Destaques Principais

Funrural e julgamento de Lula mobilizam público em Brasília

Manifestantes protestam contra a cobrança do passivo do Funrural. Foto: Fábio Comparsi

Pessoas de diversas partes do País, inclusive da região das Missões, encontram-se em Brasília nesta quarta-feira (4) para se manifestar a respeito de questões que envolvem política. Uma dessas questões refere-se ao Funrural, imposto que está sendo exigido de forma retroativa pelo Governo Federal.

Direto da capital federal, Fábio Comparsi concedeu entrevista ao programa Olho Vivo. Ele falou em nome de produtores de São Luiz Gonzaga, destacando a insatisfação da classe produtora com a cobrança do passivo do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural – Funrural.

Declarada inconstitucional pelo Supremo Tribunal Federal em 2011, a cobrança do Funrural passou a ser opcional para os produtores, com muitos se valendo de liminar do STF. Entretanto, a liminar “caiu” em 2017 e o Governo passou a exigir o valor referente aos anos nos quais o imposto estava suspenso.

Com isso, diversos segmentos da classe produtora se organizaram e hoje protestam em Brasília, em mobilização denominada “Abril Verde e Amarelo”. Em contato com deputados, os manifestantes buscam apoio à sua causa. Segundo Fábio, o movimento não é contrário à cobrança do Funrural, porém, solicitam que o mesmo seja cobrado a partir de agora.

Julgamento

Paralelo a isso, o grupo também está alerta ao julgamento do habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que também ocorre em Brasília. Esse julgamento se iniciou no dia 22 de março, mas foi interrompido na ocasião. A defesa de Lula tenta tenta rechaçar a possibilidade de prisão após fim dos recursos na 2ª instância da Justiça Federal.

Por Genaro Caetano/Rádio São Luiz

Compartilhe: