João Iuri diz que “cidade será destruída” se obras da Corsan seguirem como estão

Arquivo/Rádio São Luiz

Vereador também abordou outros assuntos durante entrevista nesta segunda-feira, 11

O vereador João Iuri de Oliveira, do PSD de São Luiz Gonzaga, participou do Olho Vivo desta segunda-feira, 11, para falar sobre pedidos de informações e proposições que encaminhou na Casa Legislativa.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Ruas sem pavimento

Conforme o parlamentar, uma das pautas foi sobre o número de quadras sem pavimentação no município. Um dos dados apresentados a ele pela Secretaria de Planejamento é que o total é 1.182 vias. Ele ponderou que esse número é exagerado e que havia observado em um rascunho o número de 532. A dúvida sobre o número real tem o intuito de elaborar planejamento estratégico no intuito de conseguir avançar nessas pavimentações futuramente.

Parque Centenário

João Iuri também falou sobre as matrículas do Parque Centenário. Recentemente, a Câmara aprovou que o Automóvel Cube São Luiz faça uso de uma determinada área, mas para fazer a gestão deste espaço é preciso saber qual de fato é o espaço do Parque.

Obras da Corsan e os danos nas vias

O parlamentar ainda sugeriu uma reunião com a Comissão de Infraestrutura da Câmara, o Executivo, a empresa que está realizando as obras e a Corsan para discutir as intervenções nas ruas do município. Ele pontuou que se continuar como está “a cidade vai ser destruída”. João Iuri entende que é preciso recuperar as vias antes de avançar para a abertura de novos buracos, pois os avanços das obras do esgotamento não estão proporcionais à recuperação do pavimento. Ele ainda defendeu a aplicação de multa caso a empresa não cumpra com o acordado.

Progressão de carreira para servidores de saúde

João Iuri também falou sobre a progressão de carreira dos servidores da saúde, que ainda não foi colocada em folha. Ele citou o decreto que por dois anos proibiu o aumento de salário, gerando perda real nos vencimentos, reforçando a necessidade de complementar essas vantagens para a categoria.

Ginásio Programa de Prevenção à Violência (PPV)

Por fim, o vereador comentou sobre o Ginásio PPV, no Bairro Itapevi. Ele solicitou que o município decida se a gestão do local ficará sob responsabilidade da Secretaria de Saúde ou da APDL. No entendimento do vereador, é melhor que fique sob a gestão da APDL. Ele inclusive disse que poderia obter uma emenda parlamentar para o local.

Fonte: Rádio São Luiz