Religião

Semana Santa 2021: Papa explica significado de cada um dos dias do Tríduo

Papa Francisco lê seu discurso na biblioteca apostólica. (Foto: Vatican Media)

Na audiência geral na quarta-feira, 31 de março, o Papa Francisco descreveu em que consiste o Tríduo Pascal, os dias centrais do Ano Litúrgico, no qual a Igreja celebra o mistério da Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor.

Em sua catequese realizada na biblioteca do Palácio Apostólico, o Santo Padre enfatizou que o Tríduo Páscoa começa na tarde da Quinta-feira Santa com a Missa da Ceia do Senhor, que comemora os acontecimentos da Última Ceia.

A tarde da Quinta-feira Santa, afirmou o Papa, “É a noite em que Cristo entregou aos seus discípulos o testamento do seu amor na Eucaristia, não como uma lembrança, mas como um memorial, como a sua presença perene”.

“É a noite em que Ele nos pede para nos amarmos uns aos outros, tornando-nos servos uns dos outros, como fez ao lavar os pés dos discípulos. É um gesto que antecipa a cruenta oblação na cruz”, ressaltou.

“Vivemos esse mistério toda vez que celebramos a Eucaristia, quando vamos à missa não vamos apenas rezar, vamos renovar, para fazer esse Mistério novamente pascal, isso é importante não esquecer”, disse o Papa.

A Sexta-Feira Santa “é um dia de penitência, jejum e oração” em que “através dos textos das Escrituras Sagradas e orações litúrgicas, estaremos reunidos no Calvário para comemorar a Paixão a Morte redentora de Jesus Cristo”, explicou o Papa que acrescentou que “adorando a Cruz, reviveremos o caminho do cordeiro inocente imolado por nossa salvação”.

“Na hora do supremo Sacrifício na Cruz, ele realiza plenamente a obra confiada pelo Pai: ele entra no abismo do sofrimento, entra em sofrimento, entra nessas calamidades deste mundo para redimir, transformá-lo e libertar cada um de nós do poder das trevas, do orgulho, da resistência a sermos amados por Deus”, ensinou.

Nesta linha, ele lembrou as palavras de São Pedro “pelas suas chagas nos curou” para enfatizar que “só o amor de Deus pode fazer isso” e acrescentar que “graças a Ele, abandonado na cruz, ninguém está sempre sozinho na escuridão da morte”.

O Santo Sábado, explicou o Santo Padre, “é chamado de dia do silêncio, um grande silêncio por toda a terra, um silêncio vivido no choro e perplexidade dos primeiros discípulos, chocados com a ignominiosa morte de Jesus” porque “enquanto a Palavra está em silêncio, enquanto a Vida está no túmulo, aqueles que esperaram nele são submetidos a julgamento severo, eles se sentem órfãos, talvez também órfãos de Deus.”

“Este sábado também é Dia de Maria: ela também vive em lágrimas, mas seu coração está cheio de fé, cheio de esperança, cheio de amor. A Mãe tinha seguido o Filho ao longo do caminho doloroso e tinha mantido ao pé da cruz, com sua alma perfurada. Mas quando tudo parece ter acabado, ela cuida, ela observa a espera por esperança na promessa de Deus de ressuscitar os mortos. Assim, na hora mais sombria do mundo, ela se tornou Mãe dos Crentes, Mãe da Igreja e sinal de esperança. Seu testemunho e intercessão nos sustentam quando o peso da cruz se torna muito pesado para nós”, destacou.

Em seguida, o Santo Padre explicou o significado da noite de sábado e da Vigília da Páscoa.

“Na escuridão do Sábado santo, irromperão a alegria e a luz com os ritos da Vigília pascal e o canto jubiloso do Aleluia”. É o “encontro de fé com o Cristo Ressuscitado e a alegria da Páscoa durará os cinquenta dias que se seguirão, até a vinda do Espírito Santo”.

“Aquele que tinha sido crucificado é ressuscitado! Todas as perguntas e incertezas, hesitações e medos são dissipados por essa revelação. O Ressuscitado nos dá a certeza de que o bem sempre triunfa sobre o mal, que a vida sempre supera a morte e nosso fim não é descer cada vez mais, da tristeza em tristeza, mas subir ao topo. O Ressuscitado é a confirmação de que Jesus está certo em tudo: nos prometendo vida além da morte e perdão além dos pecados”, disse o Papa.

Por fim, o Santo Padre ressaltou que este ano também viveremos as celebrações da Páscoa “no contexto da pandemia” e acrescentou que as “muitas situações de sofrimento, especialmente quando quem as sofre são pessoas, famílias e populações já provadas pela pobreza, calamidades e conflitos, a Cruz de Cristo é como um farol que indica o porto para navios ainda no mar tempestuoso”.

“A Cruz de Cristo é o sinal de esperança que não decepciona; e nos diz que nem mesmo uma lágrima, nem mesmo um lamento se perdem no projeto de salvação de Deus. Pedimos ao Senhor que nos dê a graça de servir, reconhecer este Senhor e (ao contrário dos soldados) não nos deixemos comprar para esquecê-lo”, concluiu o Papa.

Antes de concluir com a oração do Pai-Nosso o encontro o Santo Padre dirigiu uma saudação aos fiéis de várias línguas, entre elas, os de língua portuguesa:

“Caros irmãos e irmãs de língua portuguesa: celebrando os mistérios centrais da nossa fé, vos exorto uma vez mais a não permitir nunca que vos roubem a esperança e a alegria trazidas por Cristo com a sua vitória sobre a morte. A todos desejo uma santa e proveitosa celebração do tríduo da Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor!”

Fonte: Agência Católica de Informações (ACI)

Dom Liro emite comunicado de suspensão de celebrações e serviços religiosos na Diocese

(Divulgação)

Na manhã dessa sexta-feira, 26 de fevereiro, o Bispo Diocesano, Dom Liro Vendelino Meurer, emitiu comunicado à todas as Paróquias, ao Clero, e lideranças pastorais, através do qual informa que todas as celebrações e serviços religiosos estão suspensos na Diocese até o dia 08 de março.

A orientação deve-se a situação de agravamento na qual se encontra o Estado do Rio Grande do Sul. “Nos últimos dias, temos acompanhado do crescente número de contágios pela pandemia da COVID-19, bem como a superlotação das UTIs em todas as regiões do Estado. Diante disso, a Igreja deve colaborar com o Estado na missão de promover a vida e conter o avanço do vírus”.

Segue, abaixo, o comunicado na íntegra:

Fonte: Diocese de Santo Ângelo

Celebração na internet lança a 44ª Romaria da Terra

Sem romaria em 2021 devido à pandemia, live relembrou história e reforçou convite para 2022; na foto, romeiros na edição de 2020. (Foto: Equipe de Comunicação da 43ª Romaria da Terra)

26 mil internautas participaram da celebração online de lançamento da romaria de 2022, que será em Ilópolis (RS)

A 44ª Romaria da Terra foi lançada com uma celebração pela internet, na terça-feira, 16, que teve a duração de uma hora e meia e a participação de 26 mil internautas. Impossibilitada de realizar a romaria de forma presencial, a Comissão Pastoral da Terra do Rio Grande do Sul (CPTRS) resolveu não deixar a data passar em branco e programou uma live que se transformou numa verdadeira celebração de fé na vida e de amor à Mãe Terra.

Apresentada pelo frei Wilson Dallagnol, coordenador estadual da CPTRS, a cerimônia iniciou exatamente às 19 horas da terça-feira (terça do Carnaval) com uma pequena memória e uma justificativa do formato do lançamento da 44ª Romaria da Terra, prevista para o dia 1º de março de 2022, em Ilópolis, paróquia do apóstolo Paulo, na Diocese de Santa Cruz. O cantor Antônio Gringo e sua companheira Regina abriram a celebração cantando músicas relacionadas ao evento.

Em seguida houve um momento de espiritualidade com a leitura da palavra e momentos de reflexão. Frei Wilson lembrou os temas da romaria nestes 43 anos de existência: a luta dos povos originários em defesa do solo, celebrada na figura de Sepé Tiarajú; a Reforma Agrária, a luta dos atingidos por barragens, o papel da agricultura familiar na alimentação da população urbana, a agroecologia com a produção de alimentos saudáveis, a defesa dos quilombolas e seu direito ao uso da terra. Toda a cerimônia foi entremeada de musicas cantadas por Antônio Gringo e Regina, lembrando as diversas fases da história das Romarias da Terra.

Testemunhos

O secretario da CPTRS, Luiz Antônio Pazzinato, apresentou um vídeo que resgatou a história das romarias com fotos de cada uma delas. Em seguida foram apresentados depoimentos gravados com participantes padres, romeiros, jovens, agricultores e feirantes, enfim, com pessoas que ao longo desses 43 anos escreveram a história da espiritualidade da luta em defesa do cultivo respeitoso do solo.

Depois houve a apresentação dos testemunhos importantes, como o do bispo emérito Dom Orlando Dotti, primeiro coordenador nacional da CPT, que lembrou com muita clareza dos momentos históricos, das diferenças entre as diversas formas de romaria e sua unidade na motivação espiritual. “A romaria, antes de qualquer coisa, converte as pessoas e as compromete coma luta”, afirmou ele em seus depoimentos.

O ex-governador Olívio Dutra também apresentou, ao lado de sua esposa Judite, um depoimento forte como participante de todas as 43 romarias passadas e confirmou sua presença em Ilópolis, no próximo ano, se a pandemia já tiver sido controlada pela vacinação. Disse que estava falando em isolamento social de sua casa em São Luiz Gonzaga.

Ainda houve uma trova entre o deputado estadual Edgar Pretto e Severiano Moretti, considerados herdeiros do falecido deputado Adão Pretto, que participou de todas as romarias enquanto viveu e sempre apresentava trovas aos romeiros acompanhados de seu acordeão.

Lançamento

O bispo de Santa Cruz do Sul, Dom Aluísio Dilli, fez o lançamento oficial e o convite aos romeiros para a participação da romaria que se dá pela terceira vez em sua diocese. O pároco do santuário de São Paulo, padre Clécio José Henckes, apresentou o prefeito de Ilópolis, Edmar Rovadoschi, e seu secretário de agricultura, Jurandir Marques, que falaram sobre a importância da cidade, grande produtora de erva-mate, através da agricultura familiar, e também convidaram as pessoas para participar da romaria no próximo ano.

A celebração foi encerrada as 20h30 com a apresentação do verdadeiro hino do evento, uma música em homenagem ao cacique missioneiro Sepé Tiaraju, por Antônio Gringo. Na ocasião foi reafirmada a realização no dia 1º de março de 2022, que terá como tema “Agricultura Familiar e Agroecologia: Sinais de Esperança” e como lema “Irmãs e Irmãos Cuidemos da Mãe Terra”, e reiterado o convite para a participação. O evento foi transmitido por diversos sites e páginas, entre elas a Rede Soberania e o Brasil de Fato RS, e recebeu mensagens de diversos locais do Brasil.

Por Walmaro Paz

Fonte: Brasil de Fato

Padre Tarso Alles comenta sobre o significado da Quaresma, período que inicia hoje

(Divulgação)

O pároco da Igreja Matriz de São Luiz Gonzaga, padre Tarso Paulo Alles, em entrevista à Rádio São Luiz, explicou sobre o significado do período da Quaresma, que se inicia nesta quarta-feira de cinzas e se estende até o dia 3 de abril. Conforme Tarso, “nós iniciamos nesta quarta-feira de cinzas o período de preparação para a Páscoa, onde celebra-se a vida, paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo. Teremos 40 dias a partir de hoje para essa preparação e estaremos desafiados a repetirmos o projeto de interiorização do projeto de Deus previsto para a vida humana”.

Quarta de Cinzas – Sobre o termo, o Pároco destacou que o mesmo faz alusão à frase “do pó viemos e ao pó retornaremos”. Segundo Tarso, neste mundo somos passageiros, provisórios, e esquecemos às vezes da brevidade de nossa vida terrena. “É justamente para lembrar esse período que a Quaresma serve; para preparamos nossa vida para o dia em que nos encontraremos em definitivo com o Grande Pai, ou seja: que vivamos intensamente esse tempo que Deus nos deu para buscarmos a paz, compreensão, respeitando a natureza e a vida das pessoas, com o objetivo de que todos nós, enquanto estivermos nesta caminhada, tenhamos qualidade de vida como uma espécie de preparação para o encontro definitivo com Deus”.

A alusão ao número 40 – Sobre o número 40, presente no período da Quaresma e em diversas passagens da Bíblia, o Pároco destacou que os números são utilizados como simbolismos, e não apenas como tempo cronológico. “Na verdade, seria o tempo para reorientarmos nossa vida para o caminho de Deus”. *Matéria originalmente publicada em março de 2019.

Fonte: Rádio São Luiz

Prefeitura de Bossoroca divulga nota de pesar pelo falecimento do pastor Maximiano Ribeiro Neto

(Blog Missioneiro)

O município de Bossoroca divulgou hoje, 16, nota de pesar pelo falecimento de importante líder religioso da comunidade, falecido no último domingo.

“A prefeitura municipal de Bossoroca manifesta profundo pesar pelo falecimento do pastor Maximiano Ribeiro Neto, aos 93 anos de idade, ocorrido no domingo, 14. Pastor jubilado e de honra da Igreja Assembleia de Deus de Bossoroca, Maximiano Ribeiro Neto foi um grande líder religioso na cidade e em toda a região, bem como fundador/construtor da Igreja Assembleia de Deus em Bossoroca. Em sua vida profissional construiu muitas residências na cidade e também no interior.

Maximiano deixou um grande exemplo e filhos na fé, sempre conquistando a amizade das pessoas pelo seu caráter irreparável, generosidade, paciência para ensinar e dedicação à igreja, à família e à comunidade.

Neste momento de dor a Administração Municipal se solidariza com todos os familiares e amigos e expressa sinceras condolências pela perda.

Bossoroca/RS, 16 de fevereiro de 2021”.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Bossoroca

Morre o padre Eugênio João Hartmann, pároco de São Luiz Gonzaga entre os anos de 1995 e 2000

(Divulgação)

Morreu ontem, 14, aos 66 anos, vítima de um capotamento sobre a ponte do Lajeado Bugre, entre os municípios de Alecrim e Porto Vera Cruz o padre Eugênio João Hartmann. Nascido na Linha Atolosa, em Cerro Largo, Eugênio foi ordenado padre no dia 12 de janeiro de 1985 na comunidade de Linha Acre, em Cândido Godói.

Nos 36 anos de padre ajudou a servir em seis Paróquias:

1985: Vigário Paroquial em Alecrim

1986 – 1989: Vigário Paroquial em São Luiz Gonzaga

1990 – 1994: Pároco de Catuípe e Chiapeta

1995 – 2000: Pároco de São Luiz Gonzaga

2001 – 2012: Pároco de Santo Cristo

2013 – 2021 – Pároco de Alecrim.

Conforme a Diocese de Santo Ângelo, em publicação no seu site oficial, o padre Eugênio sempre se destacou como animador das pastorais; missionário; romarias e caminhadas; canto e liturgia; leitura; nas Comunidades Eclesiais de Base; com a Pastoral da Juventude; Clero Diocesano; esporte; sorriso e amizades. “Uma de suas grandes característica sempre foi seu sorriso, suas gargalhadas, o chimarrão, e o grande círculo de amigos que tem diocese a fora”.

Ainda não foram divulgadas informações sobre os atos fúnebres.

Fonte: Rádio São Luiz

Santuário do Caaró vem enfrentando dificuldades financeiras por causa da pandemia e direção pede ajuda da comunidade

(Divulgação)

O Santuário do Caaró está localizado no município de Caibaté, no exato local da antiga redução de Caaró, no primeiro ciclo das reduções jesuítico-guaranis. O Santuário demarca o local do martírio dos padres Jesuítas Roque Gonzales de Santa Cruz, Afonso Rodrigues e João de Castilhos.

Todas as semanas, diversas caravanas de romeiros, peregrinos e turistas de diversos lugares do Rio Grande do Sul e até mesmo do exterior visitavam o Caaró. Um grande atrativo do local, além de toda a dimensão histórica, é a fonte d´água, que segundo a lenda, teria sido abençoada pelo próprio São Roque Gonzales antes de seu martírio. Curiosamente, mesmo com as diversas secas e estiagens que assolaram a região, a fonte nunca secou ou diminuiu. Sua água permanece limpa, cristalina.

Ao longo do ano, de variadas formas e em diferentes momentos, Caaró é lembrado e valorizado. Compreendemos a importância de preservar esse espaço sagrado e proporcionar ambiente acolhedor a todos.

Desde o começo da pandemia, o Santuário vem enfrentando dificuldades financeiras. O número de visitantes diminuiu muito. Porém, os custos para a manutenção do espaço permanecem. A direção do Santuário, através do padre guardião, Pe. Danilo Hertz, convida a comunidade e demais pessoas de boa vontade a contribuírem com o Santuário. Este espaço, que é lugar de bênção e curas, está precisando de nossa ajuda. Todas as doações são bem vindas. Logo abaixo, eis os dados para doações via depósito bancário:

DADOS BANCÁRIOS:

Conta banco Sicredi:

Ag 0307. – Caibaté

Conta poupança 04573-3

Mitra Angelopolitana Caaro

Cnpj: 87 697 796 0041-86.

CONTATO:

Santuário Caaró

BR-285 Trevo de acesso a Caibaté-RS

Telefone da Casa: (55) 9.9681-4506

Pe. Danilo (WhatsApp): (55) 9.9997-7755

E-mail: [email protected]

 

Fonte: Assessoria de Comunicação

Padre Tarso Alles divulga cronograma de celebrações no período da Quaresma

(Foto: Enyel da Rosa)

O pároco de São Luiz Gonzaga, padre Tarso Alles, divulgou hoje, 12, a retomada das celebrações na Igreja da Matriz e nas comunidades. Os encontros vão ocorrer no período da Quaresma, que é o tempo de preparação para a Páscoa.

Para que as celebrações sejam realizadas com segurança, Tarso explica que serão tomados todos os cuidados de prevenção ao contágio contra o coronavírus. Os ambientes devem ser mantidos arejados e ventilados, deve ser observado o distanciamento, a disponibilidade de álcool em gel e o uso obrigatório de máscara.

A Campanha da Fraternidade deste ano, pela quinta vez na história, será ecumênica. O tema é “Diálogo e Compromisso de Amor” e o lema “Cristo é Nossa Paz”. O material de divulgação pode ser retirado na secretaria da paróquia.

O cronograma das celebrações é o seguinte:

Quarta-feira, dia 17

9h – Santa Inês e Rincão dos Araújo

15h – Rincão de São Pedro e Passo do Quaresma

19h – Comunidade de Dezesseis de Novembro e na Matriz

Quinta-feira, dia 18

19h – Capela Aparecida e Pontão Santa Maria

Sexta-feira, dia 19

19h – Igreja da Matriz (Via Sacra)

Sábado, dia 20

15h – Capela São Paulo

16h – Vila Trinta

16h30min – Comunidade Nossa Senhora do Rosário, na Serrinha

18h – Ferroviária

19h – Frigorífico

Domingo, dia 21

8h e 19h – Missa na Igreja da Matriz

8h30min – Gruta

9h30min – Capela São José na Cohab

10h – Comunidade Santa Terezinha de Nova Florida

Fonte: Rádio São Luiz

Carreata marca homenagem a Iemanjá e Nossa Senhora dos Navegantes em São Luiz Gonzaga

(Fotos: Alcides Figueiredo/Rádio São Luiz)

Ontem, 2, no fim da tarde, os integrantes da Casa Ogum 7 Lira, coordenados por Lorivaldino Matos de Oliveira, realizaram uma carreata para marcar o dia de Nossa Senhora dos Navegantes e Iemanjá.

O local escolhido para as homenagens foi a Gruta Nossa Senhora de Lourdes. A santa, segundo Lorivaldino, pela sincronização com as raízes afrodescendentes seria a mesma Iemanjá, um dos orixás mais populares do país.

“Viemos homenagear e trazer nossos pedidos para que esse momento crítico da pandemia passe. Pedimos clareza para a humanidade se ver livre dessa doença”, explicou.

O coordenador do grupo falou também sobre intolerância e distorções de religiões de raízes afro. Ele deixou claro que o grupo não tem preconceito e busca levar o amor cultivando as origens. A Casa Ogum 7 Lira fica localizada no “castelinho”, na Vila Paz, travessa Kurt Balle, nº 105. Os encontros ocorrem nas segundas e sextas-feiras, à noite. No momento, por causa da crise sanitária, as reuniões têm sido realizadas a cada 15 dias, nas segundas e quintas-feiras. Para saber mais entre em contato pelo fone (55) 9 9728-6969.

Fonte: Rádio São Luiz

Com belas apresentações, Igreja Assembleia de Deus ressaltou o verdadeiro significado do Natal  

Atividade contou com apresentações dos grupos de crianças e adolescentes da Igreja Assembleia de Deus (Fotos: Divulgação)

Atividade foi transmitida no domingo (6) e integrou a programação do Natal Luz das Missões Virtual 2020 

O domingo (6) foi de reflexão e belas apresentações na programação virtual do Natal Luz das Missões 2020. Com a coordenação da Igreja Assembleia de Deus de São Luiz Gonzaga – e por meio da página do Portal das Missões – ocorreu a transmissão da celebração “O Verdadeiro Significado do Natal”.  

A atividade contou com a apresentação de integrantes do coral, banda, grupo de adolescentes e grupo de crianças da igreja, os quais encantaram com belas encenações e louvores. Durante a celebração, o pastor José Martins do Amarante e o evangelizador Marcos Batista da Rosa, também exaltaram o verdadeiro significado do Natal: a vinda de Jesus ao mundo. A live está disponível no link https://www.facebook.com/PortaldasMissoes/videos/386085249336093 

A Comissão Organizadora do Natal Luz das Missões parabeniza a Igreja Assembleia de Deus de São Luiz Gonzaga pela celebração “O Verdadeiro Significado do Natal” e agradece o apoio na programação natalina no município. 

O Natal Luz das Missões Virtual 2020 tem o patrocínio da Enel e é uma realização da Prefeitura de São Luiz Gonzaga, Câmara de Vereadores, ACI, Sindilojas e Associação Regional de Engenheiros e Arquitetos (AREA). 

 

PROGRAMAÇÃO  

As atividades virtuais do Natal Luz das Missões continuam. Confira as próximas atrações:  

 

13/12 – Domingo 

Natal & Sax 

Horário: 20h 

Apresentação: Fabio Henrique Sauer Kreuz 

Transmissão: Páginas no Facebook do Portal das Missões, Natal Luz das Missões e Prefeitura de São Luiz Gonzaga   

 

18/12 – Sexta-feira   

Live de arrecadação natalina de brinquedos “Uma Story de Natal” – com show da dupla Alison e Tardeli  

Horário: 19 horas 

Coordenação: Story Papelaria (com o apoio de empresas locais e Secretaria de Ação Social e Comunitária) 

Transmissão: canais do Youtube e Facebook da Story Papelaria, páginas do Natal Luz das Missões e Prefeitura de São Luiz Gonzaga  

 

20/12 – Domingo  

Encerramento do Natal Luz das Missões Virtual 2020 

Mensagem Natalina da Rede Municipal de Ensino de São Luiz Gonzaga – construindo uma nova ideia de Natal 

Horário: 20h 

Coordenação: Secretaria Municipal de Educação e Esporte 

Transmissão: Páginas no Facebook do Portal das Missões, SEMEDE, Natal Luz das Missões e Prefeitura de São Luiz Gonzaga 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de São Luiz Gonzaga