Religião

Igreja Assembleia de Deus vai inaugurar reforma do templo no próximo dia 5

(Foto: Divulgação)

Rádio São Luiz transmite o evento a partir das 19h

A igreja Assembleia de Deus vai inaugurar as obras de reforma do templo no próximo dia 5 de novembro, quinta-feira. A programação inclui culto, às 19h, com número reduzido de pessoas por conta da pandemia. A Rádio São Luiz transmite o evento.

Conforme o pastor presidente José Martins do Amarante, o processo de reforma iniciou na segunda quinzena de janeiro. Foi construída uma galeria, colocado gesso no lugar do forro antigo, porcelanato no piso, entre outras melhorias.

Está sendo organizado cronograma com cultos de sexta até domingo para que todos possam ver a reforma respeitando os protocolos sanitários. Para a inauguração são aguardadas autoridades civis e religiosas.

Por conta da transmissão do evento, às 19h, a Rádio São Luiz vai transmitir a Voz do Brasil mais tarde, a partir das 21h.

Fonte: Rádio São Luiz

Secretaria Municipal de Saúde divulga orientações para a visitação ao Cemitério Municipal no Dia de Finados

(Foto: Divulgação)

Para evitar acidentes, recomenda-se o extremo cuidado com a utilização de álcool em gel para higienização das mãos devido à presença de velas nas sepulturas, covas e outros

A Secretaria de Saúde, por meio da Vigilância Sanitária, divulga recomendações para as pessoas que irão ao Cemitério Municipal no Dia de Finados (2 de novembro). Devido ao intenso movimento registrado no local, o setor pede que os visitantes adotem algumas medidas de proteção para evitar a disseminação do coronavírus.

-Utilização de máscara de proteção facial;

– Manter a distância social mínima de 1,5 metro de pessoas que não integram o grupo familiar;

– É recomendável a permanência no local por curto período;

– Lembre-se que ao tocar em superfícies, sua mão pode estar/ser contaminada. Leve preferencialmente uma garrafinha com água e sabão para limpar as mãos ao entrar e sair do cemitério;

IMPORTANTE: Para evitar acidentes, recomenda-se o extremo cuidado com a utilização de álcool em gel para higienização das mãos devido à presença de velas nas sepulturas, covas e outros;

– Incentivar pessoas do grupo de risco a evitarem ir ao cemitério;

– Pessoas com febre, tosse, congestão nasal, coriza, dor de garganta, fadiga, cansaço, diarreia e dificuldade de respirar devem evitar ir ao cemitério. A progressão dos sintomas indica que se deve procurar com urgência um atendimento médico.

Os pacientes que apresentarem sintomas devem se dirigir a ESF Centro (na Rua São João, nº 1455) a qual realiza o atendimento exclusivo desses casos. A unidade de saúde atende em três turnos, das 7 horas ao meio-dia, das 13 horas até às 16 horas e das 18 horas até às 22 horas, de segunda a sexta-feira. O ambulatório também realiza atendimento aos sábados, das 7 horas ao meio-dia e das 13 horas até às 19 horas.

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde

Licença para reforma de jazigos deve ser retirada na Secretaria de Ação Social e Comunitária

(Imagem: Divulgação)

Pasta atende de segunda a sexta-feira, das 8 horas até às 14 horas  

Com a proximidade do Dia de Finados (02 de novembro), a Secretaria de Ação Social e Comunitária lembra aos munícipes que possuem familiares sepultados no Cemitério Municipal, que é necessário informar a pasta sobre reformas nos jazigos. O requerente precisa retirar junto a secretaria uma licença para a realização de melhorias.  

Em novembro de 2019, a Administração Municipal publicou a lei nº 6.006, a qual alterou a redação da lei 5.886/2018, que disciplina as normas sobre concessão de terrenos, taxas de renovação, sepulturas, fiscalização e demais funcionamento do Cemitério Municipal. A lei nº 6.006/2020 está disponível no link https://www.saoluizgonzaga.rs.gov.br/site/leis/62657-altera-a-redacao-da-lei-58862018-que-dispoe-sobre-%E2%80%9Cdisciplina-as-normas-sobre-concessao-de-terreno.    

A Secretaria de Ação Social e Comunitária está localizada junto ao Centro Integrado da Cidadania (CIC), na Rua Silva Jardim, nº 2595. O atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, das 8 horas até às 14 horas. Informações também pelo número (55) 3352-9353. 

Fonte: Secretaria de Ação Social e Comunitária

Irmão Celso Schneider fala sobre retorno dos jesuítas à Região das Missões

(Foto: Divulgação)

Em 2026, chegada da Ordem dos Jesuítas vai completar 400 anos

Após 19 anos desde a última presença de um padre jesuíta na região, a Diocese de Santo Ângelo voltará a ter representantes desta histórica ordem religiosa. Juntos, o irmão jesuíta Celso Schneider e o padre jesuíta Dionísio Korbes, vão assumir a Paróquia de São Miguel Arcanjo, no município de São Miguel das Missões.

Conforme Celso, a decisão foi tomada após muitas conversas com o bispo Dom Liro Vendelino Meurer. “Há alguns anos já se projetava esse retorno, mas a escolha da paróquia não dependia dos jesuítas. A definição por São Miguel das Missões é mais uma casualidade, mas ficou bom por todo o vínculo que há no local”, comentou o religioso. A última presença de um padre da Ordem dos Jesuítas nas Missões havia sido em 2001, em Cerro Largo.

Leia mais: Diocese de Santo Ângelo busca parceria com a Rádio São Luiz para transmitir a Romaria do Caaró

Celso, que está com 72 anos, diz que “sua contribuição com o padre Dionísio se dará – dentro de suas limitações – na pastoral da diocese”. O trabalho efetivo dos dois começa no dia 24 de outubro, mas Celso pretende se instalar na cidade ainda este mês para adiantar e organizar a paróquia para a chegada do padre. Atualmente, Dionísio está em Itapiranga, Santa Catarina.

“Vamos trabalhar para desenvolver a região. Estamos voltando à sombra da pandemia para lançar um olhar para além das ruínas, também queremos colaborar com os amigos da Trilha dos Santos Mártires e eu, pessoalmente, no Santuário do Caaró”, comentou.

Celso Schneider concluiu lembrando da importância histórica dos jesuítas para a região. “A própria Região Missioneira leva esse nome em função de toda a atividade missionária que os jesuítas exerceram aqui. Em 2026, se completam 400 anos da chegada e nós, de certa forma, vamos iniciar os preparativos para essa celebração”, afirmou.

Fonte: Rádio São Luiz

Igreja Assembleia de Deus vai desenvolver projeto “Orando juntos pela nossa Nação Brasileira”

Evento terá 24 horas de duração

Nesta quarta-feira (2/9), a Igreja Assembleia de Deus de São Luiz Gonzaga inicia o projeto “Orando juntos pela nossa Nação Brasileira”. A iniciativa conta com participação dos departamentos infantil, escola dominical, adolescentes, jovens, círculo de oração, missão, 3ª idade e música, e terá duração de 24 horas.

Conforme Carla Brum da Rosa, a ação está baseada no versículo bíblico “se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra”. Ela acrescenta que o objetivo é pedir pela resolução de todos os problemas e dificuldades enfrentados neste período de pandemia.

O ato vai iniciar às 19h30min, com transmissão pelo perfil da igreja no Facebook. Depois, às 21h, inicia o “relógio da oração” cuja contagem terá, a cada meia hora, pelo menos duas pessoas orando. A sequência seguirá esse cronograma até que se complete 24h. A ideia é que as pessoas participem de suas casas, mas haverá também um espaço na igreja para aqueles que desejarem. Carla acrescenta que todos estão convidados a se associarem a esse momento de fé.

Na quinta-feira, quando se encerrar as 24h, haverá outra live pelo mesmo perfil para marcar o encerramento. O pastor, líderes de departamento e músicos vão proferir suas mensagens e louvores para toda a assistência.

Fonte: Rádio São Luiz

Padre Jesuíta Dionísio Körbes vai assumir a paróquia de São Miguel das Missões no dia 24 de outubro

(Foto: Divulgação)

A notícia que tomou a todos na semana passada é mais importante que possamos imaginar: “Os Jesuítas estão voltando”.

Com o pedido oficial ao Provincial dos Jesuítas do Brasil, tramitou o interesse, desde o ano 2017. O tema foi levado e aprovado pela Assembleia dos 30 Povos, que é o evento das comunidades missioneiras do Brasil, Argentina e Paraguai, que ocorre anualmente na primeira Redução Jesuítico-Guarani, San Ignácio Guazú (1609) – Paraguai.

Naquele momento o Irmão Jesuíta Celso Schneider representou os Jesuítas do Brasil e recebeu a incumbência de trazer em mãos o documento, que após muitas negociações, especialmente com a Diocese Angelopolitana, obteve o parecer positivo para o retorno da Companhia de Jesus à área dos 7 Povos das Missões.

A notícia é que o Sacerdote Jesuíta Dionísio Körbes e o próprio Irmão Celso Schneider estão assumindo a Paróquia de São Miguel, local fundamental para a história e valoração do nosso Patrimônio Cultural da Humanidade.

As reduções do lado onde hoje é Rio Grande do Sul, na primeira fase, começaram a ser fundadas em 1626, momento em que tivemos 18 fundações. A Redução de São Miguel Arcanjo, foi fundada em 1632 por Cristóvão de Mendoza e Pedro Romero, próximo a Serra de Santa Maria. Em 1638 foram expulsos para o outro lado do rio Uruguai e finalmente se fixaram onde hoje conhecemos em 1687. Tudo terminou com a expulsão definitiva dos Jesuítas em 1768.

Desde o início dois padres cuidavam da vida religiosa e temporal de milhares de índios em cada redução. Os principais artigos produzidos e exportados eram o mate, o fumo, o algodão, o açúcar, os tecidos de algodão, os bordados, as rendas, os objetos trabalhados em torno, mesas, armários, e baús de madeiras preciosas, esculturas, peles, curtumes e arreios de couro, rosários e escapulários, mel, frutas de várias espécies, cavalos, mulas, e carneiros, assim como e excedente de diversas indústrias, como a de instrumentos musicais e fundidos. Todos eram vendidos à Europa, Corrientes, Santa Fé, Lima, Buenos Aires, entre outros.

Para aqueles que sonham com uma região em pleno desenvolvimento e com inclusão das famílias missioneiras, têm no retorno dos Jesuítas uma feliz notícia de que passamos a contar com lideranças que podem ajudar a iluminar caminhos para reedificar a alegria da Utopia Missioneira, em termos de fraternidade, união e de um cristianismo redivivo pró-geração de riqueza a partir do melhor que a nossa história já produziu e que os grandes escritores do mundo já demonstraram.

A região como um todo está recebendo uma injeção de alegria depois da espera de tanto tempo, especialmente os ligados ao turismo. É certo que outros jesuítas já estiveram na região, mas não em um momento de tanta consciência e vontade de darmos um salto para um novo tempo. É um verdadeiro recomeço. Esperamos muito de seu retorno.

Por José Roberto de Oliveira

Diocese de Santo Ângelo busca parceria com a Rádio São Luiz para transmitir a Romaria do Caaró

Bispo Dom Liro e os padres Tarso, Marcos e Aloísio. (Foto: Luiz Oneide/Rádio São Luiz)

Maior evento diocesano e que todo ano reúne milhares de fiéis, Romaria do Caaró precisou se adaptar ao cenário de pandemia

O bispo da diocese de Santo Ângelo, Dom Liro Vendelino Meurer, acompanhado dos padres Marcos Bialozor e Aloísio Rudel, foi recepcionado, nesta semana, pelo pároco de São Luiz Gonzaga, padre Tarso Alles. A visita teve o objetivo de tratar dos preparativos para a 87ª Romaria do Caaró, que está prevista para ocorrer dia 22 de novembro.

Por causa do cenário pandêmico e da recomendação de distanciamento social, a igreja está buscando alternativas e parcerias para que os romeiros possam acompanhar de suas casas este que é o maior evento diocesano e que todo ano reúne milhares de fiéis. As estratégias envolvem transmissão pelas redes sociais da diocese e o convite para que as emissoras de rádio sejam parceiras nesta transmissão. Em São Luiz Gonzaga, o convite foi feito para o diretor da Rádio São Luiz, Luiz Oneide Nonemacher.

Leia mais: Irmão Celso Schneider fala sobre retorno dos jesuítas à Região das Missões

Conforme o bispo Dom Liro Vendelino Meurer, “ainda não se sabe se até lá haverá uma grande mudança no cenário da crise sanitária e por isso é necessária a preparação especial. O objetivo é que não haja aglomeração”. “Teremos a presença de algumas pessoas para a liturgia, animação e organização, mas a procissão e a própria Santa Missa teremos que delimitar”, explicou Dom Liro.

Segundo o padre Marcos Bialozor, a preparação para o dia da romaria será transmitida pelo Facebook e YouTube da diocese. “Na quinta-feira, sexta-feira e sábado, no período do tríduo, vamos realizar as celebrações nas redes sociais. Pedimos que as pessoas se envolvam com suas preces. Assim, quando tudo isso passar, possam ir até o santuário pagar sua promessa”, destacou.

O pároco de São Luiz Gonzaga, padre Tarso Alles, frisou a parceria com a Rádio São Luiz que há muitos anos transmite a missa dominical e que agora vai divulgar também este grande evento. As autoridades religiosas reconhecem a importância do rádio e buscarão uma emissora parceira em cada município da região.

Tradicionalmente, a Romaria do Caaró ocorre no segundo domingo de novembro, mas neste ano, por causa das eleições que serão realizadas no dia 15, o evento precisou ser transferido para o dia 22. Sobre o período eleitoral e se havia alguma orientação aos fiéis, o padre Aloísio Rudel apenas destacou que a CNBB elaborou uma cartilha que está disponível no site e pediu que os seguidores se orientem pelos critérios do evangelho e não por partido. “Nossas decisões devem ser coerentes com os valores que nós professamos a partir do evangelho”, concluiu.

Fonte: Rádio São Luiz

Pastor da Igreja Cristo é a Solução Encontro com Deus esclarece que cultos estão sendo realizados de forma on-line desde o dia 14 de junho

(Imagem ilustrativa/Divulgação)

Medida foi adotadas nos três templos da congregação

O pastor regional da Igreja Cristo é a Solução Encontro com Deus, José Luiz, falou hoje (21/7) sobre como estão ocorrendo os cultos nos três templos da congregação. Ele explicou que desde o dia 14 de junho, os cultos presenciais foram suspensos em São Luiz Gonzaga, Santo Antônio das Missões e Caibaté.

A forma adotada pela igreja, desde então, foi transmitir os encontros religiosos pelo Facebook. “Estamos passando por dificuldades. Tivemos uma perda enorme que foi o saudoso pastor presidente Airton Borges de Quadros. Nossa igreja semeia amor e pensa na família. Entendemos o que está se passando e estamos tomando todos os devidos cuidados”, esclareceu.

José Luiz entendeu ser necessário o esclarecimento devido ao áudio que circulou citando aglomerações em igrejas. “Nós estamos ajudando e pedindo a consciência. Não é brincadeira. Nosso Deus vai estar sempre ao nosso lado, mas devemos fazer nossa parte”, concluiu.

Fonte: Rádio São Luiz

Diocese de Santo Ângelo informa que missas e encontros religiosos seguem suspensos

(Foto: Kelvin Morais/Rádio São Luiz)

Paróquia de São Luiz Gonzaga está ligada à Diocese Angelopolitana

Em reunião realizada ontem (22), o Conselho de Presbíteros manteve a suspensão das missas, reuniões, encontros, festas e similares, para evitar a aglomeração e manter o que orienta a frase: “fique em casa”. As missas continuarão sendo transmitidas via rádio, Facebook e outras modalidades.

O Conselho  convida todos a colaborar com as autoridades sanitárias e procurar o melhor para o momento. O comunicado destaca que a Campanha da Fraternidade alerta, exatamente, para este período tão delicado: Fraternidade e Vida: Dom e Compromisso.

“Rezemos uns pelos outros. Afastados socialmente, mas unidos na fé”, encerra a nota assinada pelo Bispo Angelopolitano Dom Liro Vendelino Meurer.

Fonte: Diocese de Santo Ângelo

Missa do Domingo de Ramos será transmitida pela Rádio São Luiz

Como forma de prevenir a disseminação do coronavírus COVID – 19, há duas semanas foi editado decreto pela Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), suspendendo as celebrações religiosas da igreja. Assim, para oportunizar que os fiéis possam celebrar o tradicional Domingo de Ramos, o pároco de São Luiz Gonzaga, padre Tarso Alles, recomendou que os religiosos acompanhem a missa pela Rádio São Luiz 100.9 FM, a partir das 8h deste domingo (5).

Tarso também pediu que o ramo, símbolo dessa celebração, seja colocado na porta da residência. “É um sinal de adesão a Cristo e seu projeto. Ele nos fortalece na nossa fragilidade. Assim como ele caminha firme em direção a Cruz, para a sua ressureição, queremos também caminhar decididos para enfrentar essa pandemia”, disse o padre.

A missa da Igreja Católica é transmitida todos os domingos, a partir das 8h, pela Rádio São Luiz.

Fonte: Rádio São Luiz