Sindicância irá apurar venda de semeadeira da Prefeitura do Rolador efetuada por servidor

db86c444-4883-4ab6-936f-631731fea3db
Compartilhe essa notícia...
Share on Facebook
Facebook
Email this to someone
email
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

Em entrevista ao programa Olho Vivo desta segunda-feira, 22, o prefeito de Rolador, Paulo Peixoto, abordou o desenrolar dos fatos de uma situação inusitada: a venda de uma máquina da Prefeitura Municipal feita por um servidor da Administração através do Facebook.

Conforme Paulo, “na última terça-feira recebemos o comunicado do Presidente da Câmara de que havia sido localizada uma máquina da Prefeitura no município de Vitória das Missões, a qual teria sido recolhida de volta para a prefeitura. Imediatamente abrimos uma sindicância, pois possuímos muitas máquinas nas cinco patrulhas agrícolas que atendem as comunidades do interior, além de afastarmos o servidor, um ex-secretário nosso, pelo período de 30 dias, tempo em que a Comissão de Sindicância irá averiguar o fato”, destacou. Segundo o prefeito, tão logo se teve notícia do ocorrido e foi comunicada a Secretaria Municipal da Agricultura para realizar um levantamento de todas as máquinas que estão nas comunidades.

A máquina que foi vendida ilegalmente foi uma semeadeira, que foi encontrada em Vitória das Missões. Segundo Paulo, “não esperávamos tal fato de um servidor nosso. Por isso, vamos buscar o esclarecimento, pois sempre trabalhamos às claras e buscamos valorizar o produtor rural. Assim, além do levantamento da situação de todas as máquinas, catalogado com fotografias, esperamos que a Comissão de Sindicância apure os fatos e esclareça as responsabilidades”, salientou o prefeito.

DENÚNCIA NO TRANSPORTE ESCOLAR – Da mesma forma, o Chefe do Executivo informou que a Secretaria Municipal de Educação estará averiguando a denúncia de que um motorista do serviço de transporte escolar estaria transportando alunos em um carro de passeio. Conforme Paulo, “a Secretaria de Educação já tomou providências e estaremos abrindo uma sindicância. Queremos um transporte escolar de qualidade e não admitimos esse tipo de situação”, ressaltou Paulo.

Fonte: Emerson Scheis/Rádio São Luiz

Compartilhe essa notícia...
Share on Facebook
Facebook
Email this to someone
email
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin