Militares do 4° RCB participam do 11º Contingente da Força-Tarefa Logística Humanitária

(Divulgação/4º RCB)

São Luiz Gonzaga – No período de 15 de maio a 15 de setembro de 2021, militares do 4° Regimento de Cavalaria Blindado participaram da Operação Acolhida, como integrantes do 11º Contingente da Força-Tarefa Logística Humanitária. A Operação Acolhida é a resposta do Governo Brasileiro ao aumento exponencial do fluxo migratório de entrada de imigrantes e refugiados, advindo da crise humanitária na Venezuela.

Receba as nossas notícias no WhatsApp

Iniciada em 2018, a gestão da referida operação é feita por intermédio do Comitê Federal de Assistência Emergencial – CFAE, instituído pela Lei n° 13.684, de 21 de junho de 2018, sendo composta por 12 Ministérios e Coordenado pela Casa Civil da Presidência da República. A Força-Tarefa é composta por militares da Marinha, Exército e Aeronáutica, e tem por finalidade prestar o apoio logístico à maior operação humanitária da atualidade. Cada Contingente, permanece por um período de 4 (quatro) a 5 (cinco) meses na missão. O 11º Contingente foi comporto por cerca de 80% de militares oriundos do Comando Militar do Sul.

O 4° Regimento de Cavalaria Blindado, enviou para a Operação um efetivo de 10 militares, composto pelo: Capitão Thiago Jorge Moreira, Capitão Gean Teixeira Vasconcellos, 1º Tenente João Augusto Ferreira Soares, 1º Tenente José Valdecir Kreuning, 2° Sargento Cláudio Ricardo Guimarães Fontoura, 2º Sargento Antonio Marcos Souza Rodrigues da Costa, 3° Sargento Roger Hamren Daros, 3° Sargento Thayná Lapa Martins.

A atuação dos militares do 4º RCB contribuiu para o cumprimento dos objetivos propostos pela Força-Tarefa, com destaque para a reconstrução das estruturas da Operação Acolhida em Manaus, destruídas por uma tempestade; o aumento da capacidade de abrigamento para cerca de 2.000 vagas; a retomada das atividades de Ordenamento da Fronteira após medidas de flexibilização da entrada de venezuelanos para fins humanitários, com o aumento para 2.500 interiorizações mensais; e, a vacinação de todos os imigrantes contra o Covid-19.

Agindo com entusiasmo, disciplina, espírito de cumprimento de missão, os nossos militares trabalharam exemplarmente uma nobre missão, de levando esperança, aos irmãos venezuelanos que adentram em solo brasileiro em busca de um futuro melhor.

Fonte: Assessoria de Comunicação do 4º RCB