Vereadores comentam sobre episódio da venda de semeadeira da Prefeitura do Rolador

106a06f6-f1bd-49ca-8e37-f6d976e0acb1
Compartilhe essa notícia...
Share on Facebook
Facebook
Email this to someone
email
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

Em entrevista à Rádio São Luiz, os vereadores do Rolador Loiara Ramos (Progressistas) e José Adriani dos Santos (PSDB) falaram sobre o episódio envolvendo a venda de uma semeadeira da prefeitura do município por um ex-secretário e atualmente vereador.

Segundo Loiara, “posso dizer como vereadora que estamos chocados. A gente vê coisas acontecendo e o prefeito fazendo vista grossa, e agora acontece tudo isso. O presidente da Câmara nos informou que será aberta uma sindicância, mas como nunca passamos por um caso desses, vamos aguardar para ver o que ocorrerá com esse colega”, disse a vereadora, que ainda ressaltou: “Todas as vezes que levávamos as críticas ao prefeito éramos criticados e jogados contra a população. Mas eu digo que nossas críticas sempre foram para o melhor do nosso município, e se ele (o prefeito) tivesse executado as medidas sugeridas as coisas não teriam chegado nesse ponto”.

Conforme a vereadora, a descoberta da venda da máquina da Prefeitura Municipal ocorreu pelos vereadores, que descobriram que a semeadeira estava em Vitória das Missões. “Recebemos essa informação de que a máquina tinha sido vendida, mas não acreditávamos. Após a descoberta, fomos até a polícia onde registramos ocorrência, e, da mesma forma, nos reunimos segunda-feira com a delegada onde vimos que existem provas concretas do fato”.

O vereador José Adriani falou que o fato pode comprometer o aguardado consenso entre os partidos para as próximas eleições: “Foram feitas reuniões com todos os presidentes de partido e vereadores para formar um consenso que seria bom para o povo, e não para os políticos. Só que esse episódio pode prejudicar. É um caso muito sério esse sumiço da semeadeira, e foi graças aos vereadores Luciano Mallmann, Osmar Damian, Loiara e eu, assim como os agricultores que denunciaram, que essa máquina voltou para o município. Estamos nessa correria desde sábado passado, e quando falamos para a delegada, ela custou a acreditar, dizendo que em 20 anos de trabalho nunca tinha visto esse tipo de situação. Agora, iremos aguardar os resultados da investigação da polícia para averiguar as providências que a Câmara de Vereadores irá tomar sobre o caso”, salientou.

Fonte: Emerson Scheis/Rádio São Luiz

Compartilhe essa notícia...
Share on Facebook
Facebook
Email this to someone
email
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin