Destaques Principais

Barreira Sanitária é realizada na entrada de Dezesseis de Novembro

(Foto: divulgação)

A Vigilância Epidemiológica e Sanitária, com apoio da Brigada Militar e colaboradores do município de Dezesseis de Novembro, realizou ontem, dia 3/7, barreira Sanitária como medida de enfrentamento da emergência em saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus. Foi realizado controle de entrada e saída de pessoas do município com aferição de temperatura e orientações de prevenção.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Prefeitura de Roque Gonzales e Brigada Militar assinam termo de cooperação para implantação de sistema de videomonitoramento

(Foto: divulgação)

Previsão é que 27 câmeras sejam instaladas no município

Ontem pela manhã (3), o prefeito de Roque Gonzales, João Scheeren Haas, recebeu a visita do comandante do 14° Batalhão de Polícia Militar, Major Eduardo dos Santos Brum, para assinatura do Termo de Cooperação que celebram o Estado do Rio Grande do Sul, por intermédio da Secretaria da Segurança Pública, com a interveniência da Brigada Militar, e o Município de Roque Gonzales, visando à conjugação de esforços entre os partícipes para viabilizar e apoiar o processo de segurança pública, por meio de videomonitoramento.

A implantação do sistema prevê o gerenciamento e monitoramento de imagens, qualificando a prestação de serviços de segurança à comunidade, e ao todo, serão 27 câmeras instaladas em pontos estratégicos.

O prefeito João Scheeren Haas destaca que com a instalação do videomonitoramento várias ações preventivas e repressivas poderão ser realizadas. “Hoje nós temos a certeza que precisamos usar mais a tecnologia a nosso favor e é isso que nós estamos fazendo. Estamos seguindo aquilo que está sendo feito em vários municípios da região. Esse monitoramento visa aumentar a segurança para a comunidade”, enfatiza Haas.

Estiveram presentes na assinatura do termo de cooperação, o comandante do Pelotão da Brigada Militar de Roque Gonzales, Tenente Braga, o Assessor Jurídico, Fernando Machry, a Secretaria de Planejamento, Liliane Pitrovski e a Fiscal Ismaeli Kotz.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Roque Gonzales

São Luiz Gonzaga registra quatro novos casos de COVID-19 na sexta-feira

(Foto: divulgação)

Município possui 38 casos da doença, com 20 pacientes recuperados, 15 casos ativos e três óbitos

São Luiz Gonzaga registrou nesta sexta-feira (3) mais quatro casos de COVID-19. Os testes rápidos de dois pacientes – um homem e uma mulher, na faixa dos 30 anos – apontaram positivo para COVID-19. Ele teve sintomas leves de síndrome gripal. Ela não apresentou sintomas da doença (assintomática). Os pacientes tiveram contato com caso confirmado da doença e estão em isolamento domiciliar, com o acompanhamento da equipe da Secretaria de Saúde.

A secretaria também foi informada na sexta-feira, pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (LACEN/RS), de dois resultados positivos para COVID-19 de amostras encaminhadas para análise. Os casos confirmados são de dois idosos – um homem e uma mulher – os quais necessitaram de atendimento médico. Um dos pacientes segue internado no Hospital São Luiz Gonzaga e outro já recebeu alta.

Até o momento, São Luiz Gonzaga registra 38 casos de COVID-19, com 20 pacientes recuperados, 15 casos ativos e três óbitos. De acordo com o boletim epidemiológico de sexta-feira, a Secretaria de Saúde realiza o monitoramento de 95 pessoas em isolamento domiciliar.

ATENDIMENTO

A Secretaria de Saúde solicita as pessoas que apresentarem sintomas de síndrome gripal que procurem a ESF Centro, a qual realiza atendimento exclusivo aos pacientes com sintomas respiratórios. A unidade de saúde atende em três turnos, das 7 horas ao meio-dia, das 13 horas até às 16 horas e das 18 horas até às 22 horas, de segunda a sexta-feira. Para sanar dúvidas sobre o coronavírus é possível entrar em contato com a Secretaria de Saúde por meio do número (55) 98439-9690. O atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, das 7 horas até às 22 horas.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de São Luiz Gonzaga com informações da SEMSA

Governo vê diminuição de risco e São Luiz Gonzaga retorna para bandeira laranja

(Imagem: divulgação)

Medidas passam a valer a partir deste sábado (4/7)

Após uma semana em situação de bandeira vermelha, a região de Santo Ângelo, na qual se insere São Luiz Gonzaga, teve seu grau de risco diminuído, voltando a classificação de bandeira laranja, uma vez que melhoraram os indicadores em termos de ocupação e de leitos de UTI livre por pacientes Covid-19.

Pelos números da última sexta-feira, a região reduziu o número de hospitalizações registradas para Covid-19 nos últimos 7 dias em 21%, passando de 19 para 15 entre as duas semanas. A ocupação de UTIs por pacientes SRAG aumentou de 6 para 8 pacientes, mas o número de internados em leitos clínicos e em UTI, confirmados para Covid-19, reduziram (de 11 para 9 e de 4 para 1, respectivamente). A capacidade de atendimento da macrorregião é também um dos fatores positivos, apresentando bandeira amarela nos indicadores de Capacidade de Atendimento e de Mudança da Capacidade de Atendimento.

ENTENDA O DISTANCIAMENTO CONTROLADO

Com base em evidências científicas e análise de dados, o modelo de Distanciamento Controlado – que está oficialmente em vigor desde 10 de maio, com o Decreto 55.240 – tem o objetivo de equilibrar a prioridade de preservação da vida com uma retomada econômica responsável em todo o Rio Grande do Sul.

Para isso, o governo dividiu o Estado em 20 regiões e mapeou 105 atividades econômicas. A partir de um cálculo que leva em conta 11 indicadores, segmentados em dois grupos – propagação do vírus e capacidade de atendimento de saúde –, determinou a aplicação de regras (chamados de protocolos) mais ou menos restritas para cada segmento de acordo com o risco calculado para cada região.

Conforme o resultado do cruzamento de dados divulgados de forma transparente, cada local recebe uma bandeira nas cores amarela (risco baixo), laranja (médio), vermelha (alto) ou preta (altíssimo).O monitoramento dos indicadores de risco é semanal.

Clique aqui e acesse o levantamento completo da nona rodada do Distanciamento Controlado

Fonte: Governo do Estado do RS

PRF apreende veículo clonado durante atendimento de acidente em Roque Gonzales

(Foto: divulgação)

Motociclista colidiu na traseira de um caminhão e ao atender ocorrência policias descobriram que veículo era clonado

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu uma motocicleta clonada envolvida num acidente, no final da tarde de quinta-feira (2), na BR 392, em Roque Gonzales. Os PRFs receberam informação de um acidente na rodovia via telefone de emergência da PRF (191). Chegando ao local, os policiais encontraram uma motocicleta CG 125 que havia colidido na traseira de um caminhão VW/26.260, emplacado em Cerro Largo, que estava parado no acostamento, com parte da traseira sobre a via.

O condutor do caminhão, de 25 anos, não teve lesões; já o condutor da motocicleta, de 26 anos, foi socorrido com lesões leves para o hospital de Roque Gonzales.

Durante a fiscalização dos veículos envolvidos no acidente, os policiais identificaram que a placa da motocicleta pertencia a outro modelo e era de outra cor, uma Yamaha YBR; o chassi pertencia a outra CG 125 e o número do motor estava raspado.

Diante dos fatos, a motocicleta foi apreendida e encaminhada para a polícia judiciária de Santo Ângelo.

Fonte: PRF

São Luiz Gonzaga: Mais 16 quadras receberão nova pavimentação com blocos de concreto intertravados

Ao todo, 60 quadras receberão nova pavimentação com blocos de concreto intertravados, um investimento de R$ 7.360.750,48. (Foto: Arquivo/Prefeitura de São Luiz Gonzaga)

Com o valor de R$ 1.848.899,19, serviço será executado pela empresa Norte/Sul Construções, Comércio e Serviços LTDA, de São Nicolau

Uma nova etapa de projetos para melhorias na pavimentação de ruas inicia nos próximos dias. Além das obras em execução, mais 16 quadras receberão nova pavimentação com blocos de concreto intertravados.

A ordem de serviço para início das obras foi assinada pelo prefeito de São Luiz Gonzaga, Sidney Brondani, na última quarta-feira (1º). O projeto será executado pela empresa Norte/Sul Construções, Comércio e Serviços LTDA, de São Nicolau (vencedora do processo de licitação). A obra tem o valor total de R$ 1.848.899,19, sendo R$ 1.720.964,25 destinados para a pavimentação e R$ 127.934,94 para a drenagem pluvial de algumas ruas. O serviço integra a Etapa 4 de obras realizadas com recursos do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), obtido pelo município junto a Caixa Econômica Federal.

ETAPA 4

O projeto irá contemplar as seguintes ruas: Fernando Machado (entre as ruas Gen. Lima e Júlio de Castilhos); Rui Ramos (entre as ruas Andrade Neves e Benjamin Constant); Travessa Adjalma Amaral (entre as ruas Cel. Manduca Cipriano e Cel. Charnaneco); Álvaro Batista (entre a Rua Venâncio Aires e Av. Senador Pinheiro Machado); Borges do Canto (entre as ruas Bento Gonçalves e Gen. Lima); Travessa Brasil (entre as ruas Eduardo M. Garcia e Sete de Setembro); Travessa Raul Dias Leal (entre a Bento Gonçalves e o final da travessa); Frutuoso da Fontoura (entre as ruas Silva Jardim e Jayme Caetano Braun); Homero Batista (entre as ruas Silva Jardim e David Canabarro); Brigadeiro Martins (entre as ruas Mal. Floriano Peixoto e Silva Jardim); Vasco Alves (entre as ruas Mal. Floriano e Silva Jardim); Barão da Passagem (entre as ruas Bento Gonçalves e Gen. Lima); Gen. Osório (entre as ruas Rio Branco e Dinarte V. Marques); 1º de Março (entre as ruas Homero Batista e João Goulart) e Edmar Fabrício (entre as ruas Benjamim Constant e Raposo Tavares).

ETAPAS 1 E 2

Os recursos do FINISA também são utilizados para a execução de mais obras utilizando blocos intertravados. Os serviços são realizados pela Pavimentadora Jantsch Eireli e pela empresa Max Mello do Couto, vencedoras dos processos de licitação. Os projetos estão em andamento e são acompanhados pelo secretário de Planejamento, João Venquiaruti e pelo engenheiro civil Marcus Vinicius do Prado.

Os contratos das Etapas 1 e 2 abrangem 44 quadras. A pandemia de COVID-19 e a instabilidade no tempo afetaram o cronograma de realização dos serviços. Ao todo, 60 quadras receberão nova pavimentação com blocos de concreto intertravados, um investimento de R$ 7.360.750,48 (Etapas 1,2 e 4).

As quadras que integram as Etapas 1 e 2 estão disponíveis no link https://bit.ly/3e109gt.

Por Larissa Dorneles / Assessora de Imprensa da Prefeitura de São Luiz Gonzaga

Capitã Liliane fala sobre atuação da Patrulha Maria da Penha em São Luiz Gonzaga

(Foto: divulgação)

Oficial do 14º BPM também destacou campanhas para denunciar agressores

A capitã Liliane Engers Fracalossi Frohlich, do 14º Batalhão de Polícia Militar, falou nesta sexta-feira (3) sobre a Patrulha Maria da Penha. Criada em 2012 e hoje atuando em dezenas de municípios do estado, a patrulha está operando em São Luiz Gonzaga desde abril deste ano.

O efetivo é formado pelas autoridades policiais e conta com apoio de outras entidades do município como o Condemulher, que juntos formam uma grande rede de proteção. Segundo a oficial, entre os objetivos da patrulha está a orientação, prevenção e oferta de ferramentas para que as mulher vítimas de violência consigam romper o ciclo e denunciar o agressor.

A fiscalização das medidas protetivas de urgência também faz parte da rotina deste efetivo. Ontem, por exemplo, em uma dessas fiscalizações, se depararam com o agressor na casa da vítima. Ele foi preso em flagrante e após emissão de uma certidão de vulnerabilidade teve a prisão preventiva decretada. “Essa ação mostra a importância do nosso trabalho de campo”, comentou Liliane. Ela ainda acrescentou que a ação não se restringe à fiscalização, mas ao encaminhamento para apoio psicológico e, em alguns casos, até de alimentos.

A importância deste trabalho da Brigada Militar ganha mais importância neste período de pandemia. Dados da Secretaria Estadual da Segurança Pública mostram um aumento dos índices de violência por causa do isolamento. Liliane explica que agora os agressores estão mais tempo em casa, o que dificulta a vítima denunciar.

É pensando nessa mudança de horários de órgãos públicos e dificuldade para denunciar que foram criadas as campanhas “Sinal Vermelho” e “Máscara Roxa”. Ambas devem contar com apoio das redes de farmácia, que podem se voluntariar entrando em contato com a Brigada Militar. A primeira consiste na vítima desenhar um “x” na mão ou em um papel e entregar ao atendente. Ele saberá que aquela pessoa precisa ser acolhida. O mesmo ocorre com a “Máscara Roxa”. A vítima deve pedir ao funcionário um máscara roxa e, com esse código, ele entenderá que a mulher precisa de ajuda.

A capitã Liliane comentou ainda que os telefones 180, 190 e 0800 541 0803 (telefone lilás) são canais que as vítimas de violência também podem contatar. É importante que elas tenham consciência que a ajuda existe e que não ficarão desamparadas. Denuncie!

Fonte: Rádio São Luiz 

Governo e entidades cancelam a realização da Expointer 2020

(Foto: divulgação)

Decisão levou em conta incertezas diante da pandemia e a dificuldade para restringir presença de público

As entidades copromotoras da Expointer 2020, em comum acordo com a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), decidiram cancelar o evento que ocorreria no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, devido à pandemia do coronavírus.

Nota Oficial – Expointer 2020

 As entidades copromotoras da Expointer 2020 – Farsul, Ocergs, Simers, Fetag, Febrac e o município de Esteio -, em conjunto com a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), vêm a público comunicar que, de comum acordo, decidiu-se pelo cancelamento do histórico evento aberto ao público no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio-RS, em função da pandemia causada pela Covid-19.

Ao mesmo tempo, registra-se que provas técnicas de associações de produtores e atividades de julgamento de animais serão prioritariamente consideradas, observados os protocolos de saúde pública e sem a participação de público visitante.

Por fim, salienta-se que a decisão ora tomada, fundamenta-se em critérios de adequação às normas sanitárias, ao tempo em que reafirma-se a importância do evento agropecuário para a sociedade gaúcha.

Esteio, 02 de julho de 2020.

– Luis Antônio Covatti, secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural
– Gedeão Pereira, presidente da Farsul
– Vergilio Perius, presidente da Ocergs
– Cláudio Bier, presidente do Simers
– Carlos Joel da Silva, presidente da Fetag
– Leonardo Lamachia, presidente da Febrac
– Leonardo Pascoal, prefeito de Esteio

Fonte: Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural

Prefeitos e secretários municipais de saúde discutem protocolo regional para tratamento da Covid-19

(Foto: divulgação/AMM)

Encontro foi realizado de forma virtual

O coordenador regional de Saúde, Iury Sommer Zabolotsky, falou nesta sexta-feira (3) sobre reunião realizada ontem com secretários municipais de saúde e prefeitos da região para tratar sobre um protocolo regional de atendimento para pacientes com a Covid-19. Iury comentou que as equipes têm observado que quando alguns tratamentos são iniciados precocemente o resultado tem sido mais positivo.

“Em algumas situações conseguimos evitar a internação e se não se evita a internação, muitas vezes evita a necessidade de UTI”, explicou. As observações foram apresentadas pelo médico infectologista Sérgio Jaskulski e pelo diretor técnico do Hospital São Luiz Gonzaga, José Renato Grisolia. A ideia, segundo o coordenador, é oportunizar um protocolo que possa tratar pessoas desde o primeiro contato por suspeita, na ESF.

“A demora para termos um resultado, pois a coleta leva em média três dias e para teste rápido precisa de dez dias após sintomas ou contato com quem tenha o vírus, faz com que a espera seja bastante prejudicial”. Iury frisou que não se trata de um protocolo estadual, mas de uma orientação em cima do que tem sido observado com os pacientes já tratados. “Não sei se todos vão aderir. Depende da avaliação médica. Cada profissional vai avaliar e ver qual medicamento será disponibilizado”, comentou.

Ele citou o exemplo da hidroxicloroquina, que está sendo usada em alguns casos. Contudo, frisou que a utilização dependerá da aval médica e de uma série de exames como eletrocardiograma, raio-x, tomografia, entre outros. “O médico vai avaliar o histórico de comorbidades do paciente e decidir o que é melhor”, concluiu.

Iury também falou sobre a estrutura de leitos de UTI da região. Em março haviam 24, hoje são 38 e deveremos passar para 43. Outra preocupação é quanto aos respiradores, equipamentos que São Luiz Gonzaga cobra destinação há vários meses. Existe previsão de destinação de cinco, mas ainda não há data.

Por fim, ele também comentou a expectativa da nova classificação das bandeiras. Segundo levantamento da coordenadoria, os indicadores da região foram melhores do que se projetava, mas é preciso observar que o estado avalia os dados da macrorregião e de todo o território gaúcho, portanto alguns índices podem fazer com que a gente acabe seguindo no protocolo da bandeira vermelha. O anúncio será feito pelo governador ainda hoje.

Fonte: Rádio São Luiz

Ouvintes registram a formação de geada em São Luiz Gonzaga e região

Em alguns locais a mínima foi negativa

A sexta-feira (3) amanheceu com formação de geada em diversos pontos da região. A mínima registrada, conforme relato de ouvintes, chegou a -1º em algumas localidades. Hoje o dia será de sol, com aumento de nuvens no decorrer da tarde. A máxima não deve passar dos 13º.

Amanhã a mínima prevista é de 5º e a máxima de 18º. Não há previsão de geada. Para domingo, novo aumento da temperatura: mínima de 14º e máxima de 19º. O dia será de sol com muitas nuvens durante o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora. Volume estimado de 15mm, conforme o portal Climatempo.

Fonte: Climatempo