Geral

Retorno das aulas na Unopar – Polo São Luiz Gonzaga será no dia 10 de agosto e de forma on-line

(Imagem: Divulgação/Unopar)

Diretora Neiva Mairesse alerta os veteranos que ainda não fizeram a rematrícula para ficarem atentos ao início do segundo semestre

A Unopar – Polo de São Luiz Gonzaga, com 16 anos de serviços no ensino a distância, adaptou-se rapidamente às restrições impostas pela pandemia. Conforme a diretora, professora Neiva Mairesse da Silva, “todos trabalharam para dar o suporte necessário para que o semestre pudesse ser concluído sem problemas”.  Como a característica da instituição é oferecer o ensino online, a “adaptação foi tranquila”.

Agora, as equipes já trabalham para o retorno das aulas, que estão previstas para iniciarem dia 10 de agosto. No primeiro momento, mesmo os cursos semipresenciais ficarão exclusivamente no formato on-line. Há uma expectativa que até o fim do ano os protocolos permitam os encontros presenciais.

Neiva destacou que o vestibular para ingressar na instituição também é inteiramente on-line e que quem fizer a inscrição e a prova até o dia 10 pode iniciar as aulas na mesma data. Para aqueles que se inscreverem depois, não haverá prejuízo de conteúdo, pois as aulas ficam disponíveis, mas, conforme frisou a diretora, o ideal é que o candidato procure fazer o processo com antecedência.

A Unopar oferece dezenas de cursos nas áreas de licenciaturas, tecnólogos e também na pós-graduação. Uma das novidades é o de licenciatura em Educação Especial, uma área que atende pessoas com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação. Neiva frisa que para se candidatar a um dos cursos de licenciatura ou tecnólogo, basta ter concluído o Ensino Médio.

Para saber mais sobre os cursos da Unopar – Polo de São Luiz Gonzaga ligue para o (55) 3352-4445 ou mande mensagem para o WhatsApp (55) 9 9616-4445. Você também acessar o site https://www.unopar.com.br/unidade/sao-luiz-gonzagars-i3201u/

Fonte: Rádio São Luiz

“O cooperativismo é a grande arma do pequeno produtor”, destaca Paulo Pires

(Imagem: Divulgação)

Presidente da Fecoagro falou sobre seguro rural e a proposta de reforma do governo estadual

O presidente da Federação das Cooperativas Agropecuárias do Rio Grande do Sul (Fecoagro), Paulo Pires, falou nesta semana sobre como o setor rural está passando por este período de pandemia e as demandas que vêm sendo pleiteadas nas esferas estadual e federal. A primeira constatação que se faz é que economicamente o agro tem se saído bem nessa crise sanitária, principalmente se comparado a outros segmentos comerciais.

“A situação está longe da normalidade. Muitas pessoas estão perdendo a vida e o coronavírus é coisa séria”, comentou Paulo. Contudo, apesar das dificuldades, “o agro, atividade essencial, pôde manter seu ritmo”, acrescentou.

Uma das grandes armas do pequeno produtor – neste e em outros tantos momentos – é o cooperativismo. “É a cooperativa que torna ele competitivo e a essência do cooperativismo é proporcionar isso”, explicou o presidente.

Uma das tratativas da Fecoagro nesta semana era a diferenciação no seguro rural. Paulo explicou que estão buscando junto ao Ministério da Agricultura uma forma de analisar melhor a condição de risco dos produtores que tem mais tempo dentro das cooperativas. O entendimento é que é preciso dar melhores condições de pagamento pelo histórico dos clientes, os quais, na maioria das vezes, têm uma trajetória de mais de 50 anos no ramo e com isso podem oferecer uma análise de produção com base neste fato.

Outro ponto é tentar agilizar para que os interessados possam ter conhecimento do texto da reforma do governador do estado. Paulo explicou que mesmo que a proposta seja taxar alguns insumos – e mesmo que esse valor não seja alto – qualquer suba vai impactar muito na produção. “Milho, trigo, arroz, são todas culturas com baixa rentabilidade e qualquer porcentagem terá um impacto enorme”, avaliou. A expectativa é debater o assunto com o governador Eduardo Leite, contudo, conforme o próprio presidente – que estava em Porto Alegre no dia da entrevista – constatou, o jeito será realmente buscar soluções por meio virtual. “A cidade está parada”, concluiu.

Fonte: Rádio São Luiz

Semana encerra com tempo firme e temperaturas em elevação

(Foto: Arquivo/Rádio São Luiz)

Fim de semana pode ter máxima na casa dos 25º

A semana vai terminando com tempo firme devido a presença da massa de ar seco, mas este sistema está perdendo força e, por isso, ao longo do dia a temperatura sobe. Hoje a máxima já pode chegar aos 20º.

No fim de semana, o tempo segue firme e com temperaturas em elevação. No sábado e no domingo o quadro será bastante semelhante, com mínima de 12º e 14º pela manhã e máxima podendo chegar aos 25º.

A condição de tempo firme deve seguir na próxima semana.

Fonte: Climatempo

Mais um caso de COVID-19 é registrado em São Luiz Gonzaga. Número de pessoas que foram infectadas subiu para 84

(Imagem: Divulgação)

Também na quinta-feira (30), paciente internada com suspeita da doença foi transferida para o Hospital Santo Ângelo  

A Secretaria de Saúde foi informada na quinta-feira (30), pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (Lacen/RS), do resultado positivo para COVID-19 de amostra encaminhada para análise.  

O paciente é um homem de 56 anos, o qual realizou o exame após contato com pessoa que testou positivo para a doença. Ele apresentou sintomas leves, não sendo necessário internação hospitalar. O paciente e os contatos diretos estão em isolamento domiciliar, com o acompanhamento da Secretaria de Saúde. O Lacen também informou a pasta do resultado negativo para COVID-19 de outras duas amostras encaminhadas ao laboratório.  

Também na quinta-feira, uma paciente – de 52 anos – internada com suspeita da doença no Hospital São Luiz Gonzaga (HSLG), foi transferida para a UTI do Hospital Santo Ângelo. A Secretaria de Saúde aguarda o resultado do exame para COVID-19 da paciente, o qual será realizado pelo Lacen. Até o momento, dois pacientes de São Luiz Gonzaga estão internados em outro município.  

De acordo com o boletim epidemiológico, São Luiz Gonzaga registra 84 casos de COVID-19, com 64 pacientes recuperados, 15 casos ativos e cinco óbitos. A Secretaria de Saúde realiza o monitoramento de 93 pessoas em isolamento domiciliar. 

A pasta reforça o pedido para que as pessoas fiquem em casa, saindo apenas em casos de extrema necessidade; usem máscaras de proteção facial ao circularem pelas ruas e estabelecimentos; evitem aglomerações (incluindo eventos familiares); mantenham a distância mínima de dois metros entre pessoas; realizem a higienização das mãos com água e sabão ou álcool em gel; entre outras ações a fim de evitar a disseminação do vírus. 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de São Luiz Gonzaga com informações da SEMSA

Mais dois pacientes recebem alta da “Ala Covid-19” do Hospital São Luiz Gonzaga

(Imagem: Divulgação)

Comunicado também informa que cinco pacientes seguem hospitalizados; uma transferência para UTI de Santo Ângelo e uma morte considerada suspeita

O Hospital de São Luiz Gonzaga divulgou nesta quinta-feira (30/7), o comunicado nº 30 sobre os pacientes internados na “Ala Covid-19”. Atualmente, cinco pacientes estão hospitalizados no setor.

– Paciente masculino de 54 anos, procedente de São Luiz Gonzaga, sem necessidade de oxigênio. Aguarda exame confirmatório.

– Paciente masculino com 41 anos, procedente de São Luiz Gonzaga, necessitando de suporte de Oxigênio. Aguardando exame confirmatório.

– Paciente feminina com 55 anos, procedente de Santo Antônio das Missões, não necessitando de suporte de oxigênio. Lacen positivo.

– Paciente masculino, de 59 anos, procedente de São Luiz Gonzaga, com comorbidades, sem necessidade de suporte de oxigênio. Aguarda exame confirmatório.

– Paciente feminina de 69 anos, procedente de Santo Antônio das Missões, com comorbidades, sem necessidade de suporte de oxigênio. Aguarda exame confirmatório.

Hoje, conforme o boletim, ocorreram duas altas de pacientes recuperados da Covid-19. Houve uma paciente transferida para a UTI de Santo Ângelo.

O comunicado também informa a morte uma paciente de Bossoroca com insuficiência respiratória gravíssima, que foi a óbito no plantão. O caso foi considerado suspeito e, por isso, foi feita coleta para exame de RT-PCR.

Fonte: Hospital São Luiz Gonzaga

Decreto proíbe o consumo de bebidas alcoólicas em estabelecimentos comerciais, vias públicas e logradouros aos finais de semana

(Imagem ilustrativa)

Novas medidas de prevenção a COVID-19 também proíbem apresentações artístico-culturais com público presente  

Atendendo recomendações do Comitê de Acompanhamento, Controle, Prevenção e Tratamento da COVID-19, que identificou que o maior número de casos da doença surgiu em decorrência de aglomerações e que o consumo de bebida alcoólica é um fator que estimula essas situações, a Prefeitura de São Luiz Gonzaga publicou nesta quinta-feira, 30 de julho, o decreto nº 5.667/2020, o qual estabelece medidas complementares de prevenção ao novo coronavírus. 

Com a determinação, a partir de sexta-feira, 31 de julho, fica proibido o consumo de bebidas alcoólicas e bebidas caracterizadas no rótulo como Zero Álcool, em estabelecimentos comerciais, vias públicas e logradouros no horário compreendido das 18 horas das sextas-feiras até às 8 horas das segundas-feiras. No período citado, somente será permitida a comercialização de bebidas alcoólicas nas modalidades tele-entrega e pegue-e-leve.  

O decreto também proíbe qualquer tipo de apresentação artístico-cultural com público presente no estabelecimento em qualquer dia da semana, independente de haver espaço individualizado no local.  

Ainda de acordo com o decreto nº 5.667/2020, está permitida a utilização de praças, parques e logradouros somente para a prática de atividades físicas individuais, sendo proibidas aglomerações de pessoas para fins de confraternização ou eventos.  

O decreto nº 5.667/2020 está disponível no site da prefeitura e pode ser acessado (AQUI)

HORÁRIOS  

A Administração Municipal destaca que as definições do decreto municipal nº 5.604, de 22 de junho de 2020, sobre horários de funcionamento seguem em vigor. Com a publicação, as lojas de conveniência, restaurantes e congêneres, deverão encerrar o serviço de atendimento presencial de clientes dentro das instalações até às 22 horas. Após o horário, será permitido o atendimento somente por meio de tele-entrega e pegue-e-leve. 

Também é recomendado que se evite a circulação no horário compreendido das 23 horas até às 5 horas, exceto às pessoas que necessitem, justificadamente, realizar o deslocamento pela cidade no período citado. 

A Prefeitura de São Luiz Gonzaga pede a colaboração da comunidade para que as normas de higiene sejam seguidas e os protocolos sanitários cumpridos, a fim de evitar a disseminação do vírus e zelar pela saúde de toda a população.    

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de São Luiz Gonzaga com informações da SEMAD 

Bossoroca encaminha coleta ao Lacen para diagnóstico de paciente que morreu na madrugada desta quinta-feira

(Imagem Ilustrativa)

Caso é considerado suspeito de estar relacionado com a Covid-19

O município de Bossoroca registrou a morte de uma paciente com suspeita de Covid-19 na madrugada desta quinta-feira (30/7). A paciente estava em isolamento domiciliar, acompanhada pela Secretaria Municipal de Saúde, aguardando o tempo para realizar o teste rápido.

A senhora que acabou falecendo procurou atendimento médico durante a madrugada e foi encaminhada ao Hospital São Luiz Gonzaga, onde não resistiu. A orientação repassada para os serviços de saúde foi de realizar coleta e encaminhar para o Lacen para um diagnóstico correto.

Conforme o boletim mais recente, o município registrou 10 casos confirmados de coronavírus. Destes, sete são casos ativos e três de pessoas recuperadas.

Ontem, o prefeito José Moacir Fabrício Dutra publicou novo decreto estabelecendo novas restrições e vedando, por exemplo, prática de festas campeiras como rodeios, castrações/marcações, entre outras atividades que causem aglomeração. Também estão proibidas as práticas de esportes coletivos por tempo indeterminado. Antes o município já havia editado publicação proibindo a realização de encontros religiosos.

Fonte: Rádio São Luiz

Homem é preso em São Luiz Gonzaga por receptação e posse irregular de arma de fogo

(Foto: Divulgação/PC)

Na quarta-feira (29), no Bairro Itapevi, em São Luiz Gonzaga, a Polícia Civil prendeu em flagrante um homem de 38 anos de idade, com antecedentes, por porte irregular de arma de fogo, receptação e desacato. Na ação policial, também foi recuperado um animal furtado há dez dias, no interior do município, bem como foi apreendido valor em dinheiro vivo para verificação da procedência.

Sob a coordenação da Delegada Elaine Schons, participaram da ação agentes da Polícia Civil lotados na Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e DP de São Luiz Gonzaga. Após autuação em flagrante, o indiciado foi encaminhado ao presídio estadual de São Luiz Gonzaga.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Polícia Civil

Brigada Militar apreende carga com mais de 22 mil maços de cigarros no interior de São Paulo das Missões

(Foto: Divulgação/BM)

Ação é mais um resultado da Operação de Fronteira Hórus

Ontem (29/7), por volta das 20h, na Linha Dourada, interior de São Paulo das Missões, a Brigada Militar abordou um Fiat Siena. No porta-malas, foram encontradas três caixas de cigarro de origem paraguaia. A partir disso,  em diligências, os policiais encontraram mais dois locais que serviam de depósito para o ilícito, onde foram encontradas mais 41 caixas, totalizando 2.217 pacotes (22.170 maços).

O condutor de 55 anos e o material apreendido foram encaminhados à Polícia Federal de Santo Ângelo, onde foi feita a confecção do registro da ocorrência.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Brigada Militar

Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (Aapecan) se mantém com apoio da comunidade

(Imagem: Divulgação)

Entidade de Ijuí atende cerca de 2800 pessoas da região

Nesta semana, a psicolóloga Tainara Melo, representante da Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (Aapecan) – unidade Ijuí, falou sobre o trabalho da entidade, que é uma instituição gaúcha e uma Organização da Sociedade Civil, sem fins lucrativos, que presta diversos tipos de apoios e serviços gratuitos para pessoas em tratamento oncológico e em situação de vulnerabilidade.  A existência do grupo já completou 15 anos e eles estão espalhados em todos os municípios onde existe um centro de tratamento do câncer.

Tainara explicou que quando uma pessoa procura a associação, o primeiro suporte oferecido é o do serviço social. Nesta etapa é feita uma avaliação socioeconômica do paciente para saber quais as suas necessidades. A partir daí, o apoio pode vir através de cestas básicas, suplementos alimentares – que são direitos do paciente, mas que muitas vezes, através do estado, demoram de 20 a 30 dias para ter retorno. Além disso, a entidade oferece apoio psicológico – incluindo os familiares – para ajudar todos a compreenderem o processo e a sequência do tratamento.

Atualmente, o Centro de Alta Complexidade em Oncologia – Cacon de Ijuí atende 120 municípios, por isso, a unidade da Aapecan também tem uma casa de apoio, com 28 vagas, para pacientes e familiares que precisam de estadia. Para cadastro são exigidos RG, CPF, laudo médico, cartão SUS, comprovante de renda e comprovante de residência. Hoje, por conta da pandemia, o público está reduzido, mas os atendimentos seguem e incluem as quatro refeições diárias.

Para manter toda essa estrutura, a Aapecan conta com apoio da comunidade. Uma das principais fontes de receita está ligada às doações obtidas por meio de pedidos por telemarketing, que partem de uma central em Santa Maria. Fora isso, são realizadas vendas de pizzas, brechós solidários, venda de camisetas, entre outras formas e ações em datas comemorativas. “ Estamos sempre abertos para receber doações, seja recurso financeiro, roupas para o brechó e alimentos”, explicou Tainara.

Quem precisar do apoio da Aapecan Ijuí ou quiser colaborar com pode entrar em contato pelo (55) 3333-0289 ou pelas redes sociais no Facebook e Instagram.

Fonte: Rádio São Luiz