Rolador: Correligionário do Prefeito, vereador Luciano Mallmann avisa que não irá mais defender a Administração Municipal

bandeira_310R
bandeira_310R

Após a Sessão Ordinária da Câmara de Rolador na última segunda-feira, o vereador Luciano Mallmann (MDB), em entrevista à Rádio São Luiz, emitiu críticas à Administração Municipal e ao prefeito Paulo Peixoto, seu correligionário de partido.

Conforme o vereador, “não concordamos com a atitude do prefeito que tirou uma líder do partido da Administração e colocou o próprio cunhado dele na Secretaria da Fazenda (referindo-se ao titular da pasta, Augusto de Pelegrin). Assim, eu e o vereador Doka (MDB) entramos no gabinete e dissemos: a partir de agora, não iremos mais defender a Administração”.

Da mesma forma, Mallmann criticou a reaproximação da Administração Municipal com o vereador Iso (PDT): “Um vereador que tanto criticava o prefeito, fazia denúncias, tendo inclusive entrado com um processo contra o prefeito, e agora se juntaram”, criticou Mallmann, que enfatizou: “nós, como vereadores, temos compromisso com a comunidade, e não estamos vendo as coisas acontecerem na Administração. Estamos com problemas nas estradas, na Saúde, que no ano passado não se tinha dinheiro nem para o combustível e pneus. Então, estamos cobrando para ver se as coisas melhoram no município”.

O prefeito Paulo Peixoto, em entrevista ao programa Olho Vivo desta quarta-feira, disse que as declarações do vereador são equivocadas: “ele não deve estar a par do que estamos fazendo. Estamos trabalhando intensamente, mesmo com muita chuva, com duas patrolas a todo vapor realizando melhorias nas estradas. Além disso, só para se ter uma ideia, o secretário Augusto de Pelegrin nos informou recentemente que contamos com R$ 1 milhão de recursos livres em caixa, o que nos dá condições de trabalhar, assim como o empenho de várias emendas parlamentares para o Rolador”, salientou o prefeito.

O secretário Augusto de Pelegrin, após a entrevista do vereador Mallmann, disse que não irá se pronunciar sobre as declarações do edil. Da mesma forma, solicitou o áudio da entrevista veiculada para buscar reparação moral acerca das insinuações dirigidas à sua pessoa pelo vereador emedebista.

Fonte: Rádio São Luiz

Mais recentes em radiosaoluiz.com