Destaques Principais

Comarca de Santo Antônio das Missões tem nova juíza titular

(Foto: divulgação/Comarca de Santo Antônio das Missões)

Na sexta-feira passada (15) assumiu oficialmente a Comarca de Santo Antônio das Missões a juíza Ana Lúcia Todeschini Martinez. Em virtude da pandemia, o ato simbólico ocorreu com público reduzido e com utilização de máscaras.

A magistrada, de 37 anos, é casada e tem um filho. Natural de São Paulo, a juíza se formou em 2005 na cidade de Jacarezinho, no Paraná. Por quase 12 anos ela trabalhou no Tribunal Regional Eleitoral paranaense, até que no final do ano passado passou no concurso para assumir como juíza substituta no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul.

A concretização desta etapa era um sonho e objetivo pessoal e da família. “Aqui no Rio Grande do Sul temos o celeiro de todo ensino jurídico. É um orgulho e uma satisfação imensa fazer parte do judiciário gaúcho. Sempre que tínhamos alguma dúvida jurídica sobre um caso muito complicado, o primeiro tribunal que pesquisávamos, para saber se tinha jurisprudência, era o do Rio Grande do Sul”, comenta.

Desde janeiro, a juíza Ana Lúcia estava em Porto Alegre, onde realizou o curso de formação. O período de aulas teóricas e práticas, que é longo, foi afetado pela pandemia de coronavírus, mas logo que houve a confirmação da comarca escolhida ela iniciou o processo de mudança para Santo Antônio das Missões. “Fizemos reuniões por Skype com servidores, estagiários, oficiais de justiça, para nos conhecer”, revela.

Sobre a demanda da comarca, a magistrada explica que há uma quantidade razoável de processos represados, tanto para sentença quanto para despacho. Além disso, mais de 400 estão esperando designação de audiência. A comarca ficou mais de um ano sem juiz titular, o que naturalmente ocasionou um acúmulo.

Com a questão pandêmica, não é possível realizar atos presenciais. O seguimento só pode ser dado em processos eletrônicos.

Entre as alternativas buscadas para minimizar os efeitos da pandemia, está um convênio com a OAB, para que os processos cíveis sejam digitalizados e assim os prazos judiciais possam voltar a ter uma resposta efetiva da Justiça.  Também está sendo avaliada a possibilidade de videoconferência para tentar dar andamento às audiências.

“Para fazer essa digitalização existe uma ordem de serviço, que deve ser assinada nos próximos dias, que estipula que o advogado vá até o fórum e retire – com horário agendado – a relação de processos que ele vai levar para casa e digitalizar”, conclui a juíza Ana Lúcia Todeschini Martinez.

Fonte: Rádio São Luiz

Ação desenvolvida na Uergs – São Luiz Gonzaga é selecionada para livro publicado pela Sociedade Brasileira de Ciência do Solo

Projeto realizado na Área Experimental da Uergs para estudantes do curso de Agronomia. (Foto: divulgação/Uergs)

Um projeto de popularização da ciência do solo em ambiente escolar, coordenado por Rosicler Backes, professora da Uergs São Luiz Gonzaga no Curso de Agronomia, foi um dos selecionados para compor a primeira edição do livro “Iniciativas de Educação em Solos no Brasil”. A publicação foi organizada pela Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, e reuniu 78 ações, de diferentes regiões do país. A iniciativa desenvolvida na Uergs objetiva promover a valorização e conservação da terra, por meio de um manejo que reduza os impactos negativos durante o uso do solo.

De acordo com Rosicler, o Projeto surgiu a partir da necessidade de se repensar a utilização do solo, principalmente em atividades agropecuárias. Em parceria com escolas de Ensino Fundamental, agricultores locais e demais apoiadores, são desenvolvidas palestras, oficinas e outras ações que buscam produzir conhecimento e compartilhá-los com a comunidade.

O foco do estudo de Rosicler está na compactação do solo, causado, entre outros fatores, pela mecanização das atividades agrícolas. A professora afirma que esse tipo de degradação faz com que o solo tenha resistência ao crescimento de raízes, fazendo com que as plantações se desenvolvam de maneira superficial. Seus estudos comprovam que é possível observar que a infiltração da água na terra é reduzida, e isso impacta tanto o desenvolvimento saudável das plantas quanto o próprio abastecimento dos lençóis freáticos.

“O solo é um recurso natural. Um dos bens mais valiosos e merecedores de proteção. É essencial a todos os seres, ao exercer funções vitais como produção de alimento, regulação dos ciclos biogeoquímicos da água e carbono, preservação da biodiversidade e várias outras finalidades”, completa a professora.

Além da coordenadora, integram o Projeto outros professores da Uergs, dos cursos de Agronomia e de Gestão Ambiental.

Fonte: Assessoria de Comunicação da UERGS

Mais de vinte mil itens foram arrecadados na campanha do agasalho deste ano

Distribuição segue até sexta-feira (22). (Foto: Kelvin Morais/Rádio São Luiz)

Iniciou ontem (20), em São Luiz Gonzaga, a distribuição dos agasalhos da campanha 2020. A iniciativa, liderada pelo 4º Regimento de Cavalaria Blindado e desenvolvida em parceria com a Secretária de Ação Social e Comunitária, ACI, Sindilojas, Senac e farmácia São João, visa atender a comunidade são-luizense que precisa de artigos de inverno.

Neste ano, a campanha foi antecipada para que as pessoas tivessem acesso ao material antes da chegada do frio. Em virtude da pandemia, também foram tomadas uma série de cuidados para evitar aglomerações.

Conforme o Coronel Bernardo, Comandante do Regimento, foram adotadas as medidas de profilaxia e controle. Na entrada há um posto de triagem, com equipe sanitária aferindo a temperatura, distribuindo luvas, verificando o uso correto da máscara e orientando quanto a distância de dois metros que, inclusive, está demarcada no chão.

O período de distribuição também foi ampliado e passou a ser de quatro dias. Este escalonamento faz com que menos pessoas se dirijam ao local na mesma data.

Por fim, o Comandante do Regimento destacou que mais uma vez a comunidade colaborou e há muito mais agasalhos do que pessoas inscritas. Houve até a quebra de recorde de arrecadação comparada ao ano passado. Mais de 20 mil itens foram angariados. Caso ocorram sobras, o material será distribuído para outras pessoas na área de responsabilidade do município.

Fonte: Rádio São Luiz

Áreas de instabilidade começam a entrar pela fronteira no fim do dia de hoje

Chuvas expressivas devem atingir a região amanhã (21). (Foto: arquivo/Rádio São Luiz)

Nesta quarta-feira (20), os  ventos voltam a soprar do quadrante norte/noroeste e trazem um ar mais aquecido para a região. Com isso, as temperaturas sobem rapidamente e podem chegar aos 28º.

No fim do dia, áreas de instabilidade começam entrar pela fronteira. Amanhã o dia será de chuvas, que podem ser fortes e acompanhadas de temporais. A expectativa é que os volumes sejam expressivos.

Na sexta-feira ainda tem chuva na primeira metade do dia, mas para o fim da tarde uma massa de ar polar entra no estado, firma o tempo e derruba a temperatura.

Fonte: Somar Meteorologia

Teste rápido confirma mais um caso de coronavírus em São Luiz Gonzaga

(Foto: reprodução)

Homem reside em São Luiz Gonzaga e teve contato com colega de trabalho, cujo pai, morador de São Borja, teve coronavírus.

Por meio de teste rápido, mais um caso de COVID-19 foi confirmado em São Luiz Gonzaga. O paciente é um homem de 41 anos, morador do Bairro Monsenhor Wolski, mas que trabalha em outro município.

O teste rápido foi realizado durante investigação epidemiológica padrão executada pela Secretaria de Saúde. O paciente não apresentou nenhum sintoma da doença, sendo o único com resultado positivo na investigação. Ele está em isolamento domiciliar e recebe o acompanhamento da Secretaria de Saúde.

Também na terça-feira, a pasta foi informada que duas amostras encaminhadas no domingo (17) para exames no Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (LACEN/RS) obtiveram resultados NEGATIVOS para COVID-19. As pacientes (duas mulheres, de 46 e 50 anos) tiveram contato com pessoa infectada pelo vírus e apresentaram sintomas leves de síndrome gripal. Devido ao prazo necessário de dez dias após o início dos sintomas não ter sido completado, não foi possível realizar testes rápidos nas pacientes, sendo as amostras enviadas ao LACEN.

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado na terça-feira (19), o município registra dez casos de COVID-19, dois confirmados pelo LACEN/RS e oito por meio de testes rápidos. A Secretaria de Saúde também realiza o monitoramente de 12 pessoas com síndrome gripal. Atualmente, o município não registra nenhuma internação em virtude do coronavírus.

ATENDIMENTO

A Secretaria de Saúde solicita às pessoas que apresentarem sintomas respiratórios que procurem a ESF Centro, a qual realiza o atendimento exclusivo desses casos. A unidade de saúde está localizada na Rua São João, nº 1455 e atende em três turnos, das 7 horas ao meio-dia, das 13 horas até às 16 horas e das 18 horas até às 22 horas, de segunda a sexta-feira. Atendimento também pelo número 3352-9089.

 Por Larissa Dorneles / AI Prefeitura de São Luiz Gonzaga com informações da SEMSA

Novo comandante do 4º RCB será o Tenente-Coronel Leonardo Faulhaber Martins

(Foto: 1º Sgt Eberson/4ª Bda C Mec)

Foi divulgado na terça-feira passada (12) o nome do novo oficial que comandará o 4º Regimento de Cavalaria Blindado a partir do ano que vem. É o Tenente-Coronel Leonardo Faulhaber Martins, que já teve passagem pelo Regimento Dragões do Rio Grande em 2010, quando ainda era capitão.

Recentemente, o militar foi Chefe do Estado-Maior da 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, sediada em Santiago, e Instrutor Chefe do Curso de Cavalaria da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais – EsAO, no Rio de Janeiro, esta última a função mais recente. O Tenente-Coronel Faulhaber assumirá a função do Coronel Bernardo, recentemente promovido.

A passagem de comando tradicionalmente ocorre em janeiro, mas ainda não data confirmada.

Fonte: Rádio São Luiz

 

Polícia Civil recupera câmeras de monitoramento que haviam sido furtadas da prefeitura de São Luiz Gonzaga

(Foto: divulgação/PC)

Na tarde desta terça-feira (19), a Polícia Civil, em ação da Delegacia de Polícia de São Luiz Gonzaga, recuperou as câmeras de monitoramento que haviam sido furtadas do prédio da Prefeitura Municipal.

Conforme a Delegada de Polícia Elaine Maria Schons, no dia 15 de maio, a Prefeitura Municipal de São Luiz Gonzaga teve algumas portas e janelas danificadas, mas aparentemente nenhum objeto foi subtraído do interior do prédio. No entanto, as câmeras de monitoramento do local foram arrancadas e levadas pelo autor do crime.

Após verificarem as imagens do sistema de monitoramento, os policiais iniciaram as diligências e identificaram um suspeito de ser o autor do fato. Ao localizaram o homem, os policiais o indagaram sobre o crime, o qual acabou confessando e mostrando o local onde havia deixado as câmeras subtraídas.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Polícia Civil

Homem morre em acidente de trânsito no interior de Roque Gonzales

(Foto: divulgação/BM)

A vítima foi identificada como Renan Palhano, 26 anos, natural de Porto Xavier.

Por volta do meio-dia desta terça-feira (19), a guarnição da Brigada Militar de São Pedro do Butiá recebeu a informação de havia ocorrido um grave acidente de trânsito na Linha Saltinho, interior de Roque Gonzales. No local, foi constatado que uma motocicleta, sem sinais identificadores, que deslocava-se da Linha Saltinho direção ao Rincão do Meio colidiu lateralmente com o caminhão GM/60, que vinha em sentido contrário. O condutor da motocicleta, devido ao impacto, morreu na hora.

A Polícia Civil foi informada para tomar as providências de polícia judiciária. A guarnição de serviço realizou as medidas administrativas e isolamento do local.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Brigada Militar

Prefeitura de São Luiz Gonzaga receberá recurso de R$ 200 mil para aquisição de EPIs e testes rápidos de COVID-19

Entrega da informação de destinação do recurso ocorreu na segunda-feira. (Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

Valor é oriundo de emenda parlamentar do deputado federal Jerônimo Goergen

 A Prefeitura de São Luiz Gonzaga será contemplada com recurso, no valor de R$ 200 mil, para custeio de atividades da Secretaria de Saúde. O valor será destinado via emenda parlamentar, indicada pelo deputado federal Jerônimo Goergen (Progressistas).

A entrega da informação de envio do recurso ocorreu na segunda-feira (18), no gabinete do prefeito Sidney Brondani. O documento foi entregue pelo vereador Paulo César da Trindade Garcia (Fraguinha), o qual atuou na busca pelo recurso junto ao gabinete do deputado. A reunião também contou com a participação da secretária de Saúde, Clari Ramborger.

Na ocasião, o prefeito agradeceu o auxílio destinado à Secretaria de Saúde, principalmente devido ao desafio que a área da saúde enfrenta em todo o país. “Passamos por um momento delicado em virtude da pandemia de COVID-19, o que torna ainda mais necessário fortalecer e preparar o nosso sistema de saúde para atender a população. Agradeço ao deputado Jerônimo Goergen pela indicação do recurso ao município e parabenizo o vereador Paulo Fraga pela atuação”, ressaltou.

O recurso será repassado do Fundo Nacional de Saúde para o Fundo Municipal de Saúde. De acordo com a secretária Clari Ramborger, o valor deverá ser utilizado para a aquisição de equipamentos de proteção individual (EPIs) para as equipes que atuam na Atenção Básica e testes rápidos para COVID-19.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de São Luiz Gonzaga

Prefeito Juca Dutra comenta entraves no repasse dos recursos federais

(Foto: arquivo/Rádio São Luiz)

O prefeito de Bossoroca, José Moacir Fabrício Dutra, comentou hoje (19) sobre as ações das esferas estadual e federal no enfrentamento da pandemia. Juca lembrou que nesta quinta-feira (21), governadores e o presidente da República devem se reunir para discutir a reabertura econômica, o auxílio financeiro aos estados e, consequentemente, aos municípios.

É este último tópico que mais tem preocupado os gestores municipais, pois, conforme o prefeito, há uma “confusão” muito grande e o dinheiro acaba não chegando. Ele criticou os muitos anúncios de recursos feitos pelo congresso, mas que acabaram “trancando”, pois, segundo Juca, é sabido que a União não tem todo o valor.

Ele também destacou que será preciso um controle maior do dinheiro, pois como a situação pandêmica flexibilizou muitos processos de contratação de serviços e compras de materiais, passou a haver um gasto sem controle no Brasil.

Por fim, Juca comentou sobre os mutirões que vêm sendo realizados visando prevenir o surgimento de casos de dengue que, somados ao problema do coronavírus, trariam problemas ainda maiores para a população. Outra dificuldade destacada pelo prefeito foi a estiagem, que gera preocupação e prejuízos aos produtores, que no momento aguardam os bancos prorrogarem os prazos dos contratos já realizados.

Fonte: Rádio São Luiz