Meio Ambiente

Projeto desenvolvido pelo Setor de Limpeza busca revitalizar os canteiros da Praça da Matriz

Parte da equipe de limpeza que atua na Praça da Matriz e quadras centrais (Divulgação)

Interessados em colaborar podem doar mudas de flores ou folhagens para o plantio na praça central do município  

Um dos pontos turísticos de São Luiz Gonzaga, a Praça da Matriz é um local popular entre os moradores e que chama atenção pelas inúmeras árvores e plantas, formando um santuário verde no centro da cidade. Para a preservação e manutenção da praça, o Setor de Limpeza – vinculado a Secretaria de Obras e Viação, coordenada pelo secretário Délcio Rosseti – realiza um trabalho diário, baseado na união da equipe e no apoio da comunidade.

A equipe de limpeza da praça é coordenada pelo servidor João Luiz Sommer e conta com a atuação de mais nove funcionários. Os servidores são responsáveis pela conservação da Praça da Matriz e pela limpeza de aproximadamente 30 quadras da área central (entre elas, as quadras do hospital e Centro de Saúde). “A demanda de serviço é grande. Vamos nos dividindo, auxiliando um ao outro e contando com o apoio da Secretaria de Obras. Buscamos sempre melhorar e fazer o máximo”, destacou o coordenador.

João Luiz também ressaltou o apoio da comunidade. “Temos conversado com as pessoas que transitam pela praça e a recepção tem sido muito boa. Estamos conseguindo conservar melhor a limpeza dos banheiros públicos, algo que a população tem elogiado e colaborado. As pessoas também têm colaborado com o descarte correto do lixo. Conversando com a comunidade e com a união da equipe, vamos melhorando o trabalho a cada dia”.

Embelezamento

Para embelezar a praça central, a equipe de limpeza também desenvolve um projeto para revitalizar os canteiros, com o plantio de flores, folhagens, grama e algumas podas de árvores. “O projeto busca deixar a nossa praça mais florida e ainda mais bonita. A primeira-dama Maria Lurdes Brondani tem apoiado a proposta, realizando a doação de mudas de flores, as quais foram plantadas pela equipe”, ressaltou João Luiz.

Quem deseja participar do projeto, o coordenador informou que o setor aceita doações de mudas para o plantio. “Algumas pessoas comentam sobre a praça e perguntam como podem ajudar. Estamos aceitando a doação de flores e folhagens, basta nos procurar aqui na Praça da Matriz. Aproveito para agradecer a colaboração de todos!”.

Por Larissa Dorneles / AI da Prefeitura de São Luiz Gonzaga com informações da SEMOV 

Empresa Reciclagem Missões se destaca na atuação ambiental e social

(Foto: Luiz Oneide/Rádio São Luiz)

Uma das sugestões da empresa é que as pessoas – ao fazerem o descarte – separem os materiais recicláveis do lixo doméstico para facilitar o trabalho dos catadores

A empresa Reciclagem Missões vem se destacando pela atuação social e ambiental em São Luiz Gonzaga. O local iniciou as atividades há cerca de oito meses, no Bairro Paz, e hoje recebe materiais recicláveis de catadores de toda a cidade.

Segundo Lucas Quadros de Jesus, que administra a empresa junto com a família, o estabelecimento compra praticamente todos os itens recicláveis, desde garrafas pet, cristal (plástico transparente), sacolinhas, cobre, ferro-velho até eletrodoméstico estragado. O fogão velho, por exemplo, – que muitas vezes é descartado de forma inadequada – também é comprado e a própria empresa busca.

Os maiores parceiros da Reciclagem Missões são os catadores, pois de forma autônoma eles fazem o recolhimento dos recicláveis, a seleção em suas casas, enchem os “bags” e depois entram em contato com a empresa, que faz a pesagem e o pagamento. Lucas afirma que paga um preço justo e destaca que “ver as pessoas garantindo o seu sustento” é uma das maiores alegrias e incentivo.

Como o município ainda não tem coleta seletiva, o jovem empreendedor sugeriu que a comunidade crie por conta o hábito de separar os itens que podem ser reciclados do restante do lixo doméstico. Ele explica que isso vai facilitar o trabalho dos catadores e não prejudica o recolhimento da empresa que faz a coleta do lixo urbano, pelo contrário.

Recentemente, vereadores visitaram a empresa e ficaram com boas impressões do trabalho realizado. Lucas retribuiu o gesto enfatizando que ficou feliz com a visita e que espera pôr em prática alguns projetos que tem previsto para o seu segmento e que beneficiarão toda a comunidade.

Fonte: Rádio São Luiz

Corsan abre licitação para iniciar obras de esgotamento sanitário em São Luiz Gonzaga

(Divulgação)

Investimento previsto é de R$ 12.630.616,61 e deve atender de 22% a 25% da área urbana

A Corsan abriu ontem, 6, o processo de licitação para iniciar as obras de esgotamento sanitário em São Luiz Gonzaga no valor de R$ 12.630.616,61 (doze milhões, seiscentos e trinta mil, seiscentos e dezesseis reais e sessenta e um centavos), “objetivando atender 2.300 economias – mais de 6.600 famílias – o que representa de 22% a 25% da população do município”. Conforme o prefeito Sidney Brondani, o cálculo compreende quase ¼ da área urbana.

O prefeito lembrou que a demanda é uma reivindicação antiga e estabelecida em contrato. Foram vários os encontros do Executivo com a presidência da companhia, pressão da Câmara de Vereadores até que agora, finalmente, os resultados começam a aparecer.

As propostas da licitação devem ser abertas às 10h do próximo dia 29 de abril. A obra deve partir da zona central em direção ao Bairro Marcos, onde futuramente será instalada a estação de tratamento. A área para essa instalação, inclusive, já foi desapropriada pela prefeitura.

O prefeito Sidney comentou que a economia do município será beneficiada, pois vai gerar empregos diretos. “Grande parte do material pode até ser adquirido fora, mas a mão de obra deve ser daqui”, explicou.

Sobre a discussão que envolve a privatização da Corsan e se isso poderia prejudicar, Brondani reiterou que já se posicionou contra a venda e garantiu que a grande maioria dos gestores, cerca de 80%, também se manifestou com a mesma opinião durante encontro da Famurs. “A Corsan precisa melhorar os investimentos. O atendimento é de razoável para bom, tem questões pontuais que sempre terá de um prestador de serviço”, concluiu.

Fonte: Rádio São Luiz

Projeto viabilizará a abertura de poços artesianos no Assentamento São Sebastião e Estação Ximbocu

(Foto: Divulgação)

Ação é desenvolvida pela Coordenadoria Regional de Agricultura, com o apoio da prefeitura    

Na semana passada, o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Atanasio Santiago, esteve reunido com o titular da Coordenadoria Regional da Secretaria Estadual da Agricultura, Jair Monteiro da Rosa, para tratativas sobre o projeto de abertura de poços artesianos na Estação Ximbocu e Assentamento São Sebastião. A reunião ocorreu nas dependências da coordenadoria e também contou com a participação do vereador Claudio Pereira.    

O projeto de abertura dos poços artesianos nas duas localidades é desenvolvido pela Coordenadoria Regional de Agricultura e conta com o apoio da Prefeitura de São Luiz Gonzaga. Ao todo, 66 moradores da Estação Ximbocu e Assentamento São Sebastião serão beneficiados com o projeto.  

A perfuração dos poços deverá iniciar nas próximas semanas. “A abertura desses poços trará muitos benefícios para os moradores dessas localidades, solucionando possíveis problemas no abastecimento de água. A Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente parabeniza a Coordenadoria Regional de Agricultura pelo desenvolvimento do projeto. Estamos a disposição para a realização de ações que venham a beneficiar a população, em especial os pequenos agricultores do município”, afirmou o secretário Atanasio Santiago.    

Fonte: AI da Prefeitura de São Luiz Gonzaga com informações da SEMAG   

Águas do Arroio Pessegueiro, em Santo Antônio das Missões, estão impróprias para banho e pesca

(Divulgação)

A Secretaria Municipal de Infraestrutura de Santo Antônio das Missões instalou uma placa informativa no Arroio Pessegueiro orientando que as águas estão impróprias para banho e pesca. A prefeitura do município havia recebido a informação de envenenamento das águas do local por produto químico, causando a mortandade de peixes e tornando o Arroio impróprio para banho. O sinistro ainda depende de comprovação laboratorial.

De acordo com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente (Agricultura), a Promotoria de Justiça havia solicitado informação sobre as providências tomadas, especialmente sobre a colocação de placa informativa.

Por Tardelli Portela – Assessor de Imprensa da Prefeitura de S.A Missões

Empresa Reciclagem Missões pede ajuda para proporcionar melhores condições aos catadores de São Luiz Gonzaga

(Divulgação)

A bancada do MDB da Câmara de Vereadores de São Luiz Gonzaga visitou, na semana passada, a empresa Reciclagem Missões, que fica no Bairro Paz. Conforme a vereadora Nara Mendes, uma das responsáveis pela iniciativa, o objetivo foi conhecer melhor este espaço que recebe os materiais de cerca de 40 catadores da cidade.

A parlamentar destacou que o local é administrado por pai e filho, os quais estão preocupados com os colaboradores. A demanda é para que o poder público possa proporcionar melhores condições para essas pessoas, especialmente no que diz respeito à situação dos carrinhos utilizados para coleta.

A empresa já existe há três anos e surgiu após cessarem as atividades da cooperativa dos catadores. Nara ressalta que os empresários pagam um valor justo e estão investindo em ampliações e melhorias. São aguardados para breve o desenvolvimento de projetos de conscientização na comunidade para que seja feita a separação do descarte de modo a facilitar a seleção dos catadores.

Fonte: Rádio São Luiz

3° Batalhão Ambiental da Brigada Militar participa da Operação Ágata com a Marinha do Brasil na região de fronteira com a Argentina

(Divulgação/PATRAM)

No período de 20 a 25 de março, guarnições do 3° Batalhão Ambiental participaram da Operação Integrada Ágata 1° Trimestre 2021, em conjunto com a Marinha do Brasil, Polícia Federal, Receita Federal e Policia Civil,  onde foram desenvolvidas atividades de patrulhamento embarcado no Rio Uruguai e também motorizado nas vias terrestres, abrangendo toda a extensão entre os municípios de Derrubadas a Barra do Quarai.

Durante a atividade foram apreendidas 1,5 toneladas de milho provenientes de descaminho da Argentina.  Foram realizadas 83 abordagens e emitidas 15 notificações de infrações, 05 apreensões de embarcação, 01 espingarda calibre 28 e 18 cartuchos de munição. Também foram efetuados 05 autuações pelos policiais militares da PATRAM referente a embarcações que praticavam pesca ilegal e uso de petrechos de pesca proibido.

Realizada a apreensão de 1300 metros de redes de pesca proibidas, 1400 metros de espinhéis, 01 guincho elétrico e 03 armadilhas de cabo de aço para pesca de grandes espécies de peixe.

Coibir o uso de material de pesca ilegal visa proteger os organismos aquáticos.  Salientando que decorrente do baixo volume de água no Rio Uruguai, em virtude da estiagem, restou prejudicado a navegação em alguns pontos do Rio. Participaram da operação 72 agentes.

Fonte: Assessoria de Comunicação da PATRAM

Campanha de recolhimento de lixo eletrônico ocorre nesta sexta-feira

(Arquivo/Divulgação)

Ação é realizada pelo Setor de Proteção Ambiental em parceria com a empresa Natusomos  

Nesta sexta-feira, 26, a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente – por meio do Setor de Proteção Ambiental (SEMPA) – promove mais uma edição da campanha de recolhimento de lixo eletrônico. O ponto de coleta estará em frente à Prefeitura de São Luiz Gonzaga, das 8h30min até às 16h30min. A iniciativa é realizada em parceria com a empresa Natusomos, de Horizontina.  

No dia, serão recolhidos de forma gratuita os seguintes itens: aparelhos de som; ar condicionado de janela, split, aquecedores; bebedouros; cabos e fios; caixas de som de microcomputadores; cafeteiras, liquidificadores e batedeiras; calculadoras; carregadores em geral; celulares e telefones no geral; centrais telefônicas; chuveiros; DVDs e videocassetes; estabilizadores e nobreaks; fax; ferros elétricos; fontes de computadores; fornos elétricos; freezer; geladeiras; HDs; impressoras e scanners; lavadoras de roupa, secadoras e centrífugas; máquinas de escrever; máquinas de lavar louça; micro-ondas; modens; monitores CRT e de led; mouse; notebook; pen drive; placas em geral; plástico ABS/PP/PS; receptores; roteadores e servidores; térmicas; teclados; TV de tubo, led e LCD; torneiras; unidade de CD, DVD e disquetes.  

Para a entrega de pilhas e baterias, será cobrado R$ 17,00 por quilo. O descarte de lâmpadas inteiras possui uma taxa de R$ 1,00 por unidade. Já para o descarte de lâmpadas quebradas, será cobrado o valor de R$ 17,00 por quilo. A entrega de toners custará R$ 3,50 por unidade e cartuchos R$ 2,50 a unidade.  O SEMPA ressalta a importância da adesão da comunidade na campanha, realizando o descarte adequado de diversos itens prejudiciais ao meio ambiente.   

Mais informações sobre a campanha de recolhimento podem ser obtidas com o SEMPA, por meio do número 3352-9300. O atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, das 7h30min. até às 13h30min.   

Fonte: AI da Prefeitura de São Luiz Gonzaga com informações da SEMPA 

 

Viatura nova é entregue ao 2º Pelotão de Polícia Ambiental pelo GAPA

(Fotos: Alcides Figueiredo/Rádio São Luiz)

O 2º Pelotão de Polícia Ambiental de São Luiz Gonzaga recebeu hoje, 15, uma nova viatura  Mitsubishi L 200, 4×4, do Grupo de Apoio à Polícia Ambiental (GAPA). Conforme o comandante do pelotão, tenente Paulo César Amaral Monteiro, a viatura vai facilitar a vida dos militares, especialmente em ocorrências nas localidades do interior e de operações embarcadas nas costas dos rios.

Monteiro agradeceu o apoio do GAPA e destacou o empenho de seus integrantes. Enio Dalenogare, presidente do grupo, comentou que o GAPA é formado por representantes da sociedade civil, judiciário, promotoria e reservistas da própria Brigada Militar. O recurso para este veículo é oriundo de convênio com a Eletrosul. Também integram o convênio a Ijui Energia e o Ministério Público, os quais frequentemente contribuem com a Polícia Ambiental.

Fonte: Rádio São Luiz

Policiais do 3º Batalhão Ambiental da Brigada Militar realizam patrulhamento embarcado no Rio Uruguai

(Foto: Sd. Duarte)

Na quarta-feira, 10, o efetivo da Patram de São Luiz Gonzaga, juntamente com o efetivo do 14″BPM (Operação Horus), realizou patrulhamento embarcado no Rio Uruguai, a fim de combater crimes ambientais, contrabando e em especial combate à pesca predatória. O patrulhamento partiu de Porto Lucena até Porto Xavier , área de fronteira com a Argentina, sendo vistoriados locais geralmente utilizados por caçadores e pescadores ilegais. Foram recolhidos do rio cerca de 780 metros de rede sem identificação e de malha não permitida.

Fonte: Comando Ambiental da BM