Homem acusado pelo MPRS é condenado a 10 anos de prisão por tentativa de feminicídio em São Luiz Gonzaga

Divulgação/MPRS

Na tarde desta quarta-feira, 10, um homem foi sentenciado a 10 anos de reclusão pela tentativa de feminicídio contra sua ex-namorada. O crime, ocorrido em fevereiro de 2017, ocorreu em São Luiz Gonzaga.

Receba nossas notícias pelo WhatsApp

Segundo a denúncia do Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS), o motivo do crime foi a recusa da vítima em reatar o relacionamento com o réu. Na época, o réu já estava submetido a uma medida protetiva de urgência, que o proibia de se aproximar da vítima, mas ele encontrou a vítima em uma praça e questionou sobre o relacionamento de ambos. Como a ex-companheira recusou reatar o namoro, o réu utilizou um facão para desferir um “pranchaço” e em seguida a atacou com um canivete, atingindo-a no peito.

Por causa dos ferimentos, a vítima teve que passar por duas intervenções cirúrgicas.

Durante o julgamento, os jurados acolheram integralmente as solicitações do MPRS, condenando o réu por tentativa de homicídio duplamente qualificado, considerando o motivo fútil e a prática do crime em contexto de violência doméstica. A tese defensiva de desistência voluntária foi rejeitada pelos jurados.

O promotor de Justiça Vinícius Cassol, presente no plenário, ressaltou a importância da decisão: “Ouvimos o depoimento emocionante da vítima, que, até os dias atuais, após sete anos do acontecimento, sofre as consequências do covarde ataque que sofreu. Parabenizo a comunidade de São Luiz Gonzaga, representada pelos sete jurados, por fazer justiça neste caso específico, reiterando que atos de violência contra a mulher não serão tolerados em nossa comarca”.

Fonte: Rádio São Luiz com informações do MPRS