Operação Serro Azul resulta em 10 prisões e uma apreensão em Cerro Largo

4c381ac6be6d374eb1c05f350b33df6b

Foram presos seis homens e quatro mulheres (Foto: Polícia Civil)

Operação Serro Azul, realizada pela Polícia Civil na manhã de hoje (15), resultou em 10 prisões (seis homens e quatro mulheres) e na apreensão de um adolescente.

O trabalho, que visa combater o tráfico de drogas na cidade de Cerro Largo (RS), também resultou na apreensão de drogas (250g de maconha, 81g de cocaína e 91g de crack), 14 telefones celulares, armas, uma balança de precisão, R$ 1.600,00 em espécie, além de dois automóveis utilizados para a traficância.

COMO FOI

Era madrugada quando viaturas da Polícia Civil e da Brigada Militar chegaram na Escola Municipal Pe. José Schardong (Escola Agrícola), onde 105 policiais civis e 19 policiais militares receberam as instruções dos delegados Fernando Sodré, Rogério Junges e Elaine Maria da Silva. O promotor de Justiça, André Luís Negrão Duarte, também acompanhou a operação.

Por volta das 6h45min, utilizando 30 viaturas e contando com apoio aéreo de um helicópero da Polícia Civil, os agentes foram a campo, buscando cumprir nove mandados de prisão preventiva, um mandado de apreensão de adolescente e 15 mandados de busca e apreensão.

Conforme o delegado Sodré, que estava em férias, as investigações tiveram início em agosto de 2018 e visaram desbaratar duas organizações criminosas que vinham agindo em Cerro Largo, uma localizada na Vila Fraternidade e outra com base no Bairro Esplanada.

NOME DA OPERAÇÃO

Fernando Sodré, que morou em Cerro Largo quando foi titular da Delegacia de Polícia local, comentando a escolha do nome da operação – Serro Azul, disse que “porque foi o primeiro nome do município e nós queremos mostrar que a cidade pertence à comunidade e que prevalece as estruturas do Estado e da sociedade em detrimento de grupos criminosos. É uma homenagem e uma lembrete de que a cidade prevalece para a comunidade e o Poder Público e a Polícia são poderes ativos neste controle e atendimento da cidade”.

Fonte: LH Franqui