Destaques Principais

Presidente do Legislativo destaca a parceria com o Executivo na efetivação de projetos de interesse da comunidade


O presidente da Câmara, vereador Reni Rodrigues Lopes

Em entrevista ao programa Olho Vivo, o presidente da Câmara de Vereadores, Reni Rodrigues Lopes, abordou sobre os trabalhos realizados pelo Legislativo e a pauta da Sessão Ordinária desta segunda-feira, 10 de setembro.

SECRETARIA DO TURISMO E CULTURA – Conforme Reni, na reunião de ontem foi aprovado o Projeto de Lei nº 52/2018, o qual cria a Secretaria Municipal de Turismo e Cultura. Segundo o presidente, o referido projeto permaneceu por 10 semanas na Casa, sendo objeto de estudo de Comissão Especial presidida pelo vereador Piti Werle e tendo como relator o vereador Francisco Lourenço. Após o parecer favorável da comissão, o PL foi aprovado por unanimidade, e entra em vigor a partir de 1º de janeiro de 2019, com a implantação da nova pasta do Município.

Conforme o presidente, a criação da secretaria foi embasada por pedidos de artistas e representantes de diversas entidades do município, que, inclusive, estiveram presentes em grande número na primeira sessão em que o projeto foi lido em plenário, oportunidade em que foi posto em Comissão. Para Reni, a criação da nova pasta irá fortalecer o trabalho do atual Setor de Turismo, o qual, mesmo com poucos recursos, vem se destacando cada vez mais na divulgação da cultura e história local.

REPASSE DE RECURSOS – Reni também enalteceu a parceria entre o Executivo e o Legislativo, exemplificando o encaminhamento de recursos da Casa para projetos de interesse da comunidade. Segundo o presidente, em 2018, a Câmara já destinou à Prefeitura cerca de 300 mil antecipados, sendo R$ 40 mil destinados para o Lar do Idoso, R$ 50 mil para o projeto da UTI do hospital, R$ 15 mil para a Secretaria Municipal da Agricultura, R$ 100 mil para a construção da calçada da Rua Jayme Caetano Braun, na saída para o trevo da RS-168, e R$ 55 mil para obras de pavimentação na cidade. Para Reni, “é um recurso do município que seria devolvido no final do ano, mas, sabendo das dificuldades financeiras da Administração Municipal, não teria porque ficar postergando a destinação”, salientou.

ECONOMIA – O presidente também elencou a economia feita pelo Legislativo Municipal, gastando somente o necessário, o que compreende em maiores valores a serem repassados ao Executivo: “Primamos sempre pela parceria com a Prefeitura, uma vez que diversas obras realizadas em São Luiz Gonzaga são concretizadas graças ao aporte financeiro da Câmara, seja para contrapartidas, como para auxílio nas diferentes demandas”, finalizou o presidente.

Compartilhe: