Câmara Municipal e Procuradoria da Mulher abrem pedido de informação após morte de recém-nascida no HSLG

Foto: Canva/Ilustrativa

A Câmara Municipal de Vereadores de São Luiz Gonzaga e a Procuradoria da Mulher divulgaram nesta sexta-feira, 15 de março, uma nota em que expressam sua solidariedade aos familiares da recém-nascida que morreu nesta terça-feira, 12, no Hospital de São Luiz Gonzaga (HSLG). O caso está sendo investigado pela polícia.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Através da nota, o Poder Legislativo e as representantes da Procuradoria da Mulher informam que foi protocolado um Pedido de Informação Parlamentar assinado pelas três vereadoras da casa, Rose Grings (PP), Nara Mendes (MDB) e Ana Barros (PT), respectivamente presidente, vice-presidente e secretária da Procuradoria da Mulher.

O objetivo da solicitação é obter informações junto à prefeitura e ao interventor do Hospital São Luiz Gonzaga sobre os atendimentos de gestantes em trabalho de parto. O documento também solicita dados do número de partos normais e cesarianas realizadas, bem como o número de óbitos de gestantes e recém-nascidos referentes aos anos de 2023 e 2024 no município.

O enfatiza a busca por defender os direitos das mulheres e combater quaisquer tipo de violência. “A Procuradoria da Mulher de São Luiz Gonzaga manifesta a solidariedade aos familiares da recém-nascida e destaca que estará trabalhando pela defesa de todas as mulheres gestantes que possam vir a sofrer de violência psicológica, a qual não deixa marcas físicas, mas fere a dignidade de cada mulher”, diz a nota.

Fonte: Rádio São Luiz com informações da Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de São Luiz Gonzaga