Em meio a obras com recursos próprios e de financiamento, Chefe do Executivo ressalta a capacidade de investimento retomada pela prefeitura

prefeito sidney
Compartilhe essa notícia...
Share on Facebook
Facebook
Email this to someone
email
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

Em entrevista ao programa Olho Vivo desta quarta-feira, o prefeito Sidney Brondani falou sobre a atual situação da Administração Municipal em meio a obras e investimentos realizados.

Conforme o Chefe do Executivo, “eu me apavorava com a falta de recursos para investimento. Nossa prioridade sempre foi pagar em dia o funcionalismo e não deixar faltar dinheiro para a manutenção dos serviços básicos. Quando víamos que não se tinha condições de investir, passamos a cortar despesas para conseguirmos capacidade de investimento. Hoje, a nossa maior preocupação é quanto ao passivo previdenciário: de janeiro de 2017 até o mês de agosto deste ano já pagamos R$ 18 milhões em dívidas. O prefeito Junaro veio pagando certinho na gestão dele e agora continuamos pagando essa pendência acumulada de muitos anos. Até o final do mandato, serão R$ 30 milhões que teremos depositado, e imagina o quanto poderíamos investir em melhorias na cidade com esse valor”, avaliou Sidney.

Com o equilíbrio das receitas, Sidney também citou a capacidade de captação de financiamentos da prefeitura, que hoje utiliza apenas 25% dessa capacidade: “Poderíamos ter financiado até R$ 40 milhões, mas decidimos usar o crédito de forma responsável sem comprometer as finanças do município futuramente. Além disso, além dos R$ 10 milhões do financiamento com a Caixa para as obras de pavimentação, conseguimos juntar R$ 4,5 milhões em recursos próprios para obras de asfaltamento, calçamento e recuperação de calçamento, bem como aquisição de máquinas e outras melhorias. A nossa meta é trabalhar, uma vez que não estamos preocupados com a eleição”, avaliou.

Sidney também citou que a situação do município também favoreceu a instalação de diversas empresas que passaram a incrementar consideravelmente o ICMS de São Luiz Gonzaga: “Temos o Frigorífico Estrela abatendo mais de 1200 animais por dia e exportando para diversos países, o qual é renda direta (através do retorno em ICMS) e indireta (através do salário dos funcionários que é gasto no comércio local); tem a Indústria de Tripas, a pavimentadora, a Steffen Bebidas, a Camera, e diversas empresas do agronegócio como a Redemaq, Alvorada, Valtra, Case, dentre outras. São muitas empresas e fontes de impostos que proporcionaram um aumento considerável no ICMS, o que é revertido diretamente para melhorias no município”, destacou.

Fonte: Rádio São Luiz

Compartilhe essa notícia...
Share on Facebook
Facebook
Email this to someone
email
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin