Porto Xavier homenageia a Brigada Militar e a Polícia Civil: “Dividimos esse reconhecimento com todos os homens e mulheres que atuaram nesse evento que marcou a região”, destacou comandante do 14º BPM

a3cb952d-af4b-4ac4-a6cc-d334fea2823d-1000x500

A Brigada Militar, assim como a Polícia Civil, estarão sendo homenageadas por Porto Xavier nesta quarta-feira, 15 de maio, durante as festividades de aniversário do município. Em entrevista ao programa Expressão Livre, o comandante do 14° BPM, major Frank Hernani Schweinitz, falou sobre a distinção à instituição.

Conforme Hernani, “recebemos de uma forma muito positiva esse reconhecimento, pois interfere nas rotinas positivas de todos os brigadianos que, de uma forma ou de outra, ajudou e integrou, não somente o cerco de 10 dias em Campina das Missões, mas na logística, de forma anônima e até policiais da reserva que se disponibilizaram em ajudar. É um reconhecimento de Porto Xavier e nós dividimos esse reconhecimento com todos os homens e mulheres que atuaram esse evento que marcou a região”, destacou.

Para o comandante, o episódio triste foi marcado pela morte do soldado Luciano Lunkes: “uma perda irreparável, sendo vitimado no exercício da profissão. Após esse episódio, acreditamos que a resposta veio à altura, sem as precipitações que alguns poucos conhecedores da nossa atividade entenderam que deveríamos ter. Seguimos os protocolos e os resultados vieram, e é assim que nos comportamos, sem sermos influenciados por certas paixões que em profissões como a nossa, a toda vez que ela ocupa um espaço um pouco maior do que deveria, podemos acabar patrocinando tragédias. Por isso, sempre somos profissionais e responsáveis pelos nossos atos”.

O comandante do 14ºBPM enalteceu a todas as pessoas que colaboraram no êxito das ações realizadas: “Enaltecemos os homens e mulheres que nos subsidiaram com informações que levaram ao êxito das ações. As investigações seguem agora com a Polícia Civil e, apesar de não estar na nossa área, sabemos de desdobramentos que ocorrem e não ignoraremos informações, até pela possibilidade de que outras identidades de envolvidos venham a ser descobertas. Por isso, estendemos nossa gratidão e agradecimento a cada cidadão que nos apoiou, inclusive com doação de gêneros alimentícios. Isso nos motiva cada vez mais a continuar com nosso trabalho”, finalizou.

Fonte: Emerson Scheis/Rádio São Luiz