Baixa cobertura vacinal segue preocupando autoridades da saúde em São Luiz Gonzaga

Foto: Canva

A enfermeira Águeda Balbé, coordenadora do Centro de Saúde de São Luiz Gonzaga, participou do programa Expressão Livre nesta quarta-feira, 10, para reforçar sua preocupação com a baixa cobertura vacinal na cidade.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Águeda destacou que o Brasil perdeu o certificado de país livre do sarampo devido a casos de transmissão interna. “Normalmente, as pessoas trazem o vírus de outros países onde ele circula livremente. Em fevereiro, por determinação do Ministério da Saúde, realizamos uma pesquisa para identificar sintomas de sarampo nos prontuários, mas não encontramos nenhum caso em São Luiz Gonzaga”, afirmou a coordenadora.

Ela enfatizou a importância da imunização para evitar o surgimento de casos, mencionando que a cobertura vacinal contra a gripe, por exemplo, está abaixo do esperado, com pouco mais de 50% da população imunizada. “Com alta cobertura vacinal, não teremos casos. A prevenção é a vacina. As pessoas precisam se conscientizar”, destacou Águeda. Ela também alertou que, embora nem todas as doenças levem a óbito, podem deixar sequelas permanentes.

Além disso, Águeda falou sobre o mês de conscientização sobre as hepatites virais, destacando a importância da testagem e da vacinação contra as hepatites A e B. Ela reforçou que todos os postos de saúde do município possuem vacinas disponíveis.

Fonte: Rádio São Luiz