João Luis Furtado, que deverá ser formalizado como primeiro presidente, explica que o rio, cujo nome, em tradução livre, é “cabeça negra”, é bem preservado. São encontradas várias espécies de peixe, que comprovam que o curso d’água ainda não foi agredido por poluentes fortes. O objetivo do grupo, portanto, é justamente manter este ambiente saudável.

Com um grupo plural, a associação vai reunir ribeirinhos, índios guaranis, assentados, empresários, produtores rurais e lideranças políticas. A ideia é promover ações de conscientização, repovoamento de peixes, replantio de mudas nativas, preservação da mata ciliar, controle de poluentes, limpeza das margens, entre outras. “A ideia é nos unirmos e todos são convidados a aderirem à nossa causa”, destacou Joao Luis.

Interessados em se associar devem contribuir com uma anuidade de R$ 100,00, que será revertida para o desenvolvimento dos projetos. Para saber mais sobre o grupo acesse as redes sociais, lá você vai encontrar um vídeo institucional explicando o nascimento da ideia (acesse aqui).

Fonte: Rádio São Luiz

CGT Eletrosul orienta sobre período de piracema na região da Usina Passo São João

Usina Passo São João. (Foto Paulo Sérgio Borba/CGT Eletrosul)

População deve estar atenta a proibições relacionadas à pesca

Roque Gonzales e Dezesseis de Novembro – A CGT Eletrosul, empresa responsável pela operação da Hidrelétrica Passo São João, localizada no rio Ijuí, entre os municípios de Roque Gonzales e Dezesseis de Novembro, informa à comunidade que se iniciou, neste mês, a piracema 2021/2022. De 1º de outubro a 31 de janeiro, época de reprodução dos peixes, a pesca fica restrita nos rios do Rio Grande do Sul e proibida em proximidades de corredeiras e barragens de empreendimentos hidrelétricos.

Receba as nossas notícias no WhatsApp

Este período, na região, é regulado pela Instrução Normativa nº 193/2008 do Ibama, que estabelece algumas vedações. Por exemplo: pescar à montante e à jusante de barragens de reservatórios de hidrelétricas, cachoeiras e corredeiras, além das saídas das casas de força de usinas, em uma distância de 1.500 metros; pescar à montante e à jusante das confluências dos afluentes do rio Ijuí, em uma distância de 500 metros; pescar utilizando embarcação motorizada; pescar usando molinete, carretilha, rede, tarrafas, espinhéis e similares; promover e participar de competições de pesca.

É permitida a pesca desembarcada ou com embarcação não motorizada, utilizando linha de mão, vara e anzol, e observando o tamanho mínimo do pescado no limite de captura e transporte (no máximo, cinco quilos de peixe por pescador). Também é possível realizar pesca científica, com autorização dos órgãos competentes.

Consciente de sua responsabilidade socioambiental, a empresa divulga regularmente relatórios e informações sobre a Hidrelétrica Passo São João no site www.cgteletrosul.gov.br. Em caso de dúvidas, a CGT Eletrosul disponibiliza o telefone (55) 3314-6140.

Fonte: Assessoria de Imprensa

4º RCB realiza o Plantio de mudas frutíferas e nativas

created by dji camera

São Luiz Gonzaga – No dia 24 de agosto, dando sequência ao projeto de plantio de árvores em sua aérea interna, o 4º Regimento de Cavalaria Blindado realizou o plantio de 17 (dezessete) mudas das variedades, Lima da Pérsia, Guajuvira, Guavirova, Pitanga, Guabejú, Jabuticaba e Sete Capote.

Receba as nossas notícias no WhatsApp

As mudas foram doadas pelo Projeto Frutificar, idealizado pela senhora Vânia Coimbra, presidente da Casa do Poeta de São Luiz Gonzaga. Participaram da atividade, além da presidente da entidade, o senhor Carlos Sidnei Ferreira e o senhor Alécio dos Santos.

Ainda como parte do projeto frutificar, foi realizada a doação de 7 (sete) mudas árvores frutíferas nativas ao Centro de Instrução Pára-Quedista General Penha Brasil. As mudas, ora doadas, serão plantadas na cidade do Rio de Janeiro, sede desta Organização Militar.

Fonte: Assessoria de Comunicação do 4º RCB

Recolhimento de lixo eletrônico em São Luiz Gonzaga ocorre na sexta-feira   

(Divulgação)

Campanha é realizada pelo Setor de Proteção Ambiental em parceria com a empresa Natusomos 

São Luiz Gonzaga – Na sexta-feira, 1º, ocorrerá a última campanha do ano destinada ao recolhimento de lixo eletrônico.  O ponto de coleta estará em frente à Prefeitura de São Luiz Gonzaga, das 8h30min até às 16h30min. A iniciativa é da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente – por meio do Setor de Proteção Ambiental (SEMPA) – em parceria com a empresa Natusomos, de Horizontina. 

Receba as nossas notícias no WhatsApp

Na ocasião, serão recolhidos, de forma gratuita, os seguintes itens: aparelhos de som; ar condicionado de janela, split, aquecedores; bebedouros; cabos e fios; caixas de som de microcomputadores; cafeteiras, liquidificadores e batedeiras; calculadoras; carregadores em geral; celulares e telefones no geral; centrais telefônicas; chuveiros; DVDs e videocassetes; estabilizadores e nobreaks; fax; ferros elétricos; fontes de computadores; fornos elétricos; freezer; geladeiras; HDs; impressoras e scanners; lavadoras de roupa, secadoras e centrífugas; máquinas de escrever; máquinas de lavar roupa; micro-ondas; modens; monitores CRT e de led; mouse; notebook; pen drive; placas em geral; plástico ABS/PP/PS; receptores; roteadores e servidores; térmicas; teclados; TV de tubo, led e LCD; torneiras; unidade de CD, DVD, disquetes e chapas de raios-X.  

Para a entrega de pilhas e baterias, será cobrado R$ 17,00 por quilo. O descarte de lâmpadas inteiras possui uma taxa de R$ 1,00 por unidade. Já para o descarte de lâmpadas quebradas, será cobrado o valor de R$ 17,00 por quilo. A entrega de toners custará R$ 3,50 por unidade e cartuchos R$ 2,50 a unidade.   

O Setor de Proteção Ambiental ressalta a importância da adesão da comunidade na campanha, realizando o descarte adequado de diversos itens prejudiciais ao meio ambiente. Mais informações sobre a campanha de recolhimento podem ser obtidas com o setor, por meio do número 3352-9300. O atendimento ocorre das 7h30min até às 13h30min. 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de São Luiz Gonzaga com informações do SEMPA 

Recolhimento de lixo eletrônico em São Luiz Gonzaga ocorre no dia 1º de outubro  

(Divulgação)

Campanha é realizada pelo Setor de Proteção Ambiental em parceria com a empresa Natusomos 

São Luiz Gonzaga – No dia 1º de outubro, ocorrerá mais uma edição da campanha de recolhimento de lixo eletrônico.  O ponto de coleta estará em frente à Prefeitura de São Luiz Gonzaga, das 8h30min até às 16h30min. A iniciativa é da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente – por meio do Setor de Proteção Ambiental (SEMPA) – em parceria com a empresa Natusomos, de Horizontina. 

Receba as nossas notícias no WhatsApp

Na ocasião, serão recolhidos de forma gratuita os seguintes itens: aparelhos de som; ar condicionado de janela, split, aquecedores; bebedouros; cabos e fios; caixas de som de microcomputadores; cafeteiras, liquidificadores e batedeiras; calculadoras; carregadores em geral; celulares e telefones no geral; centrais telefônicas; chuveiros; DVDs e videocassetes; estabilizadores e nobreaks; fax; ferros elétricos; fontes de computadores; fornos elétricos; freezer; geladeiras; HDs; impressoras e scanners; lavadoras de roupa, secadoras e centrífugas; máquinas de escrever; máquinas de lavar roupa; micro-ondas; modens; monitores CRT e de led; mouse; notebook; pen drive; placas em geral; plástico ABS/PP/PS; receptores; roteadores e servidores; térmicas; teclados; TV de tubo, led e LCD; torneiras; unidade de CD, DVD, disquetes e chapas de raio-X.  

Para a entrega de pilhas e baterias, será cobrado R$ 17,00 por quilo. O descarte de lâmpadas inteiras possui uma taxa de R$ 1,00 por unidade. Já para o descarte de lâmpadas quebradas, será cobrado o valor de R$ 17,00 por quilo. A entrega de toners custará R$ 3,50 por unidade e cartuchos R$ 2,50 a unidade.   

O SEMPA ressalta a importância da adesão da comunidade na campanha, realizando o descarte adequado de diversos itens prejudiciais ao meio ambiente. Mais informações sobre a campanha de recolhimento podem ser obtidas com o setor, por meio do número 3352-9300. O atendimento ocorre das 7h30min até às 13h30min. 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de São Luiz Gonzaga com informações do SEMPA 

Bossoroquense Ademir Haettinger é o novo presidente da Federação Gaúcha de Apicultores

(Divulgação)

O bossoroquense Ademir Haettinger, apicultor, teólogo, doutor em psicanálise e pesquisador, foi eleito pelo setor apícola como o novo presidente da Federação Gaúcha de Apicultores. Ele e a doutora  Lisiane H. Haettinger, médica oncologista e pesquisadora, foram recebidos na manhã de segunda-feira, 16, pelo prefeito Juca Dutra e pelo Secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Enerton de Souza Oliveira, no gabinete.

Na ocasião, foi abordada a Lei Municipal 4.364 de 08.11.2018, que criou o Programa Municipal ao Desenvolvimento da Apicultura e Meliponicultura (abelhas com e sem ferrão). O objetivo da lei é a geração de renda, preservação ambiental e segurança e soberania alimentar às famílias envolvidas através da produção de mel e outros derivados como própolis, geleia real, pólen e outros. A legislação também visa viabilizar a pesquisa e experimentos de novas tecnologias tanto das abelhas do gênero Apis como dos meliponíneos, oportunizando o aprendizado tecnológico, seleção e melhora genética, criação de matrizes (rainhas), capacitação de apicultores e difusão tecnológica a partir do município.

Conforme Ademir, Bossoroca tornou-se sede da Federação Gaúcha de Apicultores no Estado. Morador do Rincão do Barreiro, interior de Bossoroca, Ademir salientou que o município tem um centro único de pesquisas da apicultura. A prefeitura acompanha de perto as pesquisas, juntamente com o escritório da Emater Municipal e a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, que dão todo suporte de apoio ao projeto autossustentável. O Centro de Pesquisas tem coleta de dados de 9 estações e conta com voluntários.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Bossoroca com informações da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente

Sidney Brondani diz que deu prazo de 30 dias para Corsan entregar novo cronograma de execução das obras do esgoto

Chefe do Executivo também descartou qualquer possibilidade de rompimento de contrato com a estatal. (Foto: Kelvin Morais/Rádio São Luiz)

Na segunda e na terça-feira, dias 27 e 28, o prefeito Sidney Brondani, acompanhado de comitiva formada pelos vereadores José Antônio Caetano Braga (Progressistas), Aldimar Machado (MDB), Francisco Lourenço (PDT) e Laureano Castilho (PSDB), esteve em Porto Alegre tratando de dois assuntos importantes para o município. A primeira audiência, na segunda-feira, foi para falar com a diretoria do DAER sobre a estrada que liga a BR 285 com São Lourenço, no trecho que passa pelo Assentamento São Sebastião.

Conforme Sidney, o encontro foi para encaminhar um termo de cooperação técnica entre o município e a autarquia. “Este trecho de pouco mais de 6km é uma ERS. O município precisa de autorização para justificar o investimento que faz em uma estrada que não é dele”, explicou. O prefeito ainda manifestou a intenção de municipalizar o percurso, o que deve ser feito em uma segunda etapa. “A primeira etapa é o termo de cooperação, depois vamos encaminhar o projeto para municipalização. Vamos assumir algo que já estamos fazendo mesmo. Aquele trecho está inserido no mapa turístico regional e temos recurso para asfaltar”, concluiu o prefeito.

Reunião e prazo de 30 dias para a Corsan

A segunda reunião da comitiva foi ontem pela manhã, com a diretoria da Corsan. Neste encontro, o prefeito e os vereadores manifestaram a insatisfação com o não cumprimento do contrato assinado em 2013, que trata sobre o esgoto. Ao longo destes quase sete anos, nenhuma etapa foi cumprida pela companhia.

Sidney lembrou que em 2017, ao final do primeiro ano do mandato, já havia notificado a estatal e mesmo assim nada foi feito. Ele comentou que atualmente, quando há algum problema de esgoto, o município atua como “quebra-galho”, mas essa função é da Corsan.

O prefeito descartou a possibilidade de rompimento de contrato, pois a intenção é manter a água e esgoto públicos. Mas disse que exigiu um novo cronograma de execução de obras em até trinta dias. “Sete anos dando explicação é muito tempo. Estamos exigindo o cumprimento do contrato”, concluiu.

Fonte: Rádio São Luiz

APARP de São Nicolau vai promover o 7º Passeio Ecológico nos dias 1º e 2 de fevereiro

(Foto: divulgação)

A Associação de Proteção Ambiental Amigos do Rio Piratini (APARP) de São Nicolau vai promover nos dias 1º e 2 de fevereiro a sétima edição do Passeio Ecológico no Rio Piratini. O evento ocorre anualmente e tem como objetivo recolher lixos que eventualmente estejam depositados nas margens.

Conforme João Adalberto Rambo Klein, presidente da associação no município, o trecho – de aproximadamente 100km – inicia na Barca do Conde e se estende até o Rio Uruguai. Ao longo do percurso, os participantes também mantém diálogo com a população ribeirinha promovendo a conscientização.

Questionado sobre a quantidade de lixo retirada, João Adalberto lembra que nos primeiros os anos os volumes eram bastante expressivos, mas, felizmente, a ação tem dado resultado e a cada ano os números são menores.

Para participar do Passeio Ecológico é preciso pagar uma taxa de R$ 80,00, valor que inclui as refeições dos dois dias e auxilia na manutenção do projeto. A expectativa é que haja lotação em mais de vinte embarcações.

Fonte: Rádio São Luiz

Recolhimento de lixo eletrônico ocorre amanhã

Ponto de coleta será instalado em frente à Prefeitura de São Luiz Gonzaga, das 8 horas até às 17 horas. (Foto: divulgação)

A Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente – por meio do Setor de Proteção Ambiental (SEMPA) – promove nesta sexta-feira (29) o recolhimento de lixo eletrônico. A iniciativa ocorre em parceria com a empresa Natusomos, de Horizontina. O ponto de coleta será instalado em frente à Prefeitura de São Luiz Gonzaga, das 8 horas até às 17 horas.

Na data, serão recolhidos de forma gratuita os seguintes itens: aparelhos de som; ar condicionado de janela (split, aquecedores); batedeiras; bebedouros; cabos e fios; cafeteira, liquidificador e batedeira; calculadoras; carregadores em geral; celulares e telefones fixos; centrais telefônicas; chuveiros; CPUs; DVDs e videocassetes; estabilizadores e nobreaks; fax; ferro elétrico; fontes de microcomputadores; forno elétrico; freezer; geladeira; HDs; impressoras e scanners; lavadora de roupa, secadora de roupa e centrífuga; linha branca; máquina de escrever; máquina de lavar louça; micro-ondas; modens; monitores CRT e de led; mouse; notebook; pen drive; para-brisa (sob consulta); placas em geral; plástico ABS/PP/PS; receptores; roteadores; servidores; térmicas; teclados; TV de tubo, led e LCD; torneiras; unidade de CD, DVD e disquetes.

Para a entrega de pilhas e baterias, será cobrado R$ 17,00 por quilo. O descarte de lâmpadas possui uma taxa de R$ 1,00 por unidade. Já para o descarte de lâmpadas quebradas, será cobrado o valor de R$ 17,00 por quilo. A entrega de toners custará R$ 3,50 por unidade e de garrafas de vidro, R$ 0,50 o quilo. A SEMPA solicita a adesão da comunidade na campanha, realizando o descarte adequado de diversos itens prejudiciais ao meio ambiente.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de São Luiz Gonzaga com informações da SEMPA