Vereador Francisco Lourenço comenta sobre o papel dos vereadores e do seu partido na aprovação de projetos para o Município

francisco lourenço

Em entrevista ao programa Olho Vivo desta terça-feira, 7, o vereador Francisco Lourenço (PDT) falou sobre a situação de projetos, a atuação do Legislativo e as tratativas do partido frente ao pleito eleitoral deste ano.

Segundo Lourenço, o mandato atual está sendo de muitas conquistas positivas para a comunidade. “Em 2017 eu estive à frente da presidência da Câmara, e acompanhei o prefeito Sidney Brondani em vários pleitos que hoje estão dando resultados. Por exemplo, na semana passada, foi anunciada a aprovação do projeto de R$ 2,6 milhões para o Hospital, e eu recordo que estive com o prefeito e com os deputados Perondi, Heinze e Terra junto ao Ministério da Saúde, onde o ministro Barros recebeu a solicitação de São Luiz que agora está a um passo de ser licitada pelo hospital”, destacou.

Sobre a atuação de um vereador, Lourenço ressalta: “Tenho a convicção de que o agente político não deve participar muito de cursos, mas que deve viajar, sempre que necessário, em busca de projetos para a comunidade, porque uma coisa é ligar e falar com o deputado, e outra é conversar cara a cara, olho no olho”.

Acerca de recursos e projetos obtidos por meio da atuação de seu partido, o vereador citou a contemplação de R$ 1 milhão para a construção da sede da Uergs em São Luiz Gonzaga, com emenda de R$ 500 mil do deputado Afonso Motta e de R$ 500 mil do então deputado do PDT Lasier Martins. Também destacou a aquisição de um trator para o Rincão de São Pedro e recursos para o hospital.

Sobre os trabalhos do Legislativo Municipal, Lourenço salientou que “a Câmara, nessa Legislatura, vem trabalhando de forma parceira da comunidade, e nós, como eleitos, estamos discutindo e aprovando projetos de grande importância para o Município, como a aquisição de maquinários no valor de R$ 1,5 milhão e o próprio financiamento de R$ 10 milhões para obras de pavimentação”.

No entanto, o vereador comentou sobre a retirada de dois Projetos de Lei do Executivo que estavam para serem votados na última Sessão. Segundo Lourenço, os mesmos não haviam sido discutidos e apreciados pelos edis: “Eram dois projetos que têm a ver com a vida funcional dos servidores, um que aumenta a alíquota de contribuição com a previdência de 11% para 14%, e outro que altera o Regime Jurídico. O vereador José Antônio Braga entendeu por pedir vistas do projeto, mas ao fazer isso não permite que ele seja discutido pelos demais edis. Então, eu fui ao prefeito, e disse que se não fosse retirado (os projetos) eles seriam rejeitados. O prefeito prontamente entendeu, retirou e deve reapresentá-los na próxima Sessão, onde poderemos exercer o nosso papel de legisladores e apreciar em uma comissão”, comentou Lourenço, que reforçou: “Esperamos chegar a um denominador comum, pois tenho um compromisso com a categoria dos servidores municipais e a gente tem a responsabilidade de zelar pelos seus interesses, e acho que podemos construir um projeto contemplativo que não venha a criar transtorno para o Município e que possa contemplar positivamente o servidor municipal”.

ELEIÇÕES – Sobre os trabalhos do PDT frente ao processo eleitoral que se avizinha, Lourenço informou que o partido “está em processo de discussão com as demais siglas, até porque  temos o privilégio de possuir a maior Bancada com quatro vereadores e a maior Legenda do município. Por isso, estamos com a intenção de compormos coligação com partidos em que possamos apresentar uma alternativa de composição para compor uma nominata que possa dar à sociedade o poder de escolha entre os candidatos apresentados pelo Partido”, finalizou o vereador.

Fonte: Rádio São Luiz

Foto: Arquivo/Rádio São Luiz

Compartilhe essa notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email