Tempo

Chuva ganha força nesta sexta-feira com risco de temporais na região

Foto: Canva

Nesta sexta-feira, 21 de junho, a chuva volta a ganhar força na região das Missões. A chegada de uma nova frente fria aumenta as instabilidades e o risco de temporais na região. O fluxo de umidade do norte do país também favorece os volumes expressivos de chuva. A temperatura máxima fica na faixa dos 24°C.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

No sábado, 21, a tendência é de que as instabilidades fiquem concentradas na metade sul do estado. Na região, a previsão é de variação de nebulosidade, com períodos de Sol. A temperatura fica elevada e a máxima chega a 27°C. No domingo, 23, a chuva retorna e as instabilidades trazem risco de temporais na região.

Fonte: Rádio São Luiz

Temporal de granizo atingiu a região; Inmet mantém alerta para as próximas horas

Divulgação

Um temporal de granizo atingiu algumas localidades da região na madrugada desta quinta-feira, 20. Entre os locais de maior incidência está Guarani das Missões, onde o evento climático teria durado aproximadamente 10 minutos, provocando alguns estragos.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Além de Guarani das Missões, há relatos de pontos atingidos nos municípios de Salvador das Missões, Campina das Missões, interior de Caibaté, Vitória das Missões e Senador Salgado Filho.

O Instituto Nacional de Meteorologia mantém, para esta quinta-feira, 20, um alerta de perigo por conta das condições do tempo. O aviso é válido para toda a região. O alerta vale até às 10h da manhã de sexta-feira, 21.

Fonte: Rádio São Luiz

Interior de Santo Antônio das Missões foi atingido por vendaval; 520 pessoas foram afetadas

Foto: Defesa Civil

O interior do município de Santo Antônio das Missões foi atingido por um temporal de vento e granizo por volta das 22h30min de terça-feira, 18. A informação foi confirmada pelo coordenador da Defesa Civil, 1º Tenente do Corpo de Bombeiros Cristiano Machado, e pelo prefeito Felisberto Ferreira, que falou sobre o assunto no programa Olho Vivo desta quinta-feira, 20.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Conforme o gestor, as áreas atingidas foram Jaguarão, Passo Novo e São João Batista. O município está prestando apoio no fornecimento de água, pois devido à falta de energia elétrica esse serviço essencial foi interrompido. Além disso, equipes atuam na desobstrução de estradas.

Dados informados pela Defesa Civil detalham que foram 30 residências afetadas, 15 galpões descobertos, cinco pivôs de irrigação prejudicados e 15 postes de luz atingidos. Ao todo, 520 pessoas estão entre os afetados pelo problema. Não há registro de feridos.

Fonte: Rádio São Luiz

Sol aparece entre nuvens e instabilidade perde força nesta quinta-feira na região

Foto: Canva

Nesta quinta-feira, 20 de junho, o tempo nublado predomina e existe risco para pancadas isoladas de chuva na região. A instabilidade perde um pouco de força e o Sol chega a aparecer em alguns momentos do dia. A temperatura deve subir e a máxima pode alcançar 25°C na parte da tarde.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Na sexta-feira, 21, as chuvas voltam a ganhar força e a previsão é de volumes mais expressivos e risco para temporais. Uma nova frente fria avança pelo Estado, o que favorece a instabilidade. O final de semana também deve ser de clima instável, principalmente no domingo.

Fonte: Rádio São Luiz

Consultor da RGE fala sobre os impactos da microexplosão atmosférica na rede de São Luiz Gonzaga

Foto: Brigada Militar/Divulgação

O consultor de negócios da RGE, Jonathan Koenemann, falou nesta quarta-feira, 19, sobre os impactos que a microexplosão atmosférica de sábado, 15, causou na rede da companhia em São Luiz Gonzaga. Foram muitas árvores, galhos e objetos lançados na rede, 60 postes com necessidade de substituição e um total de 6.500 imóveis impactados logo após a tragédia.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Jonathan explicou que muitos prejuízos ocorreram nas redes troncais da subestação, que fica no Bairro Jauri, impactando em 45% o fornecimento na transição do sábado para o domingo. Imediatamente, equipes de engenharia de vários municípios da região foram deslocadas e iniciaram o processo de recuperação.

No segundo dia, o número de imóveis afetados caiu para 3.500, depois 1900 e hoje, 19, o maior problema encontra-se nos imóveis que tiveram o poste do ramal de entrada de energia atingidos.

Jonathan acrescentou que o trabalho foi e continua sendo muito complexo, pois haviam muitas árvores sobre a pista, impedindo que as equipes chegassem aos locais atingidos. Sobre este assunto, ele acrescentou que o Bairro Agrícola e a região da Coopatrigo foram as que tiveram os danos mais severos.

Ao observar que eventos extremos como esses estão ficando mais frequentes, o consultor orientou que as pessoas observem o tipo de árvore para plantar próximo às redes, tendo em vista que este é o maior problema em caso de temporais. Ele ainda disse que atualmente existem 1.500 clientes cadastrados na tarifa social e a RGE estima que mais 900 possam se cadastrar nesse programa do governo que reduz a tarifa. O cadastro é por meio da Secretaria de Ação Social.

Fonte: Rádio São Luiz

Piti Werle fala sobre o andamento do processo de reconstrução da área atingida em São Luiz Gonzaga

Foto: Evelise Oliveira/Rádio São Luiz

O vice-prefeito de São Luiz Gonzaga, Piti Werle, foi designado para coordenar o processo de reconstrução dos prédios públicos afetados pelo fenômeno climático do último sábado, 15. Em entrevista ao programa Olho Vivo desta quarta-feira, 19, o gestor detalhou como está o andamento deste processo, citando que no momento ainda não é possível calcular o valor dos prejuízos no município são-luizense, pois a cada dia aparecem coisas que não estavam contabilizadas. A Defesa Civil estimou ontem, 18, que este valor esteja atualmente na casa dos R$ 16 milhões.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Entre os prédios públicos municipais mais afetados estão as escolas Altamiro, no Bairro Jauri, José Bonifácio, no Bairro Auxiliadora, Leovegildo, no Bairro Agrícola, e Mamede, no Bairro Mario. A Secretaria de Saúde, o ESF da Mário, o Complexo Turístico Jayme Caetano Braun, o Museu Arqueológico, a Feira do Produtor, a cozinha do CRAS e o próprio Hospital São Luiz Gonzaga também foram atingidos.

Piti disse que quatro empresas foram chamadas para acelerar o processo de reconstrução. Apesar de não ser possível afirmar, o vice-prefeito acredita que na próxima semana já seja possível a retomada das atividades, principalmente no que diz respeito as escolas.

O vice-prefeito comentou ainda sobre os protocolos que precisam ser seguidos para a destinação dos materiais de construção e doações, citando que esse cadastro é feito pela equipe da Secretaria de Ação Social e Comunitária, que está a campo com seis equipes visitando as famílias. Piti disse que algumas pessoas estão fazendo listas, tirando fotos, com um levantamento paralelo, e isso atrapalha o trabalho das autoridades, pois toda destinação passa pela pasta comandada por Nélvia Tavares. Até ontem, 900 telhas, 200 cumeeiras, 80 travesseiros, 300 cestas básicas e 200 colchões haviam sido entregues para a população. Marmitas também estão sendo distribuídas com apoio de voluntários.

Piti também falou sobre a escolha do Parque Centenário para o depósito temporário das árvores e galhos, pois é um local que facilita a logística para um resposta rápida do poder público. Ele esclareceu que é uma situação emergencial e que “naturalmente” esse material não ficará lá, pois as árvores poderão ser aproveitadas para lenha e os galhos deverão passar por um processo de trituração, tendo a destinação certa no momento adequado.

Piti ainda comentou sobre a grave situação em outros locais como a Escola Técnica Estadual Cruzeiro do Sul, citando que ali, como na Coopatrigo, pode ter sido o epicentro do evento climático. Ele disse que há muito trabalho pela frente e agradeceu todos os voluntários e forças de segurança, os quais estão prestando um trabalho de muita importância ao município.

Fonte: Rádio São Luiz

Chuva segue nesta quarta-feira, com risco de temporais e volumes expressivos

Foto: Canva

Nesta quarta-feira, 19 de junho, com previsão de mais chuva na região das Missões. A instabilidade continua predominante no estado, com risco de temporais isolados e volumes expressivos de chuva. A temperatura fica na faixa dos 22°C no período da tarde.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Na quinta-feira, 20 de junho, a instabilidade começa a perder força. A expectativa é de um dia de Sol, com variação de nebulosidade e risco para pancadas isoladas de chuva. Os ventos sopram de norte e nordeste, o que favorece a condição de clima instável. Na sexta-feira, 21, as chuvas voltam a ser mais fortes, com chance para novos temporária na região.

Fonte: Rádio São Luiz

Inmet emite novo alerta de tempestade para a região nesta terça-feira

Divulgação/Inmet

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu novo aviso de tempestade com grau de severidade classificado como “perigo”, com validade até às 23h59min desta terça-feira, 18. No sábado, 15, antes da microexplosão atmosférica que atingiu São Luiz Gonzaga, um alerta semelhante havia sido publicado.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

De acordo com o aviso, são esperadas chuvas intensas com volumes entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, ventos fortes com velocidades entre 60 e 100 km/h, e possibilidade de queda de granizo. Entre os riscos potenciais estão corte de energia elétrica, danos em plantações, queda de árvores e alagamentos.

O Inmet recomenda que, em caso de rajadas de vento, as pessoas evitem se abrigar debaixo de árvores devido ao risco de quedas e descargas elétricas. Também é aconselhado não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Se possível, é recomendável desligar aparelhos elétricos e o quadro geral de energia para evitar danos.

Em caso de emergência, a população pode entrar em contato com a Defesa Civil pelo telefone 199 ou com o Corpo de Bombeiros pelo telefone 193.

Fonte: Rádio São Luiz com informações do Inmet

Secretária da Ação Social explica detalhes da distribuição de doações à famílias atingidas pelo temporal

Caminhão com brasilits chegou nesta terça – Foto: Divulgação/Secretaria da Ação Social

São Luiz Gonzaga recebeu na manhã desta terça-feira, 18 de junho, mais um caminhão com materiais para auxiliar as vítimas do desastre meteorológico do último sábado (15/06). De acordo com a secretária da Ação Social, Nelvia Tavares, cinco equipes atuam na identificam das famílias atingidas pelo temporal e distribuição das doações. Em entrevista, a gestora explicou as ações desenvolvidas para ajudar a comunidade local.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

As pessoas afetadas podem solicitar o auxílio através do contato com a secretaria de Ação Social. Entre os itens recebidos nos dois dias estão: alimentos, travesseiros, colchões, materiais de higiene, materiais de limpeza, além de brasilits para as casas que ficaram destelhadas. Nelvia ressaltou que o cadastro é feito exclusivamente por profissionais da secretaria, identificados com camiseta verde do CRAS.

É importante também que as famílias aguardem a autorização para retirada dos materiais. “Vamos ligar para as famílias que já estão ok para vir pegar. Após receber a ligação, a pessoa vem até a ação social e ganha autorização para retirar o material. Não adianta vir aqui, se as assistentes sociais que estão identificadas com camiseta verde musgo do CRAS não forem na sua casa”, destacou a secretária de Ação Social. Esse procedimento está sendo adotado para evitar fraudes e golpes.

Nelvia também explicou sobre a divisão da cidade em diferentes pontos e instituições que estão realizando o auxílio e distribuição de marmitas, neste caso, a recomendação é para que as pessoas prestem atenção nos carros de som que estão passando pelas ruas. Em relação a quem deseja doar, a orientação é para que os mantimentos, principalmente carne e verduras, sejam levadas até o CRAS.

  • Pontos de doação de roupas: Casa da Amizade e clube da Piscina Pinguim;
  • Pontos de distribuição de marmitas: CRAS (vila Mário e na bairro Auxiliadora) e Igreja da Fé (bairro Agrícola e na vila Jauri).

Fonte: Rádio São Luiz

Mapeamento busca analisar impactos do temporal nos empreendimentos locais

Divulgação/ACI

A Associação Comercial e Industrial (ACI) de São Luiz Gonzaga e o Sindilojas realizaram uma reunião nesta segunda-feira, 17 de junho, para discutir formas para auxiliar as empresas e lojas atingidas pelo temporal no município. Em entrevista à Rádio São Luiz FM 100.9, a presidente da ACI, Roberta Flores de Oliveira, detalhou algumas das ações que devem ser realizadas.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Em um primeiro momento, está sendo feito um levantamento dos empreendimentos atingidos e o que pode ser feito para auxiliar estas associadas. Até o momento, foram quatro empresas associadas da ACI afetadas diretamente com danos materiais. Roberta ressaltou a solidariedade com todas as pessoas impactadas pela microexplosão atmosférica.

Um dos principais problemas é a falta de energia elétrica, que prejudica o armazenamento de materiais e produtos, além de comprometer o serviço de internet. Uma das alternativas para isso tem sido a busca por auxiliar no transporte desses produtos. Roberta também comentou sobre o impacto do temporal no parque da Expo São Luiz e na sede da Coopatrigo.

Fonte: Rádio São Luiz

 

Questão climática mobiliza debates no Parlamento do Mercosul, explica Pompeo de Mattos

Foto: Divulgação/Câmara dos Deputados

O deputado federal Pompeo de Mattos (PDT) concedeu uma entrevista na manhã desta terça-feira, 18 de junho, para comentar sobre os debates do Parlamento do Mercosul, como um dos representantes brasileiros que participa de encontro realizado em Montevidéu, no Uruguai. Pompeo manifestou sua solidariedade com a comunidade são-luizense atingida por desastre meteorológico no último sábado (15/06).

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

De acordo com o deputado, a questão do clima foi tema de debates entre os membros do Parlamento do Mercosul, uma vez que, eventos extremos têm sido cada vez mais frequentes e intensos, em consequências das mudanças climáticas. A intenção é criar uma comissão especial para tratar do tema e dos impactos de desastres climáticos nos países do Cone Sul da América.

“Nós temos que debater isso, porque cada vez mais vamos ser vítimas dessas questões do clima e, na verdade, essas são respostas que a natureza dá”, afirmou Pompeo, que ressaltou a necessidade de aprender a conviver com o clima e de repensar a ocupação de áreas próximas a margens de rios, fator que potencializou as enchentes deste mês de maio no Rio Grande do Sul. Ele também comentou sobre a articulação em prol de recursos para a recuperação do estado e, agora, também para a comunidade de São Luiz Gonzaga.

Fonte: Rádio São Luiz

 

Legislativo aprova destinação de R$1 milhão para comunidade atingida por desastre

Arquivo/Rádio São Luiz

A Câmara Municipal de São Luiz Gonzaga aprovou, por unanimidade, o Projeto de Lei n° 95, de autoria do Executivo Municipal, que prevê a destinação de R$ 1.080.899,733 para auxílio à comunidade local afetada pelo desastre meteorológico do último sábado, 15 de junho. Os recursos serão repassados pelo Legislativo para compras de materiais para reconstrução, recuperação de escolas e limpeza da área atingida.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Os recursos repassados estavam inicialmente destinados para a construção da sede própria do Legislativo, porém, por conta do desastre que atingiu a cidade, os membros da Câmara decidiram de modo unânime o projeto. Segundo o presidente do Legislativo, Francisco Lourenço (PDT), “o projeto foi aprovado sem discussão, de forma unânime por todos os vereadores e vereadoras”.

O projeto estabelece que R$ 500 mil serão usados para a aquisição de telhas e materiais de construção, R$ 480.899,73 para a recuperação de escolas atingidas e R$ 100 mil para a aquisição de combustível para máquinas e veículos da secretaria municipal de Obras que realizam a limpeza e reconstrução dos bairros afetados pela microexplosão climática.

Fonte: Rádio São Luiz com informações da Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de São Luiz Gonzaga

Serviços da secretaria municipal de Saúde retornam de forma gradual após temporal

Foto: Canva

Os serviços do ESF da Vila Mário continuam temporariamente suspensos por conta dos danos do temporal deste final de semana no prédio. O atendimento da Secretaria Municipal da Saúde, também atingida pela microexplosão atmosférica, está funcionando de modo parcial, enquanto outros serviços começam a retornar de gradualmente a partir desta quarta-feira, 19 de junho.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

De acordo com comunicado divulgado pela administração, o laboratório de análises clínicas e o setor de consultas e exames devem ter o atendimento normalizado nesta quarta. Já o centro de especialidades odontológicas, s serviços de cirurgias, odontopediatria e endodontia estão suspensos até sexta-feira. A orientação é para que os pacientes da Vila Mário e busquem atendimento no ESF Presidente Vargas.

A farmácia básica também foi afetada pelo desastre, principalmente por conta dos danos na rede elétrica, o que leva a realização do atendimento manual. Por isso, os usuários devem ter o cartão do SUS no momento de retirada da medicação. Outras áreas como: fisioterapia, psicologia, CAPS Saúde Mental, nutrição, transportes, estratégia da atenção primária – interior, medicamentos Especiais e demais setores estarão atendendo normalmente.

Fonte: Rádio São Luiz com informações da prefeitura de São Luiz Gonzaga

Terça-feira terá pancadas isoladas de chuva na região das Missões

Divulgação/Freepik

Nesta terça-feira, 18 de junho, a previsão é de mais um dia de pancadas de chuva. As instabilidades seguem atuando em toda a metade norte do Rio Grande do Sul, com possibilidade de temporais isolados. As temperaturas ficam mais amenas e a máxima não passa dos 22°C no período da tarde.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Os volumes de chuvas se intensificam na quarta-feira, 19 de junho, quando a previsão indica chuvas mais persistentes. A condição de instabilidade causada pela frente fria que atinge o Estado continua na quinta e sexta-feira, 20 e 21, com temperaturas máximas na faixa dos 22°C.

Fonte: Rádio São Luiz

Parque do Sindicato Rural de São Luiz Gonzaga também foi danificado pela tragédia climática

Fotos: Divulgação

O Parque do Sindicato Rural de São Luiz Gonzaga, local conhecido da comunidade e que sedia a Expo São Luiz desde sua primeira edição em 2008, está entre os atingidos pela microexplosão atmosférica ocorrida no último sábado, 15.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Conhecido por ser um ponto de encontro para famílias, com um belo jardim e paisagem arborizada, o parque sofreu graves danos devido ao fenômeno meteorológico. Imagens do local mostram a severa destruição da infraestrutura, com vários pavilhões destelhados, cercas arrancadas, mangueiras destruídas e queda de árvores de pequeno e grande porte.

Ainda não há uma estimativa total do prejuízo, mas até mesmo um dos telhados que abrigava placas de energia solar foi destruído. A situação do parque soma-se ao cenário devastador vivenciado em toda aquela região da cidade.

Fonte: Rádio São Luiz

Chuva atrapalha recuperação de São Luiz Gonzaga após temporal

Divulgação/4ºRCB

A chuva da tarde desta segunda-feira, 17, atrapalha o trabalho das autoridades e voluntários que estão atuando no processo de limpeza e recuperação das casas atingidas pela microexplosão atmosférica do fim de semana.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Brigada Militar, Corpo de Bombeiros, 4º Regimento de Cavalaria Blindado, Polícia Civil, Defesa Civil, Cermissões, Secretarias do Município, entre outros voluntários, estão trabalhando desde domingo, 16, seja na distribuição de lonas, remoção de escombros ou distribuição de alimentos, colchões e outros materiais. Contudo, com a instabilidade, a atividade dessas equipes fica prejudicada, assim como o trabalho dos profissionais que tentam restabelecer serviços de energia elétrica, telefonia e internet.

As equipes estão aproveitando as “janelas de oportunidade”, que são aqueles momentos de estiagem, para tentar acelerar os serviços. Contudo, a recomposição de telhados, por exemplo, torna-se um serviço arriscado por conta do perigo de queda ou de quebrar o restante da cobertura. A orientação em alguns casos é usar a lona para cobrir os bens móveis ao invés de tentar colocá-la no telhado, de modo a proteger eletrodomésticos e outros móveis de forma emergencial.

Para hoje, são previstos 65 mm de chuva. Na terça-feira, a situação melhora um pouco, com previsão de menos chuva, 15 mm. No entanto, na quarta-feira, 19, a chuva deve ganhar força novamente.

Fonte: Rádio São Luiz

São Luiz Gonzaga tem 1.823 clientes da RGE sem energia elétrica

Foto: Luiz Oneide/Rádio São Luiz

A RGE informou à reportagem nesta segunda-feira, 17, que o número de imóveis sem energia elétrica é de 1.823. A companhia também comunicou que aproximadamente 60 postes foram atingidos pelo evento climático extremo do último sábado, 15.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Não há previsão para o retorno da energia elétrica nessas localidades. A informação é que “as equipes seguem totalmente mobilizadas no atendimento das ocorrências para efetuar a reconstrução da rede”.

A RGE também alerta que as pessoas devem ficar longe de fios partidos ou galhos de árvores que estejam caídos sobre a rede elétrica. Toda operação nesses locais deve ser feita pelo pessoal especializado.

Fonte: Rádio São Luiz com informações da RGE

Cooperativas se unem no processo de limpeza de área afetada pelo temporal

Foto: Assessoria de Imprensa da Coopatrigo

A Cermissões, por determinação do presidente Diamantino Marques dos Santos, com supervisão do vice-presidente Diomedes Rech, está auxiliando a Coopatrigo desde ontem, 16, removendo galhos e auxiliando na limpeza de todo o complexo atingido pela microexplosão atmosférica do sábado, 15.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Paulo Pires, presidente da Coopatrigo, disse que está extremamente agradecido pela “ajuda extraordinária” da Cermissões, acrescentando que ficará uma dívida enorme de gratidão com os irmãos cooperativistas. Ele também comentou que o processo de reconstrução busca, dentro do menor tempo possível, trazer a funcionalidade dos locais atingidos.

A preocupação maior no momento envolve os grãos, pois os armazéns estavam cheios. Há menos de 30 dias a colheita havia sido finalizada.

Paulo Pires disse ainda que a força do evento climático impressiona, citando o exemplo de árvores plantadas há 50 anos pela Coopatrigo que foram “torcidas” como papel. Ele agradeceu os conselheiros e colaboradores, que desde a noite de sábado não mediram esforços para auxiliar no que fosse possível.

Fonte: Rádio São Luiz

Microexplosão atmosférica de sábado também provocou danos na “Chácara das Irmãs”

Foto: Divulgação/RSL

O evento climático extremo que atingiu São Luiz Gonzaga na noite de sábado, 15, também provocou danos consideráveis na chamada “Chácara das Irmãs”, às margens da ERS 168, na saída para Roque Gonzales. Conforme relato de uma das pessoas que reside na região, a força do vento “foi assustadora”. A exemplo do que aconteceu na área urbana, o evento ocorreu de forma muito rápida.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

O saldo foi de destruição de galpões, queda de árvores de grande porte e até telhas de barro, que pela sua característica são mais pesadas, arrancadas pela força do vento.

Este foi, possivelmente, o início do rastro de destruição que depois atingiria parte do bairro Joaquim Nascimento e ainda os bairros Centro, Mário, Jauri, Agrícola, Centenário e Auxiliadora, resultando em aproximadamente 15 mil pessoas afetadas.

Fonte: Rádio São Luiz

Semana será marcada pela instabilidade e chance de novos temporais

Foto: Canva

A semana começa sob a influência de uma frente fria e condições para volumes de chuva expressivos. Conforme a meteorologista Catia Valente, essa condição pode trazer novos transtornos para a região.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Há condições para temporais, ainda que de forma isolada, e elevação de rios. As temperaturas da tarde vão oscilar na faixa dos 21°, 22°.

Amanhã, a instabilidade ainda predomina, mas a chuva diminui de intensidade. Ainda haverá condição para temporais. A máxima sobe para a faixa dos 23°, o que contribui para alimentar a instabilidade.

Na quarta-feira, a chuva deve voltar com força e os volumes deverão ser expressivos. O restante da semana ainda será de tempo instável.

Fonte: Rádio São Luiz